Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

A identidade dos nossos clubes

30 de Novembro, 2015
Nos últimos dias, tem sido abordada com alguma insistência em vários círculos desportivos, a problemática relacionada com a existência ou não de um modelo de jogo, que identifique as equipas e selecções nacionais de futebol de Angola.

O certo é que Angola, sobretudo depois de ter alcançado a paz em 2002, converteu-se no ponto de chegada e de estada de cidadãos de várias partes do globo, de hábitos e vivências culturais diferentes, o que faz com que muita gente se interrogue, se isso tem ou não influência no desporto, no caso particular no futebol.
A indefinição que se regista, quanto ao modelo de jogo de Angola, não deve terminar como se do dia para a noite. É um assunto que dada a envolvência não pode e nem deve ser tratado de ânimo leve.

Trata-se de uma questão, cuja dimensão e análise, devem aglutinar todas as forças vivas da Nação. Partindo-se do princípio, que o padrão de jogo cujos reflexos são as equipas e selecções nacionais de seniores, deve-se começar a gizar nos escalões de formação dos clubes, escolas e academias vocacionadas para o efeito, onde a interacção dos treinadores de vários escalões (infantis, iniciados, juvenis, juniores e seniores), em obediência a alguns parâmetros de ordem cultural, devem constituir preocupação permanente dos agentes do futebol.

Para além do conceito e de metodologia de treino, que assentam na ciência, a condição morfológica do cidadão, não pode passar despercebida.O modelo ou padrão de jogo, do futebol angolano, constitui um factor que deve estar ligado à identidade cultural de um povo. Pelos diversos quadrantes do globo, existem exemplos à mão de semear, pelo que Angola não deve constituir um caso à parte. Parindo-se ainda do princípio, que se trata de uma questão com alto grau de complexidade, somos de opinião que deve começar a ser abordado o quanto antes. Elementos não ligados apenas ao fenómeno desportivo, em particular ao futebol.

Últimas Opinies

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    A eliminao do Petro e o tal patriotismo

    Terminada a participação Petro de Luanda, na Taça Nelson Mandela, é normal que por esta altura, esteja a ser feita uma profunda reflexão em torno da participação na referida competição africana, nos mais diversos aspectos que ela comporta, sem descorar, portanto, a (des) continuidade do técnico Beto Bianchi, que mais uma vez não conseguiu o troféu de uma competição em que esteve envolvido. 

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Palancas Negras de olhos no Egipto

    A Selecção Nacional de futebol honras, vulgo Palancas Negras, só depende de si para chegar à fase final do Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2019, que vai ser disputado no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Procuramos fazer tudo para vencer o jogo, mas não conseguimos, porque o adversário  (Recreativo do Libolo) foi competente e inteligente, assim como conseguiu aproveitar as nossas falhas defensivas e, em lances de bolas paradas, marcaram os dois golos.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Zebras para domar...

    A Selecção Nacional de futebol de honras, às ordens do sérvio Srdjan Vasiljevic, decide amanhã, em Franciston, Botswana, a qualificação para o Campeonato Africano das Nações (CAN), que o Egipto acolhe de 19 de Junho a 21 de Julho deste ano.

    Ler mais »

Ver todas »