Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

DAgosto espreita e Petro falha misso

17 de Março, 2018
Hoje, por razões de força maior não posso partilhar este espaço com o Morais Canâmua, o outro colunista que habitualmente assina a rubrica “A duas mãos”. Ainda assim, isto não me impede de abordar “A uma só mão”, a campanha dos \"embaixadores\" angolanos nas Afrotaças , que podem ter destinos diferentes.
O Petro de Luanda, que ontem defrontou o Supersport United da África do Sul não conseguiu manter a sua caminhada na Taça da Confederação ao perder em Pretória por 1-2, depois do empate nulo consentido em casa, dia 6 deste mês.
Por arrasto, a formação do \"Eixo-Viário\" que chegou a estar em vantagem no marcador, graças ao golo de Wilson, vê-se, assim, impossibilitada de marcar presença na fase de grupos da 15ª edição da competição que é também apelidada de Taça Nelson Mandela. Portanto, o brilho da turma tricolor foi ofuscado, ao cair aos pés do \"experiente\" Supersport United que deu a cambalhota ao resultado em menos de cinco minutos e que fica, agora, a um passo do acesso aos grupo. Para lá chegar a equipa sul-africana precisa apenas de transpor a próxima eliminatória.
E se por um lado o Petro falhou a sua missão nesta edição das Afrotaças, por outro o país ainda pode testemunhar hoje a entrada do outro \"embaixador\", no caso o d\'Agosto, na fase de grupos da Liga dos Clubes Campeões Africanos.
A vitória de 1-0 sobre o Bidvest a 7 deste mês, no Estádio 11 de Novembro, abre boas perspectivas para os campeões nacionais. Um empate ou até a derrota com golos, desde que seja por margem tangencial, coloca a equipa angolana na fase de grupos da \"Champions League\" Africana.
Por isso, o conjunto tem que estar preparado para contrapor todas as adversidades a encontrar hoje na tricheira do Bidvest Wits, igualmente da África do Sul.
Aliás quis o destino que nesta segunda eliminatória das competições continentais os angolanos tivessem como adversários equipas originárias da pátria de Nelson Mandela. E pelo peso destas em África era de se esperar dificuldades, como aconteceu ontem com o Petro no jogo da segunda-mão frente o Supersport United.
Zoran Maki e sua rapaziada têm consciência que a tarefa de hoje não será fácil ante o Bidvest Wits, que depois de perder em Luanda vai procurar fazer das \"tripas coração\" para sair vitorioso no relvado do estádio Millpark, em Joanesburgo. Mas para tal têm de vencer o 1º de Agosto por uma margem mínima de dois golos.
De contrário a equipa sul-africana pode ver a sua missão cair em saco roto, já que o d\'Agosto não se lhe apresenta como um adversário fácil. Neblu, Tony Cabaça, Julião, Isaac, Bobó,Dany Massunguna, Paizo, Ibukun, Show, Mongo, Geraldo, Fofó, Macaia, Nelson da Luz, Jacques, Cirilo, Medá,Mingo Bile, Vado, Gogoró, Buá e Issa são os eleitos do técnico sérvio para esta missão que pode catapultar a equipa para a fase de grupos.
Equipa técnica e jogadores estão em Joanesburgo cientes da missão que lhe espera. Para já um golo sobre o adversário pode relançar a caminhada triunfal para a fase dos grupos, já que obrigaria o adversário a marcar três para lá chegar. Como se pode deduzir aqui tudo fica em aberto para os actuais campeões nacionais.
A caminhada do 1º de Agosto nesta empreitada para o acesso aos grupos da Liga dos Clubes Campeões Africanos começou com o afastamento do FC Platinum do Zimbabwe por 5-1 no cômputo das duas mãos da primeira eliminatória. Agora tem pela frente um adversário de maior arcaboiço, razão pela qual têm de redobrar os esforços.
Não sendo o Bidvest Wits um adversário intransponível, ainda assim a formação militar do \"Rio Seco\" tem de ensaiar todas estratégias capazes de anular as acções dos sul-africanos, que actuando em casa vão procurar levar a água a seu moinho. Além do Bidvest o d\'Agosto terá no público de Joanesburgo outro dos seus adversários.
Na certa os adeptos sul-africanos vão ao estádio Millpark para apoiar a equipa da casa. E é um público que vibra muito quando a selecção do país e as equipas locais estão em campo. Aliás, isto nos foi dado a observar por altura da realização do Mundial de futebol que África do Sul acolheu em 2010 e ganho pela Espanha. O som das \"vuvuzelas\" era ensurrecedor. Mas nem isso pode estragar a festa do d\'Agosto hoje em Joanesburgo.
A equipa militar tem de actuar com espírito de missão e vontade de vencer. Os pupilos de Zoran Maki têm que jogar o que sabem, fechando bem as linhas de passe do adversário e procurando fazer bem as transições da defesa para o ataque.
Só com vontade de vencer o d\'Agosto pode, efectivamente, carimbar o passe para a fase de grupos da maior prova de clubes da Confederação Africana da Futebol (CAF).
Em relação ao campeão nacional abre-se ainda uma outra prorrogativa: a de entrar para a fase de grupos da Taça da Confederação. Mas isto só acontece caso o conjunto tenha hoje um desaire no confronto com o Bidvest Wits na África do Sul.
Acredito que este é um pensamento que não impera nas hostes do grémio do \"Rio Seco\". A equipa está em Joanesburgo desde quarta-feira última e motivação para o jogo com os sul-africanos é bastante alta. Aliás, na antecâmara deste duelo da \"Champions League\" os agostinos obtiveram uma brilhante vitória sobre o Kabuscorp do Palanca.
O jogo, referente a 5ª jornada da maior prova do futebol que tem agora o cognome de Girabola Zap, e terminou com \"score\" de 3-1 pode, de certo modo, espevitar os pupilos de Zoran Maki hoje frente a formação sul-africana. Assim espero para alegria de todos amantes do futebol nacional que estarão atentos ao jogo dos campeões nacionais!!!....
SÉRGIO V.DIAS

Últimas Opinies

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    A eliminao do Petro e o tal patriotismo

    Terminada a participação Petro de Luanda, na Taça Nelson Mandela, é normal que por esta altura, esteja a ser feita uma profunda reflexão em torno da participação na referida competição africana, nos mais diversos aspectos que ela comporta, sem descorar, portanto, a (des) continuidade do técnico Beto Bianchi, que mais uma vez não conseguiu o troféu de uma competição em que esteve envolvido. 

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Palancas Negras de olhos no Egipto

    A Selecção Nacional de futebol honras, vulgo Palancas Negras, só depende de si para chegar à fase final do Campeonato Africano das Nações (CAN) de 2019, que vai ser disputado no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Procuramos fazer tudo para vencer o jogo, mas não conseguimos, porque o adversário  (Recreativo do Libolo) foi competente e inteligente, assim como conseguiu aproveitar as nossas falhas defensivas e, em lances de bolas paradas, marcaram os dois golos.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Zebras para domar...

    A Selecção Nacional de futebol de honras, às ordens do sérvio Srdjan Vasiljevic, decide amanhã, em Franciston, Botswana, a qualificação para o Campeonato Africano das Nações (CAN), que o Egipto acolhe de 19 de Junho a 21 de Julho deste ano.

    Ler mais »

Ver todas »