Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas do leitor

23 de Janeiro, 2014
O mais importante são os objectivos colectivos do grupo. Trabalho sempre com o objectivo de dar o meu máximo. Queremos voltar a ganhar o campeonato e todas as competições em que estivermos envolvidos”

Meyoung, avançado do Kabuscorp


Estou a estudar várias propostas para escolher a melhor. Por uma questão de respeito, não vou divulgar os nomes das equipas interessadas, mas posso garantir que apenas uma se identifica comigo, espero que tudo corra a contento para bem das partes”

Aspirina, ex-guarda-redes do Santos


As equipas estão a demonstrar um bom futebol. Como dirigente desta agremiação desportiva (Caála), sei que esta província foi agraciada com este campeonato. É bom dizer que o povo da Caála em particular e do Huambo em geral está a dar uma resposta positiva”

Horácio Mosquito, presidente do Recreativo da Caála


Claro que gostava de ter jogado um pouco mais antes de um Grand Slam, mas essa foi a possibilidade que tive. Sou esperta o suficiente para aproveitá-la e saber que, ainda por cima, sou muito sortuda por ter entrado na chave”

Sharapova, tenista russa

A PERGUNTA DO DIA
Qual tem sido o aproveitamento do Bravos do Maquis, durante o estágio de pré-época em Portugal?

A equipa do Bravos do Maquis tem feito o seu melhor de formas a corrigir os erros cometidos na época passada. Esperemos que os objectivos traçados pela equipa técnica sejam cumpridos, para bem do representante do leste do país no Girabola.”

António Mundundo,
funcionário público


O Bravos do Maquis, tal como as demais equipas que realizam o estágio em Portugal, têm defrontado equipas com pouca expressão. Era bom que jogassem, por exemplo, com um Nacional da Madeira, Paços de Ferreira e outras mais conhecidas.”

Fernando Cassoma, negociante


Se tivermos em consideração o rendimento da equipa na temporada passada em que se classificou na terceira posição, não posso aceitar que faça jogos de controlo com equipas de baixo nível, como o Esperança de Lagos que ocupa a oitava posição no Campeonato da Primeira Divisão da Associação de Futebol do Algarve. É inadmissível.”

Januário Felicidade, estudante

RUI FERREIRA
Ciclista do Núcleo do Rangel Positivo-

O ciclista Duarte Ferreira trocou temporariamente o automobilismo pelo ciclismo, depois de ter protagonizado um episódio insólito na prova de abertura da época da APCIL, assinou já um “contrato promessa” com a equipa de ciclismo do Núcleo do Rangel, que permite participar no Grande Prémio Cidade de Luanda.

ATLÉTICO SPORT AVIAÇÃO
Equipa do Girabola-
A equipa do aeroporto surpreendeu tudo e todos, quando anunciou que ia estagiar no Brasil. Para uma equipa que a temporada passada viveu graves problemas financeiros, talvez fosse mais eficaz se fizesse o estágio no país, e guardasse os milhares de kwanzas que está a gastar em solo brasileiro.

Últimas Opinies

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Petro escorregou Vasiljevic j era

    O grande Petro já  atemoriza os seus adeptos em poder continuar a fazer travessia no deserto neste seu “hibernar” sem título desde 2009: empatou mesmo depois de o presidente.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Penso, que não há  muitas alterações  em relação aos candidatos, o 1º de Agosto procura o Penta e o Petro luta para quebrar o jejum de 10 anos, sem conquistar o campeonato.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Girabola de todos

    Soltaram-se assobios, no último fim-de-semana. Voltou aos palcos nacionais, o futebol de primeira grandeza. Ou seja, o campeonato nacional da primeira divisão, o nosso Girabola.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O segundo pecado da FAF

    A direcção de Artur Almeida e Silva acaba de cometer o segundo pecado, na gestão dos destinos da Federação Angolana de Futebol(FAF). O primeiro, assenta na desorganização que já a caracteriza.

    Ler mais »

Ver todas »