Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Gala da FAF envolta em polmica

14 de Dezembro, 2017
Ponto prévio: Plágio significa copiar ou assinar uma obra com partes ou completamente produzida de outra pessoa, dizendo que é sua. O plágio pode ser de qualquer natureza, como por exemplo livros, música, obras, fotografias, trabalhos, etc, etc. Por outro lado, o plágio acontece quando uma pessoa copia o trabalho de alguém e não coloca os créditos para o autor original.
Este ponto prévio vem a propósito da Gala Palancas Negras, cujo objectivo é distinguir todos os anos, os desportistas que se tenham notabilizado ao longo de uma temporada futebolística. Evento que, como se disse, tem como mentor o Grupo Mener, cujo director executivo é o senhor Daniel Mendes.Porém, a coisa não é ou não pode ser bem assim. Segundo noticia o Novo Jornal, do passado dia 8 do corrente, nas páginas 44 e 45, a Associação dos Estudantes da Universidade de Angola (UTANGA), reclama para si a iniciativa da Gala.
Ao falar para o Novo Jornal, o presidente da Associação dos Estudantes da UTANGA, Mauro Ananias, confirmou que a sua organização inclusive já fez chegar uma carta à direcção da Federação Angolana de Futebol, a confirmar o alegado plágio.
“O Daniel Mendes conhece-me muito bem e sabe que o Prémio Palanca Negra Gigante é nossa iniciativa, que existe há seis anos e que visa distinguir todas as áreas do saber, inclusive a área em que eles querem actuar. É puro plágio”, disse Mauro Ananias ao NJ.
O presidente da Associação dos Estudantes da UTANGA, disse ainda que face ao silêncio que se observa do órgão reitor do nosso futebol, não vê outra saída senão levar o caso aos tribunais.“A justiça pode tardar, mas chega”, disse ainda Mauro Ananias.
O Grupo Mener, por seu turno e segundo ainda o NJ, diz não existirem razões para reclamações quanto a uma suposta ideia de plágio do formato para o qual foi idealizada a Gala.
“Em relação a alegação da Associação dos Estudantes da UTANGA, não vejo aqui alguma situação para alarido”, justificou o director executivo do Grupo Mener, Daniel Mendes.
O plágio é considerado uma atitude anti-ética em vários países e em muitos é considerado como crime de violação de direito autoral. Quando isso é provado numa acção judicial, a parte que copiou tem de pagar uma indemnização ao autor original.
Não estou aqui a defender nenhum dos lados. Mas, pessoalmente, acho que as duas partes deveriam encontrar um meio termo, para se ultrapassarem as divergências. Se for antes da realização da Gala melhor ainda. E faltam apenas dois dias.
2-Acabaram as incertezas. Os Palancas Negras finalmente, têm um novo Pastor. Chama-se Srdjan Vasiljevic, veio da Sérvia e vai comandar a Selecção Nacional durante os próximos dois anos. Foi apresentado no passado dia 8 e no próximo sábado inicia a sua nova empreitada, depois de ter convocado os eleitos para o seu primeiro compromisso.
O sérvio Vasiljevic substitui o hispano brasileiro Beto Bianchi, que, doravante, vai ocupar-se apenas do Petro de Luanda, e tem a ingrata missão de colocar Angola numa melhor posição no ranking da FIFA, de onde desceu de forma inusitada, depois de muitos fracassos ao longo dos últimos anos. Além disso, Vasiljevic tem a árdua tarefa de alcançar uma classificação digna na fase final do CHAN/2018, a disputar-se de 13 de Janeiro a 4 de Fevereiro no Reino do Marrocos. Será, por assim dizer, o seu primeiro grande teste.
O técnico sérvio, por aquilo que pude reter das suas primeiras palavras, como novo Pastor dos Palancas Negras, não tem medo dos desafios, até porque conta, por enquanto, com dois assistentes que conhecem perfeitamente a realidade do nosso futebol, um dos quais é seu conterrâneo, Miroslav Maksimovic, que já dirigiu o Petro de Luanda.
O Presidente da FAF, Artur de Almeida, espera que o sérvio rejuvenesça a equipa nacional; uma estratégia que vai de encontro aos propósitos assumidos por Vasiljevic.
“Os objectivos no CHAN são bem claros e não gostaria de dizer que esses passam apenas por essa competição, mas também para a qualificação ao CAN e ao Mundial. Com certeza que este é o início e espero um futuro auspicioso.
Angola quando se qualificou para o Mundial de 2006 estava no 46º lugar do ranking e vocês sabem em que posição estão agora. Eu quero, com a ajuda de todos, alterar este quadro”, disse o novo pastor dos Palancas Negras. Vamos aguardar o que o futuro lhe reserva.
Policarpo da Rosa

Últimas Opinies

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Petro escorregou Vasiljevic j era

    O grande Petro já  atemoriza os seus adeptos em poder continuar a fazer travessia no deserto neste seu “hibernar” sem título desde 2009: empatou mesmo depois de o presidente.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Penso, que não há  muitas alterações  em relação aos candidatos, o 1º de Agosto procura o Penta e o Petro luta para quebrar o jejum de 10 anos, sem conquistar o campeonato.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Girabola de todos

    Soltaram-se assobios, no último fim-de-semana. Voltou aos palcos nacionais, o futebol de primeira grandeza. Ou seja, o campeonato nacional da primeira divisão, o nosso Girabola.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O segundo pecado da FAF

    A direcção de Artur Almeida e Silva acaba de cometer o segundo pecado, na gestão dos destinos da Federação Angolana de Futebol(FAF). O primeiro, assenta na desorganização que já a caracteriza.

    Ler mais »

Ver todas »