Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas do leitor

08 de Dezembro, 2014
“Não é possível que uma equipa que tem jogadores seniores e forma novos talentos noutros escalões, quando estes atingem a fase de seniores não ascendem. É triste que um miúdo que sobressai entre vários jogadores, mesmo depois de muito tempo a despontar, não tenha oportunidade”,


Jacks Luhaco, treinador do Sporting do Lubango


"A desgraça da União do Uíge começa pela falta de organização e profissionalismo dos dirigentes do clube. Também devo realçar a quase inexistência de condições de trabalho à disposição dos jogadores e equipa técnica",


Igor Nascimento, ex-jogador da União do Uíge



"Queríamos jogar futebol até ao fim, mas isso não foi possível devido a algumas coisas que eu pensei que já não existiam no futebol ao mais alto nível - a bola desaparecia, não voltava, vinha outra bola, os apanha-bolas fugiam",


José Mourinho, treinador do Chelsea


"Sim, é verdade que sinto falta de jogar na Liga dos Campeões. Temos de dar o nosso melhor para nos qualificarmos no próximo ano. Não vai ser fácil, mas há umas semanas estávamos em sétimo ou oitavo e agora estamos em quarto",


Di Maria, jogador do Manchester United


A PERGUNTA DO DIA
A ligação contratual ainda válida de Ladji Keita com o Petro de Luanda compromete a sua estreia pelo Kabuscorp na época de 2015?

Penso que o assunto em causa merece uma atenção judicial, uma vez que se for verdade que o senegalês Ladji Keita mantém vínculo contratual até 2016 com a formação do Petro de Luanda, não pode mesmo vestir as cores do Kabuscorp, embora já tenha um contrato assinado com a formação do Palanca.


Augusto António, funcionário privado



A equipa vice-campeã do Girabola, o Kabuscorp do Palanca, mostra que está sedenta de bons marcadores e um destes é o ex-artilheiro petrolífero, segundo melhor da época com 13 golos rubricados. Estou convicto que tudo vai fazer para que Keita defenda as suas cores, mas a ligação contratual com o Petro de Luanda pode dar muito que falar.


João Madureira, funcionário público


É provável que Bento Kangamba esteja já a negociar com o Petro, porque quer mesmo ver no seu plantel Keita e Patrick II. O jogador nunca devia ter assinado com o Kabuscorp, tendo contrato com o Petro de Luanda. Tudo depende agora da posição da direcção do clube petrolífero que está no seu direito de inviabilizar o negócio.


Vitorino César, motorista


AVALIAÇÃO JD
NANDO JORDÃO
Dirigente da FAF Positivo-
A Federação Angolana de Futebol e os clubes da Girabola sentam-se amanhã à mesma mesa, para abordarem a programação do próximo Girabola. Uma iniciativa louvável do órgão reitor do futebol nacional, dado que no último ano a FAF foi alvo de fortes críticas devido às paragens longas que o Girabola registou.


PEDRO AZEVEDO
Vice-presidente da FAP Negativo-
A Federação Angolana de Patinagem anunciou para a semana finda a realização de uma acção de formação que não se consumou e que foi remarcada para hoje. Uma federação com um perfil mundialista não pode ter este comportamento que reflecte em certa medida um certo despreparo na organização de eventos desta natureza.

Últimas Opinies

  • 21 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Procuramos fazer tudo para vencer o jogo, mas não conseguimos, porque o adversário  (Recreativo do Libolo) foi competente e inteligente, assim como conseguiu aproveitar as nossas falhas defensivas e, em lances de bolas paradas, marcaram os dois golos.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Zebras para domar...

    A Selecção Nacional de futebol de honras, às ordens do sérvio Srdjan Vasiljevic, decide amanhã, em Franciston, Botswana, a qualificação para o Campeonato Africano das Nações (CAN), que o Egipto acolhe de 19 de Junho a 21 de Julho deste ano.

    Ler mais »

  • 18 de Março, 2019

    Se ontem o Petro caiu agora...viva a seleco !

    O reflexo do que é ( e ainda poderá ser por largos anos ) o insucesso do nosso futebol a alto nível dos clubes africanos foi mais uma vez demonstrado ontem no Quénia, onde o Petro de Luanda mesmo a jogar em vantagem numérica pouco fez para continuar a Taça CAF. 

    Ler mais »

  • 18 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Temos de nos preparar bem para o jogo que será decisivo e estou convicto que iremos fazer este trabalho em conjunto, não temos muito tempo, agurada-nos um trabalho sério contra uma selecção que perdeu todas as partidas.

    Ler mais »

  • 18 de Março, 2019

    L se foi o sonho...

    O Petro de Luanda, até ontem o único sobrevivente angolano nas Afrotaças, não conseguiu evitar a derrota frente ao Gor Mahia FC do Quénia, em Nairobi, num jogo em que estava “condenado” a não desperdiçar, na totalidade, os pontos em discussão.

    Ler mais »

Ver todas »