Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas do leitor

25 de Março, 2014
A falta de jogos de controlo é um facto, mas nós temos trabalhado no sentido de isso não ser muito notório. É bem verdade que jogar é diferente de treinar, mas a realidade é que os jogos- treino fazem-nos sempre muita falta, e para já, sempre que houver essa oportunidade vamos aproveitar com toda a franqueza”.


ERNESTO CASTANHEIRA , treinador do ASA


Sabíamos, que ia ser um adversário muito difícil. Este adversário estava no grupo dos que lideram o campeonato. Para nós foi importante a vitória, porque permite descolar deste adversário, mas vamos continuar a trabalhar como até aqui, pois temos já outra jornada pela frente”.


MILLER GOMES , técnico do Recreativo do Libolo


Quero alertar os governos provinciais, que a responsabilidade é de todos, por tratar-se de uma actividade que transcende o âmbito desportivo, abarca também o social. Estou a falar da reintegração, porque o desporto adaptado tem elevado bem alto a bandeira de Angola no exterior do país”.


LEONEL DA ROCHA PINTO, presidente do CPA


Os “mind game” em Inglaterra é normal entre treinadores. O meu inglês é um inglês de praia e ainda não tenho capacidade para essas acções. Tenho de me cingir aquilo que tenho capacidade. A prioridade é o campeonato e sobre o AZ Alkmaar falámos depois”.


JORGE JESUS,
treinador do Sport Lisboa e Benfica


A PERGUNTA DO DIA
Depois do empate no domingo, o Petro de Luanda pode vencer em casa o Ismaily do Egipto, na segunda-mão?

Tudo indica que sim, uma vez que o Petro de Luanda soube resistir em casa alheia ao ponto de empatar sem golos. Por esta razão, apenas um golo pode ser suficiente para eliminar o Ismaily do Egipto. Esperamos que o nosso representante assim o faça.


Pedro Gonçalves, estudante


Os petrolíferos têm um desafio de grande responsabilidade a contar para os oitavos-de-final diante do egípcios, pelo facto de no primeiro encontro a formação petrolífera ter empatado no reduto alheio. Com isto, a equipa adversária tudo deve fazer, para contrariar os donos da casa e com isso, passarem à outra fase.


Cândido Vimbembe, munícipe


O técnico do clube do Eixo-viário, Alexandre Grasseli sabe muito bem as responsabilidades que tem, durante o segundo encontro com a formação egípcia. Deseja passar à outra fase, joga em casa na presença dos milhares de adeptos, e por isso, deve ter o cuidado de evitar erros, durante os 90 minutos de jogo.


César Trinta, gestor


AVALIAÇÃO JD
Alexandre Grasseli
Treinador do Petro de Luanda Positivo-
O Petro de Luanda, único representante angolano nas Afrotaças, concretamente na Taça da Confederação, regressou incólume do Egipto após ter imposto um rigoroso empate ao Ismaili, no domingo no jogo da primeira “mão” da penúltima eliminatória. Um resultado que deixa tudo em aberto, mas com a decisão a ser encontrada em Luanda.

JORGE NITO
Benfica do Lubango Negativo-
Os encarnados da Huíla continuam a somar revezes no Girabola e neste momento ocupam o último posto na tabela classificativa com apenas um ponto somado. Na ronda do fim-de-semana a equipa perdeu no Uíge, diante do União Sport, formação que não tinha somado qualquer ponto até aquela altura.

Últimas Opinies

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    A eliminao do Petro e o tal patriotismo

    Terminada a participação Petro de Luanda, na Taça Nelson Mandela, é normal que por esta altura, esteja a ser feita uma profunda reflexão em torno da participação na referida competição africana, nos mais diversos aspectos que ela comporta, sem descorar, portanto, a (des) continuidade do técnico Beto Bianchi, que mais uma vez não conseguiu o troféu de uma competição em que esteve envolvido. 

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Palancas Negras de olhos no Egipto

    A Selecção Nacional de futebol honras, vulgo Palancas Negras, só depende de si para chegar à fase final do Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2019, que vai ser disputado no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Procuramos fazer tudo para vencer o jogo, mas não conseguimos, porque o adversário  (Recreativo do Libolo) foi competente e inteligente, assim como conseguiu aproveitar as nossas falhas defensivas e, em lances de bolas paradas, marcaram os dois golos.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Zebras para domar...

    A Selecção Nacional de futebol de honras, às ordens do sérvio Srdjan Vasiljevic, decide amanhã, em Franciston, Botswana, a qualificação para o Campeonato Africano das Nações (CAN), que o Egipto acolhe de 19 de Junho a 21 de Julho deste ano.

    Ler mais »

Ver todas »