Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio
por Paulo Caculo

Duas histrias escritas em vermelho aos quadrados

13 de Julho, 2018
Talvez os traços mágicos da caneta artística de Sérgio Piçarra, tivessem aqui um bom motivo, para construir uma banda desenhada e cuja história aos quadradinhos se desenrolasse, sobre os feitos protagonizados pela selecção da Croácia.
As façanhas do conjunto das terras da lindíssima Kolinda Grabar-Kitarović, podem servir de mote para se proporcionar uma história linda. Daquelas com começo dramático e final feliz, como foram os embates frente à Rússia e Inglaterra, nos oitavos e meias-finais deste campeonato do mundo. Com prolongamentos à mistura. Mas, cansaço algum foi capaz de superar a vontade imensa de vencer a cada jogo!
Histórias lindas de contar. Que ajudam a perceber a diferença entre uma “equipa” e um “conjunto”. De um percurso desbravado com arte e engenho, por uma equipa fora dos planos da maioria dos aficionados do futebol, mas que tem sabido interpretar muito bem os princípios de jogo.
Feito um “herói improvável”, a Croácia desbravou caminhos com uma fé de mover montanhas e, pela primeira vez, o seu equipamento vermelho aos quadrados vai colorir a final de um Mundial. Algo inédito no histórico do campeonato sob a égide da FIFA.
Não houve quem fosse capaz de afastar da Rússia a “maldição” do futebol croata, feito de toque mágico no centro e artístico no ataque. Jamais os adversários revelaram potência, para coarctar a progressão da magia futebolística de um país com pouco mais de quatro milhões de habitantes. Agora, em Moscovo, terão de lhes “engolir”...
Segue-se a França, num jogo que pode servir de “ajuste de contas”. Foram os franceses que, há sensivelmente 20 anos, negaram aos croatas o tão ansiado sonho da final do Mundial de 1998. Os Balcãs já vivem um momento histórico do seu futebol. Restará continuarem a permitir, que a história volte a ser escrita aos quadradinhos. A ver vamos no domingo!

Últimas Opinies

  • 12 de Dezembro, 2019

    Manter a esperana apesar do mau comeo

    Realizadas as duas primeiras jornadas da Liga dos Campeões Africanos, em que estão envolvidas, em representação de Angola, o Clube Desportivo 1º de Agosto e o Atlético Petróleos de Luanda, reservo-me ao direito de expressar o que penso sobre o desempenho das equipas angolanas, que considero ser deficitário não só em termos dos resultados, mas também da qualidade do futebol apresentado.

    Ler mais »

  • 12 de Dezembro, 2019

    Cartas dos Leitores

    Se for convocado para a Selecção Nacional estarei disponível, porque é um sonho de todo jogador.

    Ler mais »

  • 12 de Dezembro, 2019

    Desafios para 2020

    Hoje estamos a 19 dias do fim do presente ano gregoriano. É hora de se ir olhando para aquilo que foram as conquistas desportivas do ano que se apresta ao fim.

    Ler mais »

  • 09 de Dezembro, 2019

    Cad a liga?

    O ano apressa-se para o seu fim, e nada se conhece sobre a liga. Depois de Pedro Neto, então presidente da Federação Angolana de Futebol (FAF), ter prometido durante todo o seu consulado constituir a prova nacional do futebol numa liga, o certo é que terminou o mandato sem honrar com a sua palavra.

    Ler mais »

  • 09 de Dezembro, 2019

    Ruben chegou, viu e permaneceu

    O técnico argentino Rúben Garcia é o técncio estrangeiro que mais tempo esteve no  Girabola.. Desembarcou em 1982 para estar ao serviço do  1º de Maio de Benguela, para, depois,  orientar a  Académica do Lobito, FC.

    Ler mais »

Ver todas »