Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas dos Leitores

29 de Julho, 2019
Os responsáveis da FAF devem saber, que o nosso futebol não está bom. Vejam, por exemplo, aquilo que aconteceu com nossa selecção de honras. Isto é um alerta. Devem olhar para aquelas equipas consideradas pequenas, mas que fazem falta ao desporto nacional. E nós (1º de Maio) somos uma delas, assim como o Desportivo da Huíla.

RUI ARAÚJO , presidente do Clube 1º de Maio de Benguela

O clube precisaria de 300 milhões de kwanzas, para fazer um campeonato tranquilo, na nossa perspectiva. (...) Podíamos não conseguir os 100 por cento do orçamento, ou seja, se nos fosse cabimentado pelo menos 70 por cento desse valor, nós ainda podíamos dizer e arriscar em estar na primeira divisão.

JACKS DA CONCEIÇÃO, presidente do Benfica do Lubango

É importante ter um bom balneário, um ambiente de trabalho agradável e aliar a isso, a qualidade dos jogadores. Só depois, por altura do campeonato, vai ser possível aferir a qualidade da nossa prestação. Mas, vamos procurar lutar pelos três primeiros lugares. Estamos em Benguela com o objectivo de fazer jogos.

PAULO TORRES, técnico principal do Sagrada Esperança


Caio menos (este ano). É só olhar os testes. Em Montmeló, eu não estava a 100 por cento concentrado. Então, perdi a frente e caí, porque não estava focado o suficiente. Essa, é a maneira de pilotar a Honda: encontrar o limite e ser o mais rápido.

MARC MÁRQUEZ,
piloto da MotoGP pela Honda Repsol

Últimas Opinies

  • 21 de Setembro, 2019

    Craques que buscam afirmao alm-fronteiras

    É por demais sabido, que a história do futebol angolano regista o nome de ex-jogadores, que ajudaram a elevar o nome do país além-fronteiras.

    Ler mais »

  • 21 de Setembro, 2019

    Talentos angolanos ofuscados na dispora (?)

    Hoje, neste espaço assinado “A duas mãos”, concordamos escrever sobre um assunto de suma importância e que merece a nossa atenção, até porque, sem desprimor para outros, as questões sobre os futebolistas angolanos que actuam na diáspora, com particular destaque para os novos talentos que têm, nos últimos tempos, preenchido largos espaços na média desportiva e não só.

    Ler mais »

  • 21 de Setembro, 2019

    Cartas dos Leitores

    Os adversários são bons, os grupos são fortes e têm boas selecções.

    Ler mais »

  • 21 de Setembro, 2019

    Crise petrolfera

    Há maus ventos no Petro Atlético de Luanda

    Ler mais »

  • 19 de Setembro, 2019

    Futebol nacional deve ser revolucionado? (II)

    A semana precedente fechei o texto com o seguinte argumento: “A meu ver, já não se pode gastar dinheiro em vão com o futebol.

    Ler mais »

Ver todas »