Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Citaes

01 de Dezembro, 2016
Penso que a dada altura, a nossa equipa relaxou e acredito que alguns percalços de ordem financeira estiveram na origem disso, e assim, alguns jogadores experientes faziam ficam pé em não compreender a nossa realidade. Foram deixando cair a equipa e por pouco não custou a saída do técnico (...)

Carlos Manuel, director geral do Desportivo da Huíla

Penso que vai ser um jogo difícil, tal como todos, os que fazem parte do campeonato. Vamos encará-lo sempre com muita responsabilidade. Cada jornada do campeonato será considerada uma final para o 1º de Agosto, de mesma forma que fizemos na época passada

Fernando Barbosinha, director geral do 1º de Agosto

Apesar da equipa ser uma estreante no Girabola, estou habituado a essas andanças, porque já estive neste campeonato pela formação do União Sport Clube do Uíge, enquanto dirigente. Felizmente, calhou da maneira como sonhei há duas ou três semanas, com um dos grandes do Girabola na primeira jornada

Nzolani Pedro, presidente do Santa Rita FC de Cássia do Uíge

Fizemos uma partida desastrosa, sem bola. Não merecíamos empatar, nada merecíamos. Um jogo é decidido em cada disputa e não ganhamos nenhuma. Não trocamos nem cinco passes seguidos, nem de longe chegamos ao nível necessário para levar o perigo à Real Sociedad. No final, até podíamos ter ganho, mas era muito injusto

Luis Enrique, treinador do Barcelona

A PERGUNTA DO DIA
Pelo trabalho realizado no primeiro mandato, acha que Paulo Madeira deve recandidatar-se à presidência da FAB?

Apesar dos fracos resultados, ao longodesta época, Paulo Madeira é um dirigente com
capacidade para estar à frente da Federação Angolana de Basquetebol. Mais um mandato não seria mau. Espero que ele tenha vontade e que seja de facto reconduzido

Augusto Balança,
funcionário privado

Penso que não podemos acostumarmo-nos às mesmas coisas. O Paulo Madeira teve a sua oportunidade, a verdade é que o basquetebol nacional decaiu muito, e é necessário que se faça uma análise para reverter a situação. Um novo presidente
ia fazer bem à FAB

Ismael de Carvalho,
funcionário público

Para mim, deve haver mais candidatos a concorrer à presidência da FAB. A decisão de continuar o Paulo Madeira na direcção, ou não, deve ser pelos associados. Se eles acham que as coisas correram bem, que o reconduzam no cargo novamente, se não encontrem outra opção

Noraldino Oliveira,
agente de relações públicas

Últimas Opinies

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Petro escorregou Vasiljevic j era

    O grande Petro já  atemoriza os seus adeptos em poder continuar a fazer travessia no deserto neste seu “hibernar” sem título desde 2009: empatou mesmo depois de o presidente.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Penso, que não há  muitas alterações  em relação aos candidatos, o 1º de Agosto procura o Penta e o Petro luta para quebrar o jejum de 10 anos, sem conquistar o campeonato.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Girabola de todos

    Soltaram-se assobios, no último fim-de-semana. Voltou aos palcos nacionais, o futebol de primeira grandeza. Ou seja, o campeonato nacional da primeira divisão, o nosso Girabola.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O segundo pecado da FAF

    A direcção de Artur Almeida e Silva acaba de cometer o segundo pecado, na gestão dos destinos da Federação Angolana de Futebol(FAF). O primeiro, assenta na desorganização que já a caracteriza.

    Ler mais »

Ver todas »