Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Citaes

01 de Abril, 2017
Apesar de algum modo distanciados, na tabela classificativa, Kabuscorp do Palanca e Recreativo do Libolo protagonizam esta noite, em Luanda, o jogo mais importante, ou se quisermos, o de mais destaque da oitava jornada do Girabola Zap, que abriu ontem com o dérbi entre o ASA e o Interclube.

Palanquinos e libolenses disputam o jogo grande, e o desfecho deste, pode potenciar a equipa do Palanca à corrida rumo ao título, ou fazer com que a turma de Calulo recupere o terreno perdido em favor dos concorrentes, por força da disputa por um lugar para a fase de grupos da Taça da Confederação. Este prognóstico serve em caso de vitória, para uma, ou para outra.

Com o título na mira dos dois emblemas, estes vão procurar proporcionar um espectáculo à altura da sua grandeza, já que se trata de equipas inscritas no historial de campeões em Angola.

O Kabuscorp do Palanca - Recreativo do Libolo, ou vice-versa, tornou-se há já algum tempo um clássico do futebol nacional. Não importa que o jogo seja nos Coqueiros, no 11 de Novembro, ou no Estádio de Calulo, a verdade é que antes dos 90 minutos fica difícil apontar, antecipadamente, um vencedor.

Mesmo com o hiato de 10 pontos (19 - 9) a separar os dois conjuntos, não parece nada fácil prognosticar acerca do jogo, que envolve duas grandes equipas do nosso campeonato nacional, que praticam bom futebol e têm plantéis recheados de boas unidades individuais.

O jogo tem os condimentos para prever uma mole de gente no Estádio dos Coqueiros, certo que os adeptos do Kabuscorp do Palanca vão estar em maioria, se atendermos à dimensão da claque que por si só, lotava o Estádio da baixa de Luanda.

A falange de apoio da equipa de Calulo não vai deixar o seu representante sozinho, sobretudo, num jogo de extrema importância, em que vão estar em confronto equipas do mesmo campeonato, e adversários directos na luta pelo ceptro, em posse dos militares do Rio Seco. Na disputa directa, uma vitória é sempre muito importante para as contas finais, para além de ser moralizador para quem consiga os três pontos.

Com a competição já no segundo terço da primeira volta, os candidatos procuram a todo custo não desperdiçar pontos, para verem os seus objectivos intactos. Os palanquinos continuam invictos no campeonato, enquanto os libolenses consentiram uma derrota, porém, gozam da vantagem de ter ainda três jogos em atraso, que os pode aproximar, em caso de vitória, dos seus concorrentes.

Portanto, com estas nuances aguarda-se hoje, por um jogo bem disputado, espera-se que as equipas correspondam às expectativa dos amantes do futebol nacional.

Últimas Opinies

  • 19 de Março, 2020

    Escaldante Girabola

    O campeonato nacional de futebol da primeira divisão vai dobrando os últimos contornos. A presente edição, amputada face a desqualificação do 1º de Maio de Benguela, abeira-se do seu fim . Entretanto, do ponto de vista classificativo as coisas estão longe de se definirem. No topo, o 1º de Agosto e o Petro travam uma luta sem quartel pelo título.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Cartas dos leitores

    Estamos melhor do que nunca. A pressão é para as pessoas que não têm arroz e feijão para comer. Estamos sem pressão, temos todos bons salários e boas condições de trabalho. Estamos numa situação de privilégio e até ao último jogo tivemos apenas duas derrotas.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Jogos Olmpicos2020

    A suspensão de diferentes competições desportivas a nível mundial em função do coronavírus, já declarada pela OMS-Organização Mundial da Saúde como Pandemia, remete-nos, mais uma vez, a reflectir sobre a realização dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Pelo menos até aqui, o COI-Comité Olímpico Internacional mantém de pé a ideia de realizar o evento nos prazos previstos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    FAF aquece com eleies

    Cá entre nós, o fim do ciclo olímpico, tal com é consabido, obriga, por imperativos legais, por parte das Associações Desportivas, de um modo geral e global, a realização de pleitos eleitorais para a renovação de mandatos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    Cartas dos Leitores

    Acho que o Estado deve velar por essas infra-estruturas.

    Ler mais »

Ver todas »