Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Citaes

08 de Dezembro, 2016
Não adianta dizer que queremos trabalhar com os escalões de formação, mal sabemos que há uma diferença abismal entre os grandes centros e os clubes ligados às províncias, ou o interior. Então, uma das principais preocupações é criar condições para que no mais curto espaço de tempo, essas Associações tenham condições de apoiar quem trabalha com a formação.
Osvaldo Saturnino "Jesus" , candidato da Lista C às eleições na FAF

O objectivo é mudar a gestão da Federação e respeitar as ideias para criar o desenvolvimento. Vamos apostar nas competições internas, e dar valor à modalidade. (....) Nós temos técnicos e pessoal competente para trabalhar na corrida (São Silvestre).

Bernardo João ,
novo presidente da Federação de Atletismo

Estou impedido de concorrer a um quarto mandato, em virtude das funções que ocupo de Presidente do Conselho de Administração da ARSEG. Farei tudo para deixar o xadrez angolano em boas mãos, jogando o papel de facilitador, em busca de uma solução de consenso, de renovação na continuidade.

Aguinaldo Jaime ,
presidente cessante da FAX

Teria preferido alguém como Pedrosa, mais velho. Esperava ter menos dificuldades com Viñales, mas após o primeiro teste percebi que na melhor das hipóteses, vai dar-me tantos problemas quanto Lorenzo.

Valentino Rossi , piloto da Yamaha

A PERGUNTA DO DIA
O que acha da iniciativa da realização do torneio "Taça do Presidente" em futebol para evitar o defeso prolongado do Girabola?

Acho uma boa ideia realizar esta actividade mas no próximo torneio é bom que não se restringe apenas às equipas de Luanda. As equipas do interior também precisam de jogos para diminuir o tempo de férias e ficarem muito desfasadas das da capital. Contudo, a iniciativa deve continuar.

Pedro António, relações publicas

Se o próximo torneio da Taça Independência voltar a ser disputada só com equipas de Luanda, creio que não vai ser bom. A primeira edição foi experimental e penso que serviu para experimentar e é possível melhorar com a integração de todas as equipas.
José Artur, estudante
Na minha opinião, a competição não deve se restringir apenas às equipas de Luanda, mas todas as formações que competem no Girabola, pois o problema do defeso prolongado afecta a todas e não apenas as equipas da capital. Mas defendo que o torneio deve continuar. no próximo ano.
Nilton Lukoki, estudante

Últimas Opinies

  • 24 de Agosto, 2019

    O amiguismo na resciso

    O assunto de momento no nosso futebol, convenhamos, é sem dúvidas o desenlace entre a Federação Angolana de Futebol (FAF) e o técnico Srdjan Vasiljevic, em face de algumas situações que vinham acontecendo e que originou que se estalasse o verniz.

    Ler mais »

  • 24 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Os jogadores aguardaram isso dos dirigentes, para que a motivação crescesse

    Ler mais »

  • 24 de Agosto, 2019

    O sonho dos grupos

    Após as vitórias extramuros nas deslocações à Tanzânia e ao Lesotho, o 1º de Agosto e Petro têm, neste fim-de-semana, a oportunidade soberana de confirmarem a qualificação para última eliminatória de acesso a fase de grupos da Liga dos Campeões Africanos.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Viemos a público para responder ou esclarecer o que aconteceu.

    Ler mais »

  • 22 de Agosto, 2019

    O divrcio anunciado

    Não faz ainda muito tempo do anúncio do divórcio, entre o órgão reitor do futebol nacional e o então seleccionador nacional de honras, o sérvio Srdjan Vasiljevic, que ontem deixou o país.

    Ler mais »

Ver todas »