Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Benfica joga a Benfica at no Marketing desportivo

11 de Fevereiro, 2019
Se bem no início da década de 70, a equipa principal de futebol do Sport Lisboa e Benfica, ganhou a alcunha de jogar a “Benfica”, por causa de uma sequência histórica de bons resultados, aliado a um futebol avassalador, culminando com inéditas conquistas de títulos atrás de títulos, no marketing desportivo a história não poderia ser diferente!
Desde a época desportiva 2004/05, quando conquistou o seu 31º campeonato, o Benfica de Portugal decidiu apostar numa comunicação disruptiva, aquela que se consegue fazer ouvir no meio do excesso de comunicação existente, com tremendo impacto e significativo aumento no número de sócios.
Em Abril de 2006, o número de sócios do clube ultrapassou os 160 mil, tendo em Julho de 2006, ultrapassado o número do Manchester United.
Em 30 de Dezembro de 2006, o número oficial de sócios pagantes era de 160.398 mil sócios, o que na altura fazia do clube o maior do mundo nesta área.
Nesse dia, o clube entrou para o Livro dos Recordes do Guinness pelo feito alcançado e desde 2006 que o Benfica é o clube com mais associados (sócios activos) no mundo.
As receitas provenientes do pagamento das quotas dos sócios representavam 12% dos proveitos totais do clube em 2006. No referido período cerca de 17% do número total de sócios eram do sexo feminino, sendo que 56% dos sócios tinha menos de 34 anos, e 23% tinham entre 20 anos ou menos.
Em 2009, segundo a Football Finance, os “encarnados” tinham cerca de 171. 000 sócios, tendo o clube, a 30 de Setembro de 2009, anunciado que havia alcançado os 200 mil sócios pagantes.
O crescimento do número de sócios deve-se também ao facto de o Benfica ter lançado desde a época desportiva 2008/2009, sucessivas e regulares campanhas \"agressivas\" de marketing, conhecidas como Kit Sócio, Sócio família, estratégias que contribuíram para um aumentou de número de sócios, na ordem dos 30%!
Segundo a FIFA o clube tinha, em 2014, cerca de 235.000 sócios com quotas em dia o que mas uma vez lhe valeu a revalidação do título de “Maior Clube do Mundo”.
E não foi por ter uma boa noite de sono, que numa certa manhã á margem da Conferência Internacional de Marketing desportivo, ocorrido em Cascais, Portugal, Domingos Soares de Oliveira, director executivo das \"águias\" de Lisboa, chegou a afirmar que \"os resultados estão a vista. Quer as assistências, quer o número de sócios e militância benfiquista vivida nas casas do Benfica, levam-nos a pensar que o caminho percorrido até agora em termos de marketing desportivo, é o certo e o maior desafio daqui em diante, é saber como crescer dos 200 mil sócios, para os 300 mil”.
Para logo em seguida realçar, de forma sorridente que “ o Benfica é dos SÓCIOS e tudo o que fazemos é para os sócios e adeptos estejam no CENTRO das nossas ATENÇÕES e PREOCUPAÇÕES”.
Como referido atrás, o departamento de marketing do Benfica continua até hoje a “jogar a Benfica”, fazendo o seu trabalho e se responsabilizando pelos seus resultados.
Por isso é que o Benfica possui, no âmbito da sua estratégia de marketing desportivo, uma das linhas de comunicação, que a mim, me deixa todo “derretido\", da qual os sócios e adeptos se orgulham, comentam, partilham com os seus amigos e que ficam constantemente na expectativa do que vem a seguir.
Como sinalizado neste artigo, através do exemplo do Sport Lisboa e Benfica, volto a lançar o habitual o repto em forma de desafio para os departamentos de marketing dos clubes, \"por amor de Deus”, comecem a fazer, bom uso de todos os instrumentos estratégicos disponíveis, adoptando novos objectivos para uma melhor exploração e capitalização da imagem de marca que os vossos clubes possuem, como um dos seus principais activos, se não mesmo o principal.
Pois em qualquer mercado onde existam consumidores, seja o menos ou o mais atractivo para fazer negócios, deve-se sempre levar em conta às novas necessidades e oportunidades criadas pela globalização, pelas tecnologias de informação e comunicação, pelo que os clubes de futebol da nossa praça, que desde as suas origens começaram a ser geridos \"publicamente\" como sociedades de cariz recreativo e sem fins lucrativos, e hoje por negligência, bem como por certo uso e abuso permissivo dos fundos provenientes do Estado vivem como se estivessem na \"casa da mãe joana\", já deveriam obrigar-se a si mesmos a adaptarem-se sob forma de entidades empresariais com fins lucrativos.
ZONGO FERNANDO DOS SANTOS
*Mentor e Gestor Executivo
do Fórum Marketing Desportivo

Últimas Opinies

  • 19 de Setembro, 2019

    Capitalizar os Capitas

    Está na baila o que adjectivo por “Caso Capita”, que até onde sei envolve a direcção do Clube Desportivo 1º de Agosto, o agente do jogador, a Federação Angolana de Futebol e a família de sangue do referido atleta, que até prova em contrário, ainda está vinculado ao clube militar, que o inscreveu para a presente época futebolística.

    Ler mais »

  • 19 de Setembro, 2019

    Cartas dos Leitores

    Sinto-me bem na província da Lunda-Norte. As pessoas têm sido fantásticas comigo, em todos os aspectos. Têm-me apoiado bastante e, naturalmente, os jogadores, direcção e todos os membros do clube.

    Ler mais »

  • 19 de Setembro, 2019

    Pensamento de Drogba

    Considerando que a vida é feita de sonhos e ambições, é de todo legítimo o pensamento do antigo internacional costa-marfinense Didier Drogba, em traçar como meta das suas ambições, enquanto homem do futebol, a presidência da Federação Costa-marfinense de Futebol.

    Ler mais »

  • 16 de Setembro, 2019

    O lado difcil do marketing desportivo

    "Do jeito que vocês estão a trabalhar, o marketing desportivo em Angola, muito abaixo da linha da cintura, creio que este é o pior momento possível para se apostar no sector”, desabafou um especialista brasileiro, numa conversa mantida recentemente em ambiente reservado, com um pequeno grupo de jovens empreendedores, que "sonham" fazer grandes negócios através do marketing desportivo.

    Ler mais »

  • 16 de Setembro, 2019

    Cartas dos Leitores

    O Sagrada é um clube com carisma, mística e sente-se isso na província, quer no dia-a-dia com os adeptos, quer no contacto com as pessoas.

    Ler mais »

Ver todas »