Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

A fotografia de Artur e a vida do DAgosto

15 de Outubro, 2017
Ninguém, mas ninguém mesmo, percebeu por que carga de água o presidente da Federação Angolana de Futebol, Artur Almeida, desceu ontem ao relvado para ir ter com o quarto árbitro do bom jogo de - digo bom pelo menos em termos contenta técnica, táctica, pois, foi... electrizante.

Acho que Artur Almeida mandou para as urtigas os ditames do regulamento que só habilita quem pode ir \"labiar\" com o quarto árbitro em caso de eventual, dúvida ou falha deste. Ele como presidente, não pode e, portanto ... abaixo o presidente! Como diria um outro, com aquela bem vista e criticada actuação...ficou mal na fotografia!

Depois das boas coisas que anunciou a semana passada, particularmente no capítulos de prémios ou distinções que a cada época nos serão dados a ver, o presidente ontem passou, quanto a mim, uma borracha sobre todo o \" bem bom\" que capitalizou.

Fora deste episódio eu falo também da \"vida do 1º de Agosto\" porque ontem assistimos a um jogo porreiro: ninguém mandou inteiramente nele em maior escala, embora, pois claro, se aquele primeiro golo dos polícias não fosse duvidosamente anulado, hoje ,domingo, os militares - a sua equipas técnica, seus dirigentes e adeptos - estariam a tecer cenários mais comprometedores em relação ao desejo, que até é legítimo, de chegarem ao título.

Em boa verdade, os rubro e negros depois de terem passado já sobre o Progresso do Sambizanga, Recreativo do Libolo e ontem diante do Interclube tropeçaram, mas não caíram.

Tiveram fogo suficiente para extinguir o lume que os polícias atearam no seu campo ? A resposta mais honesta é que não e, sendo assim, é bom que se saiba que, pela frente, este grande 1º de Agosto vai ter que se ver com o Progresso da Lunda Sul, ASA e a \"guerra\" em casa ( Estádio 11 de Novembro), diante do difícil Kabuscorp do Palanca.

É verdade ou não que os militares do Rio Seco não podem cristalizar já a ideia de que a questão do título não sejam favas contas? Para mim a resposta é clara como a água: esta ambição tem de ser provada ainda, ganhando os referidos jogos. E, meus senhores, isto é obra!

Mas considero que este líderesisoladosdo campeonato com 59 pontos tem tudo para só dependerem de si próprios a manutenção do título conquistado no ano passado e certamente hoje estarão atentos nas bancadas a torcerem por um tropeço dos petrolíferos.

Se ontem, já na ponta final, aquele livre \"batido\" por Geraldo terminasse em 1-2 a conversa seria outra. Mas pelas bandas do Rio Seco há craques com mestria para destila ainda futebol de alta qualidade e é por isso que a equipa está onde está, lutando, assim, para a vitória final, nesta vida renovar título.

Ivo Traça que nunca esconde a verdade mostrou a mesma verticalidade. \"Não vamos arranjar desculpas, o Interclube alterou a sua estratégia e com o Progresso da Luanda Sul, que está aflito, lutando para a sua manutenção, vai ser mais difícil\".

Portanto, é caso para dizer que de facto a vida do 1º de Agosto ( e também do Petro) neste campeonato não está fácil.

Portanto tudo isto significa que ainda vamos ter campeonato com jogos e resultados de fazer roer as unhas!

Últimas Opinies

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    A eliminao do Petro e o tal patriotismo

    Terminada a participação Petro de Luanda, na Taça Nelson Mandela, é normal que por esta altura, esteja a ser feita uma profunda reflexão em torno da participação na referida competição africana, nos mais diversos aspectos que ela comporta, sem descorar, portanto, a (des) continuidade do técnico Beto Bianchi, que mais uma vez não conseguiu o troféu de uma competição em que esteve envolvido. 

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Palancas Negras de olhos no Egipto

    A Selecção Nacional de futebol honras, vulgo Palancas Negras, só depende de si para chegar à fase final do Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2019, que vai ser disputado no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Procuramos fazer tudo para vencer o jogo, mas não conseguimos, porque o adversário  (Recreativo do Libolo) foi competente e inteligente, assim como conseguiu aproveitar as nossas falhas defensivas e, em lances de bolas paradas, marcaram os dois golos.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Zebras para domar...

    A Selecção Nacional de futebol de honras, às ordens do sérvio Srdjan Vasiljevic, decide amanhã, em Franciston, Botswana, a qualificação para o Campeonato Africano das Nações (CAN), que o Egipto acolhe de 19 de Junho a 21 de Julho deste ano.

    Ler mais »

Ver todas »