Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas dos Leitores

09 de Maio, 2019
Iniciamos conversações com o clube e sabe que o técnico Mário Soares, actualmente ao serviço do Desportivo da Huíla, está ocupado com o seu clube. Mas, vamos ver o desfecho dessas conversações, para ver se também é possível fazermos a cedência pela colaboração, que nós temos com o 1º de Agosto.
ARTUR ALMEIDA E SILVA, presidente da Federação Angolana de Futebol (FAF)


Tive uma conversa com o seleccionador nacional na primeira pessoa. E ele sabe do que abordamos. A própria FAF ainda não me contactou. E não contactou sobretudo o clube com quem tenho contracto. Por isso, sem comentários para isso. Apenas conjunturas.
MÁRIO SOARES, treinador do Desportivo da Huíla


A família de jornalistas da Comunicação Social, para além dos profissionais da câmara, microfone, caneta e da rotativa, também são homens e mulheres, e, como seres humanos, têm as suas necessidades lúdicas. Têm os seus espaços de convívio e de lazer, e o desporto é uma actividade que força o convívio entre as pessoas.
CELSO MALAVOLONEKE, secretário de Estado da Comunicação Social


É importante nos prepararmos. Mas acredito que vamos conseguir dar este passo, para tal será preciso a FAF nomear um director técnico, pois este é o elemento chave na estrutura de uma federação, para os programas de desenvolvimento nos respectivos países, bem como o responsável para as formações dos vários níveis da CAF.
MILLER GOMES ,treinador de futebol

Últimas Opinies

  • 21 de Setembro, 2019

    Craques que buscam afirmao alm-fronteiras

    É por demais sabido, que a história do futebol angolano regista o nome de ex-jogadores, que ajudaram a elevar o nome do país além-fronteiras.

    Ler mais »

  • 21 de Setembro, 2019

    Talentos angolanos ofuscados na dispora (?)

    Hoje, neste espaço assinado “A duas mãos”, concordamos escrever sobre um assunto de suma importância e que merece a nossa atenção, até porque, sem desprimor para outros, as questões sobre os futebolistas angolanos que actuam na diáspora, com particular destaque para os novos talentos que têm, nos últimos tempos, preenchido largos espaços na média desportiva e não só.

    Ler mais »

  • 21 de Setembro, 2019

    Cartas dos Leitores

    Os adversários são bons, os grupos são fortes e têm boas selecções.

    Ler mais »

  • 21 de Setembro, 2019

    Crise petrolfera

    Há maus ventos no Petro Atlético de Luanda

    Ler mais »

  • 19 de Setembro, 2019

    Futebol nacional deve ser revolucionado? (II)

    A semana precedente fechei o texto com o seguinte argumento: “A meu ver, já não se pode gastar dinheiro em vão com o futebol.

    Ler mais »

Ver todas »