Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Citaes

23 de Agosto, 2018
Este é um problema que se vive na maioria dos nossos clubes. Quando o dinheiro escasseia, as pessoas desaparecem e os jogadores ficam sem saber com quem contar. Por exemplo, este ano as coisas correram mal para o 1º de Maio, não só porque faltaram salários, mas sim o calor solidário, o carinho e sensibilidade dos dirigentes.Diante da situação que se viveu, sem contar com ninguém, foi um martírio.
MÁRCIO LUVAMBO,capitão da equipa de futebol do 1º de Maio de Benguela

A carreira de um atleta é curta, aconselho os colegas a se dedicarem aos estudos, porque é lamentável o que muitos estão a passar, depois de deixarem os campos não têm uma profissão e não conseguem um emprego digno. Lamento como é que um atleta que jogou em grandes clubes em Angola e no estrangeiro, agora é segurança de uma discoteca.
MANUCHO BARROS,ex-futebolista do Petro de Luanda e do Interclube

Todas as selecções para se apresentarem para um competição no exterior precisam de, aproximadamente, 43 milhões de kwanzas. Este ano já tivemos três selecções que saíram e já gastaram mais de 100 milhões de kwanzas. A federação não tem dinheiro para cobrir as próximas saídas, razão pela qual a selecção sub-18 está a passar por dificuldades.
NELSON SARDINHA, secretário-geral da Federação Angolana de Basquetebol

Acredito que, quando me aposentar, poderíamos organizar uma equipa na MOTOGP com a Yahama, como já foi dito muitas vezes. Eu não quero formar uma equipa enquanto ainda corro e quero permanecer activo pelo maior tempo possível. Mas, honestamente, se eu fosse o director de uma equipa da MOTOGP, gostaria de ter Márquez e Lorenzo no mesmo «box».
VALENTINO ROSSI, piloto mundial de MOTOGP pela Yahama

Últimas Opinies

  • 09 de Dezembro, 2019

    Ruben chegou, viu e permaneceu

    O técnico argentino Rúben Garcia é o técncio estrangeiro que mais tempo esteve no  Girabola.. Desembarcou em 1982 para estar ao serviço do  1º de Maio de Benguela, para, depois,  orientar a  Académica do Lobito, FC.

    Ler mais »

  • 09 de Dezembro, 2019

    Do amor ideologia, devoo ao dinheiro

    Ler mais »

  • 09 de Dezembro, 2019

    Prova influenciou a media desportiva

    O “Girabola”, pode-se agora afirmar, influenciou sobremaneira a formação da Redacção Desportiva da RNA. Aquele mencionado quinteto de radialistas havia-se tornado insuficiente para a demanda, sobretudo a partida dos dois últimos.

    Ler mais »

  • 09 de Dezembro, 2019

    Notas da Histria do nosso futebol

    A história oficial do futebol angolano teria de  começar pelas décadas de 1920-30-40, porém, vamos aqui cingir-nos ao tempo de Angola já independente. E não se iria festejar a independência sem se jogar à bola; seria incaracterístico de um povo amante do futebol.

    Ler mais »

  • 09 de Dezembro, 2019

    Arbitragem de poca em poca

    A história do Campeonato Angolano de Futebol, Girabola, como também é conhecido, é repleta de factos curiosos em termos de arbitragem. O campeonato é considerado por muitos especialistas do futebol, como um dos mais disputado do nosso Continente, o que é diferente de ser o melhor.

    Ler mais »

Ver todas »