Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas do leitor

13 de Março, 2014
Posso mesmo dizer que o 4 de Abril está seguro, porque o Cuando Cubango tem um governador de palavra, que além das suas responsabilidades sociais, está apostado em ajudar a província a ter um representante no Girabola”.


João Machado,
técnico da equipa 4 de Abril do Cuando Cubango


Estou preparado para jogar. Não tenho medo da pressão, porque é normal e já conheço os nossos adeptos. (...) É um orgulho vestir a camisola de um dos melhores clubes do país.”


Cláudio, jovem guarda-redes do Kabuscorp do Palanca


Todos tiveram a oportunidade de constatar que o União Sport está a praticar um bom futebol, mas parece que nos falta a sorte para chegar às vitórias. Uma terceira derrota consecutiva não é satisfatória, estamos determinados em quebrar o favoritismo do Interclube e sair de Luanda com os três pontos.”


Moke Adedé, treinador do União Sport do Uíge


Uma equipa a ganhar tudo durante quatro anos, a massacrar, não é bom para o desporto. Quer-se um campeonato que vá até ao limite. Espero que as mudanças permitam que isso aconteça este ano.”


Lewis Hamilton,
piloto da Mercedes


A PERGUNTA DO DIA
Após a qualificação nas Afrotaças o Petro de Luanda está melhor preparado para receber e vencer o Recreativo do Libolo?

Os petrolíferos têm tudo a posto para receberem e vencerem os libolenses no desafio da terceira jornada. Nesta altura os ânimos da formação do Catetão estão altos devido à qualificação obtida nas Afrotaças. É motivo para dizer que o Petro voltou ao ritmo de vitórias.


Jacquene Gonçalves, funcionário público


Ao Petro, acho ser mais fácil vencer os seus adversários no Girabola, neste caso o Recreativo do Libolo, em comparação com as equipas nas Afrotaças. Os comandados do técnico brasileiro Alexandre Grasseli foram os únicos que se qualificaram na competição continental, após os desaires do 1º de Agosto, Kabuscorp e Desportivo da Huíla, mas também sofreram.


Aguião Manuel,
gestor de negócios


Quando se vence uma determinada partida, os índices de confiança desta mesma equipa sobem e isto é visível no Petro de Luanda que soube dar a volta por cima, ao golear por 4-0 a formação do Ebusua Dwarfs do Gana nas Afrotaças. Quanto ao jogo diante do Libolo espero, também, por um bom desempenho da equipa da capital.


Pacheco Dito, artista plástico


AVALIAÇÃO JD
EDVALDO MORENO
Andebolista do 1º de Agosto Positivo-
A confirmar-se a transferência de Moreno, meia-distância do 1.º de Agosto e da Selecção Nacional para a formação tunisina do Mahdia, para disputar a liga árabe entre finais de Março e Abril, pode haver outra visibilidade para o andebol angolano. Moreno foi o melhor marcador angolano no último Africano e foi bem observado pelos olheiros do Continente.


SÉRGIO CUNHA VELHO
Benfica do Lubango Negativo-
Das terras altas da Chela voltam a chegar notícias sobre uma eventual desistência do Benfica do Lubango do Girabola que entra neste fim-de-semana na terceira jornada. Ecos que preocupam. A águia huilana ainda não pontuou mas uma desistência pode levar a alterações no calendário do campeonato.

Últimas Opinies

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Petro escorregou Vasiljevic j era

    O grande Petro já  atemoriza os seus adeptos em poder continuar a fazer travessia no deserto neste seu “hibernar” sem título desde 2009: empatou mesmo depois de o presidente.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Penso, que não há  muitas alterações  em relação aos candidatos, o 1º de Agosto procura o Penta e o Petro luta para quebrar o jejum de 10 anos, sem conquistar o campeonato.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Girabola de todos

    Soltaram-se assobios, no último fim-de-semana. Voltou aos palcos nacionais, o futebol de primeira grandeza. Ou seja, o campeonato nacional da primeira divisão, o nosso Girabola.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O segundo pecado da FAF

    A direcção de Artur Almeida e Silva acaba de cometer o segundo pecado, na gestão dos destinos da Federação Angolana de Futebol(FAF). O primeiro, assenta na desorganização que já a caracteriza.

    Ler mais »

Ver todas »