Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas dos Leitores

24 de Março, 2016
Quando comecei a minha carreira como treinador tinha três objectivos, chegar à primeira liga em dez anos; treinar a selecção angolana e treinar um clube grande em Portugal. Já consegui dois objectivos, falta-me um. Não tenho pressa de lá chegar. Sei que mais tarde ou mais cedo vou treinar um grande.


LITO VIDIGAL , treinador da Arouca


Carlos Cruz devia estar calado e recatado. E ter pudor. É tudo completamente falso e ficção. Não gastámos um tostão a comprar ninguém. Gastei muito da minha vida nas viagens que fiz para apresentar a nossa candidatura, sem favorecimentos. Tenho é dúvidas do que ele foi fazer a Londres para falar com uma agência.


ALBERTO MADAIL, presidente da FPF


Isto é um sonho de muitos anos dos sportinguistas que se está a concretizar, que só foi possível porque a nossa direção presidida por Bruno de Carvalho fez um trabalho inicial de estabilização financeira do Sporting e a sua reestruturação, o que possibilitou encontrar meios financeiros para pagar esta obra que, como se sabe, vai custar 9,6 milhões de euros.


VICENTE MOURA , vice-presidente do Sporting


O Barcelona mudou a minha visão, a maneira de ver futebol. Nunca nos consultaram sobre onde jogar. Nós não pedimos muita coisa. Às vezes parece que viemos à Argentina e nos abrem o tapete vermelho, mas isso não tem nada a ver com a realidade. Não sei quanto, mas cada vez mais sinto a necessidade de viver no país.


MASCHERANO ,
jogador do Barcelona


A PERGUNTA DO DIA
A presença de adeptos nas sessões de treinos da Selecção Nacional moraliza a equipa a vencer a sábado a RDC para a fase qualificativa ao CAN 2017?

A Selecção Nacional de futebol de honras faz parte do número de equipas que nos identificam dentro e fora do país. Portanto, como bom cidadão penso que é adequado acompanharmos o desenvolvimento preparatório dos nossos representantes na maior festa do futebol continental.


António Viegas, estudante


O combinado nacional através da sua equipa técnica e jogadores precisa sentir este calor humano, vindo directamente dos adeptos. Pois, quando assim acontece, o moral do grupo é maior e determinante para vencer o adversário de sábado.


Daniel Pena,
estudante


O acompanhamento constante do décimo segundo jogador, em que se produzem palavras de elogios e críticas a respeito do futebol a ser apresentado em cada sessão, pode servir de certa forma, para o despertar da melhoria para a qualificação à fase final do CAN 2017 no Gabão.


Pedro Gonçalves,
estudante

Últimas Opinies

  • 24 de Agosto, 2019

    O amiguismo na resciso

    O assunto de momento no nosso futebol, convenhamos, é sem dúvidas o desenlace entre a Federação Angolana de Futebol (FAF) e o técnico Srdjan Vasiljevic, em face de algumas situações que vinham acontecendo e que originou que se estalasse o verniz.

    Ler mais »

  • 24 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Os jogadores aguardaram isso dos dirigentes, para que a motivação crescesse

    Ler mais »

  • 24 de Agosto, 2019

    O sonho dos grupos

    Após as vitórias extramuros nas deslocações à Tanzânia e ao Lesotho, o 1º de Agosto e Petro têm, neste fim-de-semana, a oportunidade soberana de confirmarem a qualificação para última eliminatória de acesso a fase de grupos da Liga dos Campeões Africanos.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Viemos a público para responder ou esclarecer o que aconteceu.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    O divrcio anunciado

    Não faz ainda muito tempo do anúncio do divórcio, entre o órgão reitor do futebol nacional e o então seleccionador nacional de honras, o sérvio Srdjan Vasiljevic, que ontem deixou o país.

    Ler mais »

Ver todas »