Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Festa do basquetebol

19 de Agosto, 2015
A festa do basquetebol africano inicia hoje na cidade tunisina de Radés, com a participação de 16 selecções, todas elas havidas em destronar o actual campeão africano, a Selecção Nacional de Angola. A competição, organizada pela FIBA/África e pela federação local, inicia hoje e prolongar-se-á até ao próximo dia 30 do corrente. As melhores selecções do Continente estão presentes em Radés, motivo suficiente para prognosticarmos um "Africano" bastante disputado e com um nível competitivo capaz de superar os números alcançados nas anteriores edições.

A Tunísia alberga pela terceira vez uma edição do Campeonato Africano das Nações em basquetebol, vinte e oito anos depois da última realização, numa altura em que procura reconquistar o título e garantir o apuramento aos Jogos Olímpicos de 2016. Um feito que cabe apenas ao vencedor da competição. As atenções de todos estarão centradas naquilo que Angola poderá ou não fazer. Sendo o alvo a abater, o "Cinco" nacional terá de transcender-se para não ser surpreendido. A selecção nacional está na Tunísia à procura do seu 12º título da história, por isso disposta a fazer o seu melhor.

Na qualidade de campeã africana em título, o caminho a trilhar não será fácil. Será tortuoso, atendendo ao capital humano de cada uma das selecções presentes. O combinado nacional está preparado para o que der e vier. Do grupo de jogadores que compõem o combinado nacional, o base Bráulio Morais, os extremos Edson Ndoniema e Roberto Fortes e o poste Yanick Moreira vão estrear-se no Afrobasket, ao serviço da selecção nacional. Jogadores do qual se espera um grande contributo em prol dos objectivos traçados.

Os quatro juntam-se a um grupo que acumula certa experiência competitiva a nível do continente, e não só, cuja equipa técnica, liderada pelo espanhol Moncho Lopez, fará igualmente a primeira aparição na prova, cujo objectivo é a revalidação do ceptro e o consequente apuramento para os Jogos Olímpicos de 2016, a serem realizados no Rio de Janeiro.

Trabalho, luta, determinação e vontade de superar os obstáculos são factores a ter em conta pelos eleitos de Moncho Lólez nesta empreitada continental. Esperemos que a sorte nos acompanhe nos momentos mais difíceis A estreia de Angola será apenas amanhã, diante de Moçambique. Cada um dos pupilos do técnico espanhol sabe muito bem o que fazer em cada momento de cada jogo; cada um sabe que é indispensável trabalhar em conjunto e, acima de tudo, cada um sabe que a entrega será necessária para atingirmos os objectivos traçados não só pela equipa técnica mas também pela direcção da FAB.

Últimas Opinies

  • 23 de Março, 2019

    Agora que venha o CAN do Egipto!

    Que venha agora o CAN do Egipto! Sim, que  venha o Campeonato Africano das Nações porque a fase de qualificação ficou já para atrás. 

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Estou aqui para trabalhar. É uma realidade nova para mim. Nunca estive em África.

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Angola est no Egipto

    O país acordou, hoje, na ressaca da explosão festiva resultante da qualificação da selecção nacional de futebol, ao Campeonato Africano das Nações, a disputar-se em Junho e Julho, no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Amanh um "tudo ou nada

    Amanhã é uma espécie de Dia D, para nós, e tal fica a dever-se aos ‘’Palancas Negras’’

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

Ver todas »