Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Duas dcadas depois Angola realiza sonho

06 de Novembro, 2015
Vinte anos depois da estreia nas eliminatórias de acesso à fase final de um Campeonato do Mundo (1986) para o mundial do México, Angola conseguiu tal feito em 2006, ao marcara presença na maior montra do futebol na Alemanha

Flávio Amado, na altura atleta do Al Alhy do Egipto, actualmente nas vestes de treinador adjunto do Petro de Luanda, tornou-se até agora no único futebolista angolano a apontar um tento, numa fase final do Campeonato do Mundo.

A campanha de Angola iniciou com uma derrota frente a Portugal (1-0), empate nulo diante do México e igualdade a uma bola no encerramento da estreia no duelo com o Irão. A prestação da selecção não foi das melhores, mas também não defraudou. Perdeu um jogo empatou dois. Marcou um golo e sofreu dois.

O baptismo dos Palancas Negras aconteceu contra a selecção das Quinas, formada por um grupo de atletas de referência na Europa como, Vítor Baía, Fernando Couto, Abel Xavier, Rui Costa, Sérgio Conceição, Pauleta (autor do único golo) e Luís Figo.

Angola viu frustrada, pela vez, a sua intenção de participar numa fase final do Campeonato do Mundo, em 1986, no México, tudo por culpa de um trio de arbitragem tendencioso. O empate a zero bola na primeira mão em Luanda, abriu fortes perspectivas para um bom jogo em Argel.

Contra todas as expectativas, os angolanos não se deixaram intimidar ante uma selecção na altura bastante competitiva. Com humildade e determinação encararam o jogo pelo jogo e chegaram mesmo a silenciar o estádio Nacional da Argélia.

A qualificação só não aconteceu por que o árbitro da partida anulou o golo limpo de Almeida Makuéria, que daria o empate na partida e por conseguinte a qualificação inédito na maior montra do futebol mundial.

A partir daí iniciou o nosso 'calvário'. Em 1990, Angola não esteve representada em França, pelo facto de, ao contrário de vencer em Luanda, o que constituía o resultado necessário, empatou a um golo com a selecção dos Camarões.

Nas provas subsequentes, nos Estados Unidos da América (1994),Coreia do Sul/Japão (2002), tivemos a mesma sorte. O fim da 'maldição' aconteceu em 2006 ano que entra na história do nosso futebol. Não conseguimos manter a sequência e falhámos o primeiro mundial no continente, realizado na África do Sul (2010) e por último o Brasil) (2014).

Oliveira Gonçalves, o técnico que dirigiu a Selecção Nacional de Angola, no Mundial da Alemanha, foi também o responsável pela única presença, até ao momento da selecção angolana de sub-20, na fase final de um Mundial da categoria, facto que ocorreu em 2001, na Argentina, depois de a ter conduzido ao título de campeã africana, no mesmo ano na Etiópia.
Leonel Libório

Últimas Opinies

  • 25 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Dou, primeiro, os parabéns à selecção da África do Sul, que tem um nível de intensidade de jogo superior ao nosso, pois na metade da primeira parte já estavam a ganhar por dois a zero. Nós também criamos boas jogadas, infelizmente não concretizamos

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    O almejado retorno Taa das Naes!

    A presença de Angola na 32ª edição da Taça de África das Nações em futebol já é um facto.

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Agora que venha o CAN do Egipto!

    Que venha agora o CAN do Egipto! Sim, que  venha o Campeonato Africano das Nações porque a fase de qualificação ficou já para atrás. 

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Estou aqui para trabalhar. É uma realidade nova para mim. Nunca estive em África.

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Angola est no Egipto

    O país acordou, hoje, na ressaca da explosão festiva resultante da qualificação da selecção nacional de futebol, ao Campeonato Africano das Nações, a disputar-se em Junho e Julho, no Egipto.

    Ler mais »

Ver todas »