Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Fora campeo...

28 de Setembro, 2019
O 1º de Agosto pode confirmar, amanhã ,a passagem à fase de grupos da Ligas dos Campeões. Em bom rigor, pode dizer-se que o campeão nacional está a escassos 90 minutos de atingir o objectivo. Para tanto, precisa de superar o Green Eagles da Zâmbia, por um resultado mínimo, depois da vantagem que trás do jogo da primeira -mão.
Depois da vitória (2-1) tem um pouco de terreno a desbravar. De resto, basta vencer por 1-0, para escancarar as portas da fase de grupos e aguardar os adversários que lhe serão definidos, por capricho do sorteio, e traçar as estratégias para uma campanha que seja bem sucedida, à exemplo da edição passada. A equipa tem noção do que precisa fazer, para que tudo corra à contento.
Aliás, à despeito do que nos foi dado ver, na partida anterior, em que a hegemonia do combinado angolano foi evidente, pensamos não haver motivos para o 1º de Agosto entrar em alarmismos. É certo, que no futebol, hoje por hoje, não se acham adversários vulneráveis, mas uma equipa suplantada no próprio reduto, à partida, tem poucas probabilidades de uma reacção positiva em terreno alheio.
E mais: para o campeão angolano as vitórias constituem sempre um tónico para outras empreitadas, é verdade que a equipa deve estar super motivada para encarar o jogo de amanhã. O pensamento colectivo não é outro, senão, procurar agradar à massa de adeptos, o que passa, necessariamente, pela qualificação aos grupos.
Embora, com os jogos do Girabola de permeio, pensamos que o trabalho desenvolvido nos últimos dias, visou, fundamentalmente, a definição de estratégias para o jogo com o Green Eagles, pela importância de que o mesmo se reveste. Não é que a prova doméstica fosse posta em segundo plano, porém, estar na fase de grupos da maior prova africana de clubes, assume um significado especial.
Favoritismo à parte, há sempre que observar algumas cautelas, no decorrer dos 90 minutos, pois, nenhum adversário dá-se por vencido à partida. Remar sempre contra a maré, por que vezes há, em que demos sempre dar à volta por cima. E, não será coisa de outro mundo, se o campeão zambiano desembarcar em Luanda com um optimismo e um discurso vitorioso.
Esperemos que tudo corra à contento para o campeão nacional e que futebol angolano volte a fazer história, uma vez que a meta é sempre melhorar a adição por cada edição. Claro está, desde que não surjam pelo caminho outros violadores do \"fair play\", como o Esperance de Tunis, que na edição passada impediu que o 1º de Agosto fosse mais além.

Últimas Opinies

  • 07 de Abril, 2021

    Ida ao Mundial marcou o futebol

    Em 2018, a nossa selecção de futebol adaptado trouxe-nos o primeiro troféu de cariz Mundial, ao vencer o campeonato do Mundo.

    Ler mais »

  • 07 de Abril, 2021

    Ganhos que podem ir ao ralo

    A circulação de pessoas e bens, apesar das dificuldades das estradas, faz-se com segurança.

    Ler mais »

  • 05 de Abril, 2021

    Um toque ao desenvolvimento

    O país comemorou ontem mais um ano de paz. Foi a 4 de Abril de 2002 que a Nação angolana presenciou a cerimónia que marcou o fim de um período de guerra que deixou inúmeras cicatrizes.

    Ler mais »

  • 05 de Abril, 2021

    Os ganhos da nossa vaidade

    Ao assinalarmos 19 anos, desde que o país começou a desfrutar do alívio que só a paz proporciona, não há como não reconhecer os ganhos havidos no sector desportivo neste lapso de tempo.

    Ler mais »

  • 05 de Abril, 2021

    Um retrocesso em alguns casos

    O desporto foi o grande embaixador do país, algumas modalidades assumiram-se como verdadeiros porta-estandartes, dado os feitos protagonizados por algumas selecções nacionais.

    Ler mais »

Ver todas »