Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Fora campeo...

28 de Setembro, 2019
O 1º de Agosto pode confirmar, amanhã ,a passagem à fase de grupos da Ligas dos Campeões. Em bom rigor, pode dizer-se que o campeão nacional está a escassos 90 minutos de atingir o objectivo. Para tanto, precisa de superar o Green Eagles da Zâmbia, por um resultado mínimo, depois da vantagem que trás do jogo da primeira -mão.
Depois da vitória (2-1) tem um pouco de terreno a desbravar. De resto, basta vencer por 1-0, para escancarar as portas da fase de grupos e aguardar os adversários que lhe serão definidos, por capricho do sorteio, e traçar as estratégias para uma campanha que seja bem sucedida, à exemplo da edição passada. A equipa tem noção do que precisa fazer, para que tudo corra à contento.
Aliás, à despeito do que nos foi dado ver, na partida anterior, em que a hegemonia do combinado angolano foi evidente, pensamos não haver motivos para o 1º de Agosto entrar em alarmismos. É certo, que no futebol, hoje por hoje, não se acham adversários vulneráveis, mas uma equipa suplantada no próprio reduto, à partida, tem poucas probabilidades de uma reacção positiva em terreno alheio.
E mais: para o campeão angolano as vitórias constituem sempre um tónico para outras empreitadas, é verdade que a equipa deve estar super motivada para encarar o jogo de amanhã. O pensamento colectivo não é outro, senão, procurar agradar à massa de adeptos, o que passa, necessariamente, pela qualificação aos grupos.
Embora, com os jogos do Girabola de permeio, pensamos que o trabalho desenvolvido nos últimos dias, visou, fundamentalmente, a definição de estratégias para o jogo com o Green Eagles, pela importância de que o mesmo se reveste. Não é que a prova doméstica fosse posta em segundo plano, porém, estar na fase de grupos da maior prova africana de clubes, assume um significado especial.
Favoritismo à parte, há sempre que observar algumas cautelas, no decorrer dos 90 minutos, pois, nenhum adversário dá-se por vencido à partida. Remar sempre contra a maré, por que vezes há, em que demos sempre dar à volta por cima. E, não será coisa de outro mundo, se o campeão zambiano desembarcar em Luanda com um optimismo e um discurso vitorioso.
Esperemos que tudo corra à contento para o campeão nacional e que futebol angolano volte a fazer história, uma vez que a meta é sempre melhorar a adição por cada edição. Claro está, desde que não surjam pelo caminho outros violadores do \"fair play\", como o Esperance de Tunis, que na edição passada impediu que o 1º de Agosto fosse mais além.

Últimas Opinies

  • 14 de Dezembro, 2019

    Dcimo lugar reflecte sentido do dever cumprido

    O décimo-quinto lugar conseguido na 24ª edição do Campeonato do Mundo disputado na cidade japonesa de Kumamoto, melhorando o 19º conquistado há dois anos, na Alemanha, constitui uma safra boa.

    Ler mais »

  • 14 de Dezembro, 2019

    Cartas dos Leitores

    Os nossos atletas estão a corresponder com aquilo que nós almejamos, tentar fazer sempre o nosso melhor, no sentido de disputarmos um campeonato tranquilo para que consigamos, também, na parte final do campeonato, termos essa tranquilidade e a permanência assegurada.

    Ler mais »

  • 14 de Dezembro, 2019

    Quem salva o ASA

    Campeão das edições do Campeonato Nacional de Futebol da I Divisão de 2002, 2003 e de 2004, respectivamente, o Atlético Sport Aviação (ASA), um clube cuja existência remonta desde o longínquo 1 de Abril de 1953, corre o risco de extinguir a sua equipa principal.

    Ler mais »

  • 12 de Dezembro, 2019

    Vale a pena continuar a acreditar nos nossos representantes?

    A caminho da terceira jornada, os dois representantes angolanos na fase de grupos de Liga do  Campeões Africanos, continuam a decepcionar. Na primeira jornada, os militares perderam dois preciosos pontos na recepção aos zambianos do Zesco United, enquanto os petrolíferos foram goleados por três bolas a zero em casa do Mamelodi Sundowns da África do Sul.

    Ler mais »

  • 12 de Dezembro, 2019

    Manter a esperana apesar do mau comeo

    Realizadas as duas primeiras jornadas da Liga dos Campeões Africanos, em que estão envolvidas, em representação de Angola, o Clube Desportivo 1º de Agosto e o Atlético Petróleos de Luanda, reservo-me ao direito de expressar o que penso sobre o desempenho das equipas angolanas, que considero ser deficitário não só em termos dos resultados, mas também da qualidade do futebol apresentado.

    Ler mais »

Ver todas »