Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas do leitor

04 de Dezembro, 2014
Estamos no activo. O Quicanga é o que é, mas tem de saber que há, em Angola, gente a fazer boxe profissional. Essas pessoas estiveram engajadas ao boxe, paralelamente, noutras tarefas do país. Por isso, estou a desafiá-lo. Espero que aceite para vermos depois a actuação dos promotores a fim de materializar este combate”


TÓ MORGADO, pugilista profissional angolano


Tivemos de accionar o plano B, conseguir a todo custo a manutenção entre os grandes do futebol nacional. Acreditamos que a próxima época futebolística vai ser melhor. Temos estado a trabalhar para que isso seja uma realidade. As nossas ambições são comedidas por sermos ainda um clube mediano”


CARLOS MANUEL, director-geral do Desportivo da Huila


Quem esteve atentos aos jogos dos Palancas notou como as outras equipas aproveitaram as fragilidades do nosso central defensivo, a maioria dos golos consentidos foram marcados em jogadas que ocorreram no centro da defesa.
Faltou claramente um atleta com as qualidades do Massunguna”


JOAQUIM FINDA “MOZER”, ex-treinador do Porcelana


Teremos um grande desafio pela frente, mesmo a jogar em casa e a contar com o apoio dos nossos adeptos. O respeito ao adversário é grande. Tropeçámos no fim-de-semana e agora temos de recuperar. Conquistámos uma importante vantagem na primeira posição, que não pode tornar-se um castelo de areia, não seria justo com tudo o que fizemos e construímos até aqui”.


JOSÉ MOURINHO,
treinador do Chelsea


A PERGUNTA DO DIA
JOSÉ MOURINHO, treinador do Chelsea


A direcção da Federação Angolana de Basquetebol na pessoa do seu presidente, Paulo Madeira, anunciou publicamente que vai manter o valor de um milhão e quinhentos mil kwanzas como prémio ao vencedor da 37ª edição do Campeonato Nacional de basquetebol em masculino, um facto que de certa forma vem honrar a instituição”


Baptista Francisco, trabalhador


Apesar de alterarem a designação do nome do campeonato, actualmente BIC Basket, que já decorre, ainda assim o valor do prémio mantém-se. Um caso diferente do Girabola, que mesmo na sua 36ª edição, a sua Federação entrega apenas ao campeão nacional uma Taça , faixas e nada mais.”


César Betatela, funcionário privado


A entrega de valores monetários à campeã masculina de cada edição, pela Federação Angolana de Basquetebol, devia servir de exemplo à FAF. Ou melhor, o elenco de Pedro Neto precisa de aprender a honrar a instituição, tal como Paulo Madeira, em nome do órgão reitor da bola ao cesto.”


Adelino Félix, promotor de vendas


AVALIAÇÃO JD
TÓ MORGADO
Pugilista profissional Positivo-
O pugilista Tony Quicanga, tri-campeão mundial na versão do Conselho Universal de Boxe, tem andado a gabar-se por onde passa, que tem estado inactivo porque em Angola não tem adversário para ele. “São todos fracos”. Tó Morgado não engoliu essa e fez um convite a Quicanga para uma peleja entre os dois. O desafio está lançado, nós aguardamos.

ANTÓNIO GASPAR
Treinador do 1º de Agosto Negativo-
Depois da disputa acérrima verificada na final do nacional de hóquei em patins, realizada no sistema a melhor de cinco jogos, poucos esperavam que no desafio de decisão se verificasse um desequilíbrio tão acentuado entre as duas equipas. Perder numa finalíssima é normal. Mas poucos esperavam por uma cabazada.

Últimas Opinies

  • 22 de Agosto, 2019

    O divrcio anunciado

    Não faz ainda muito tempo do anúncio do divórcio, entre o órgão reitor do futebol nacional e o então seleccionador nacional de honras, o sérvio Srdjan Vasiljevic, que ontem deixou o país.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    Corrigir o mal no futebol (I)

    A semana passada terminei o artigo com a seguinte sentença: “(…) é importante mudar de estratégia

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    Mais um falso arranque do Interclube

    Para o desalento dos prosélitos do futebol sénior masculino, as cortinas do Girabola Zap, versão 2019/20, foram descerradas com máculas na jornada inaugural que, mais uma vez, põem em causa a capacidade organizativa da Federação Angolana de Futebol (FAF), que parece apostada numa competição em que é premiada a instituição que mais erros comete ao longo do “consulado”.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O pas dos amigalhaos

    Foi recentemente anunciada a rescisão contratual do treinador Srdjan Vasilevic com a Federação Angolana de Futebol.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

Ver todas »