Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas do leitor

28 de Janeiro, 2014
Estamos confiantes que o Executivo vai reforça os apoios que tem dado à Federação Angolana de Andebol assim como ao desporto em geral. Queremos acreditar que no próximo campeonato, a ser realizado em Angola, vamos desforrar-nos, custe o que custar”.


Adriano Mendes de Carvalho,
vice-Governador de Luanda para a Esfera Política e Social


Se temos mais jogadores de qualidade para entrar na equipa, então, talvez tenha grandes dores de cabeça para formar o ‘onze’ inicial para os primeiros jogos. Só joga quem provar qualidades”.


Edouard Antranik, treinador do Kabuscorp



Penso termos cumprido com o objectivo há muito perseguido. A meta era de ficar entre as três melhores, e pela nossa entrega e determinação vencemos o torneio. Assim, só me resta felicitar a direcção, a rapaziada e todos aqueles que contribuíram para o alcance deste feito”.


Paulo Dias,
treinador do Progresso


Eu já esperava que tivéssemos essa quebra física e ainda bem que a tivemos justamente com o 1º de Agosto, que não é do nosso campeonato, mas veio de certa forma dar o ritmo competitivo”


Emanuel Trovoada
, técnico do Sporting de Benguela


A PERGUNTA DO DIA
O 1º de Agosto tem o futuro assegurado após conquistar o Campeonato Nacional de Futebol em Juniores realizado no Huambo?

Sim, o 1º de Agosto após ter conquistado o Campeonato Nacional de Futebol em Juniores realizado no Huambo tem razões suficientes para acreditar que realmente tem o futuro assegurado, tendo em conta os próximos compromissos, tais como, as Taças do Girabola e de Angola”.


Nuno, antigo guarda-redes do Kabuscorp


Quando uma determinada equipa ganha um campeonato nacional, como foi a recente conquista do 1º de Agosto em juniores, é caso para se dizer que, num futuro breve, os militares podem também voltar a fazer história no campeonato da primeira divisão. É apenas uma questão de tempo”.


Agostinho Sajambela, músico


Após os juniores do 1º de Agosto terem conquistado o título nacional no Campeonato de Futebol, a direcção do clube do Rio Seco deve estar mais confiante nas conquistas que podem alcançar, tanto no Girabola como na Taça de Angola e quem sabe, até mesmo nas Afrotaças, num futuro breve. O clube tem um bom viveiro”.


Margarida Sajambela, cantora


AVALIAÇÃO JD

CARLOS HENDRICK
Presidente do 1º de Agosto Positivo-
Os investimentos feitos pelo clube militar nos escalões mais jovens têm resultado na conquista de títulos e na garantia de que o clube tem o futuro assegurado em termos desportivos. O 1º de Agosto acaba de adicionar mais um troféu à sua galeria com a conquista do título nacional de juniores no último nacional disputado no Huambo.

PETRO DE LUANDA
Equipa de futebol Negativo-
O Petro de Luanda foi a grande decepção no Campeonato Nacional júnior de futebol que a província do Huambo albergou. Tido como um dos principais favoritos, na sua qualidade de campeão, os jovens petrolíferos não foram para além do oitavo lugar, muito pouco para quem aspirava à revalidação.

Últimas Opinies

  • 23 de Março, 2019

    Agora que venha o CAN do Egipto!

    Que venha agora o CAN do Egipto! Sim, que  venha o Campeonato Africano das Nações porque a fase de qualificação ficou já para atrás. 

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Estou aqui para trabalhar. É uma realidade nova para mim. Nunca estive em África.

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Angola est no Egipto

    O país acordou, hoje, na ressaca da explosão festiva resultante da qualificação da selecção nacional de futebol, ao Campeonato Africano das Nações, a disputar-se em Junho e Julho, no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Amanh um "tudo ou nada

    Amanhã é uma espécie de Dia D, para nós, e tal fica a dever-se aos ‘’Palancas Negras’’

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

Ver todas »