Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Citaes

01 de Novembro, 2018
Por esta altura o campeonato nacional já devia ter terminado. Vamos chegar sem jogos em baixo de forma. Portanto, isso vai exigir muito de nós. Contrariamente, os jogadores da diáspora estarão em forma e vamos ter um grupo destoado. Temos de sentar com os dirigentes da federação, traçar estratégias e daí vermos a melhor solução
FERNANDO FALLÉ, seleccionador nacional de hóquei em patins

Deve-se realizar um concurso público, para a gestão privada assente num modelo de exigências e protecção da massificação desportiva, cultural e integração de crianças e jovens da comunidade próxima à infra-estrutura. Devemos transformar o espaço, num atractivo privilegiado de ocupação dos tempos livres de crianças, jovens e adolescentes.
AUXÍLIO JACOB, presidente da FAG

Messi é um bom rapaz e nada exuberante, joga muito bem e marca muitos golos.
O outro (Cristiano Ronaldo) é como um comandante em campo. Ele é um comandante no terreno de jogo, é um comandante quando vai marcar um livre, é um comandante a todo o momento e é isso que o difere de Messi. Quando os dois começaram a jogar futebol, um já era um talento puro, o outro não.
JOSEPH BLATTER, antigo presidente da FIFA

A Bola de Ouro é o prémio mais importante a nível individual, o mais histórico. Mas penso mais no colectivo do que individualmente, mas claro, seria bom vencer por tudo o que passei. Vivi momentos difíceis e seria bom para a minha família. Não entendo, e também não tento entender, mas foi uma surpresa que nenhum campeão do mundo tenha sido considerado.
ANTOINE GRIEZMANN, jogador francês do Atlético de Madrid

Últimas Opinies

  • 21 de Setembro, 2019

    Craques que buscam afirmao alm-fronteiras

    É por demais sabido, que a história do futebol angolano regista o nome de ex-jogadores, que ajudaram a elevar o nome do país além-fronteiras.

    Ler mais »

  • 21 de Setembro, 2019

    Talentos angolanos ofuscados na dispora (?)

    Hoje, neste espaço assinado “A duas mãos”, concordamos escrever sobre um assunto de suma importância e que merece a nossa atenção, até porque, sem desprimor para outros, as questões sobre os futebolistas angolanos que actuam na diáspora, com particular destaque para os novos talentos que têm, nos últimos tempos, preenchido largos espaços na média desportiva e não só.

    Ler mais »

  • 21 de Setembro, 2019

    Cartas dos Leitores

    Os adversários são bons, os grupos são fortes e têm boas selecções.

    Ler mais »

  • 21 de Setembro, 2019

    Crise petrolfera

    Há maus ventos no Petro Atlético de Luanda

    Ler mais »

  • 19 de Setembro, 2019

    Futebol nacional deve ser revolucionado? (II)

    A semana precedente fechei o texto com o seguinte argumento: “A meu ver, já não se pode gastar dinheiro em vão com o futebol.

    Ler mais »

Ver todas »