Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Conversas sobre futebol

25 de Janeiro, 2018
A Federação Angolana de Futebol e os clubes voltam a estar hoje num novo frente à frente, para abordarem questões ligadas à programação da nova época desportiva que começa no dia 4 de Fevereiro com o desafio entre o 1º de Agosto, campeão do Girabola, e o Petro de Luanda que é o vencedor da Taça de Angola, que disputam a Supertaça.
O encontro desta manhã vai certamente centrar-se na programação do Girabola, que consome largos meses do ano, chega em muitos casos a ser uma prova bastante longa devido às paragens que se registam na sua trajectória.
A FAF fez saber através do seu secretário-geral, Rui Costa, que o Girabola de 2018 vai ser bastante duro com a realização de jogos ao meio da semana e aos fins de semana, uma vez que a Confederação Africana de Futebol antecipou a data indicativa dos jogos das equipas angolanas que vão evoluir nas Afrotaças do próximo ano, assim como a necessidade da estrutura angolana adaptar o seu calendário ao do órgão reitor do futebol no continente, que adoptou a uniformização dos calendários internos dos seus filiados
Esta última questão costuma ser muito aflorada em vários fóruns sobre o desporto-rei no país, mas sem se conhecer resultados palpáveis.
Os clubes angolanos que desfilam nas Afrotaças, acabam sempre por ficarem prejudicados por causa do desajustamento entre o calendário da FAF e o elaborado pela Confederação Africana para as competições sob sua égide.
A falta de rodagem competitiva, por altura do começo das eliminatórias, tanto para o acesso à Liga dos Campeões como para a fase de grupos da Taça da Confederação costuma ser um dos grandes obstáculos que os angolanos encontram pela frente, por altura da disputa das primeiras eliminatórias, pelo que os resultados nem sempre são os mais animadores, com eliminações precoces à mistura em alguns casos.

Últimas Opinies

  • 19 de Março, 2020

    Escaldante Girabola

    O campeonato nacional de futebol da primeira divisão vai dobrando os últimos contornos. A presente edição, amputada face a desqualificação do 1º de Maio de Benguela, abeira-se do seu fim . Entretanto, do ponto de vista classificativo as coisas estão longe de se definirem. No topo, o 1º de Agosto e o Petro travam uma luta sem quartel pelo título.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Cartas dos leitores

    Estamos melhor do que nunca. A pressão é para as pessoas que não têm arroz e feijão para comer. Estamos sem pressão, temos todos bons salários e boas condições de trabalho. Estamos numa situação de privilégio e até ao último jogo tivemos apenas duas derrotas.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Jogos Olmpicos2020

    A suspensão de diferentes competições desportivas a nível mundial em função do coronavírus, já declarada pela OMS-Organização Mundial da Saúde como Pandemia, remete-nos, mais uma vez, a reflectir sobre a realização dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Pelo menos até aqui, o COI-Comité Olímpico Internacional mantém de pé a ideia de realizar o evento nos prazos previstos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    FAF aquece com eleies

    Cá entre nós, o fim do ciclo olímpico, tal com é consabido, obriga, por imperativos legais, por parte das Associações Desportivas, de um modo geral e global, a realização de pleitos eleitorais para a renovação de mandatos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    Cartas dos Leitores

    Acho que o Estado deve velar por essas infra-estruturas.

    Ler mais »

Ver todas »