Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Especificidades do Marketing na Gesto Desportiva (3)

17 de Abril, 2017
Neste artigo a abordagem será em volta do plano de marketing para a gestão desportiva. Antes, porém uma breve referência. Embora ainda sejamos poucos, devemos assumir até o limite o desafio , de trazer o MARKETING aos palcos dos debates quentes do desporto, e fazê-lo entrar no léxico da maioria dos players do mercado desportivo, quer sejam clubes , associações, federações, núcleos, dirigentes, gestores, atletas, sócios, adeptos e consumidores do desporto de uma forma geral, dando a estes fundamentos e provas inequívocas do conceito, significado, impacto e rigor do marketing aplicado ao desporto, para que esta ferrramenta gere resultados positivos no alavancar de negócios , para as agremiações desportivas nacionais.

Por esta razão , não poderia deixar de publicamente e através destas linhas agradecer e enaltecer o Jornal dos Desportos e a Rádio 5 , bem como os seus respectivos Directores , de forma muito particular, por “abrirem” espaços nos orgãos que dirigem , dedicados ao MARKETING como centro da abordagem e debate , numa perspectiva pró-activa e transversal face aos constragimentos e estrangulamentos que o desporto nacional enfrenta em todas as suas dimensões, isto é na “altura, largura, comprimento e profundidade”.

Dito isto, voltemos então a abordagem sobre o “mundo mágico”, porém real do MARKETING!
Para fazer marketing é preciso ter um plano , pois sem planejamento o marketing pode ser vazio ou bruto, na sua implementação e execução.
O plano de marketing é um “documento estratégico” que compreende um conjunto de acções interligados e planificados que obedecem a um cronograma . Se por um lado um plano de marketing deve focalizar um mercado alvo bem definido e considerar os efeitos do ambiente externo e interno, por outro lado no plano de marketing devem existir acções pontuais e contínuas .

As etapas do plano de marketing passam pela:Análise da situação do mercado , onde se quer inserir, quer em termos de dimensão , bem como das envolventes do contexto que rodeia as actividades da agremiação desportiva ( economia, política, sociologia, tecnologia, entre outras);
Levantamento de informações essencias , sendo este item o de maior relevância, importância e peso para a construção e definição do plano de marketing, pois as campanhas de marketing devem ter como base as informações que os ESTUDOS DE MERCADO fornecem uma vez que são estas informações que possibilitam a criação de um planeamento mais eficaz e direccionado . Afinal conhecer a fundo o ambiente onde se está inserido (mercado e concorrência ) e ouvir as necessidades e desejos dos consumidores , são duas obrigações para quem pretende ver os negócios a fluir.
E é precisamente aqui , que verificamos com alguma frequência e “ignorância” os principais erros cometidos pelos profissionais na área do marketing desportivo : realizarem acções e campanhas sem conhecerem devidamente o mercado e sem saberem quem é o seu público-alvo!

Alias, é lamentável que em Angola as agremiações desportivas e até mesmo a entidade ministerial que tutela os desportos , não façam estudos de mercado ou sondagens de opinião sérios e exaustivos , sobre por exemplo, quem são os consumidores do desporto nacional, como se comportam e o que procuram!

Afinal, muitas vezes supõe-se que altos executivos também tenham conhecimentos básicos de marketing. Entretanto os executivos comumente vão em frente, sem nunca suporem coisa alguma !
Seria interessante aferirmos , numa base permanente e actualizada o número consumidores do desporto nacional, que proliferam que nem “cogumelos” em Angola, o número de horas que gastam por semana , em especial aos sábados e domingos e os efeitos práticos do tempo gasto ao consumir o nosso “produto” desportivo, em termos qualitativos e quantitativos!

A título de exemplo , numa sondagem de opinião conduzida por mim, com apoio voluntarioso de pesquisadores experientes, ( cuja margem de erro era de 4,5% e com intervalo de confiança de 95,5%) conclui-se que os adeptos do desporto em Luanda, entre os 15-40 anos de idade , de uma forma geral escolhem suas equipas por influência dos pais ou familiares, numa proporçao de (80,25% homens) e ( 49,24% mulheres). Na mesma senda 90,34% dos homens e 72,76% das mulheres, consideram a paixão e rivalidade Petro vs 1º de Agosto , como factores que aindatornam o desporto nacional único e incomparável.

Tiro o chapéu aos nosso dirigentes desportivos e gestores de marketing das agremiações desportivas que conseguem (?) definir políticas, programas, projectos e acções em todos os domínios e mais alguns do desporto nacional, sem ao menos conhecerem e ouvirem o “povo” que consome desporto.
Contudo a estrutura do plano de marketing , não se resume as duas primeiras etapas acima apresentadas.

As outras etapas do plano de marketing são :A criação do plano de marketing , definição dos objectivos e actividades , o respectivo orçamentosua aprovação, implantação, execução, avaliação permanentedos resultados atingidos e fins obtidos , afinal é impossivel criar um plano de sucesso senão soubermos o que queremos, pelo que os objectivos devem ser claros , quantificáveis e ambiciosos, mas sempre realistas e atingíveis, estabelecendo assim o rumo geral que se pretende imputar ao referido plano , de forma a se ter uma leitura clara daquilo que se quer fazer e do que se pretende obter.

No entanto tudo , deve ser coerente , pois na medida que as accões forem sendo implementadas , deverão refletir e impactar sobre a identidade, visibilidade e posicionamento da marca desportiva junto dos actuais e potencias consumidores. Por fim uma declaração de interesse , dirigida aos os meus “compatriotas” que fazem a gestão dos departamentos de marketing nas agremiações desportivas nacionais, se faz favor, : O MARKETING LIGADO AO CONCEITO DE GESTÃO , FAZ COM QUE O PONTO DE PARTIDA SEJA O CONTEXTO E NÃO OS RECURSOS , SOBRETUDO FINANCEIROS! Para bom entendedor......
Nzongo Bernardo dos Santos
* Gestor Executivo
do Fórum Marketing Desportivo

Últimas Opinies

  • 23 de Março, 2019

    Agora que venha o CAN do Egipto!

    Que venha agora o CAN do Egipto! Sim, que  venha o Campeonato Africano das Nações porque a fase de qualificação ficou já para atrás. 

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Estou aqui para trabalhar. É uma realidade nova para mim. Nunca estive em África.

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Angola est no Egipto

    O país acordou, hoje, na ressaca da explosão festiva resultante da qualificação da selecção nacional de futebol, ao Campeonato Africano das Nações, a disputar-se em Junho e Julho, no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Amanh um "tudo ou nada

    Amanhã é uma espécie de Dia D, para nós, e tal fica a dever-se aos ‘’Palancas Negras’’

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

Ver todas »