Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Instalaes Desportivas

23 de Junho, 2015
As infra-estruturas constituem a base para o desenvolvimento e melhoria de todas áreas da vida. A partir da existência daí nascem as estruturas. Portanto, o binómio deve ser encarado como factor principal para o desenvolvimento do futebol. O programa do Governo em relação ao desporto dá ênfase à necessidade do país dotar-se de novas instalações desportivas e continuar a incrementar a recuperação, ampliação, melhoramento e conservação das existentes. No PIDEFA e em função da difusão espacial do futebol, propomos a criação de novas instalações desportivas entre centros de treinos, Centros de Excelência, campos de futebol com relva natural e artificial, como parte fundamental sem a qual este plano não pode ser exequível. A criação destas infra-estruturas deve ser acompanhada de estruturas como nos temos vindo a referir ou seja de capacidade de gestão das mesmas.

Objectivos

A “Organização / Estrutura” deve trabalhar mais de perto com as Associações e outros parceiros sob liderança do Estado, para a construção das instalações desportivas A “Organização / Estrutura” deve manter contacto e aconselhamento permanentes com os gestores de todas as instalações, por forma a garantir a manutenção e durabilidade, e solicitar sempre ao Governo a titularidade das mesmas.

Participação

Uma das missões do PIDEFA é a de atrair participantes jovens e providenciar pela primeira vez de experiências de futebol consistente e de alta qualidade, como uma prancha importante de qualquer estratégia de desenvolvimento da modalidade. O PIDEFA possui abrangência para a revitalização do Futebol, como “ Vamos Jogar a qualquer hora” encorajar os clubes a usarem programa como um método ideal de apresentar os novos jogadores aos pais nos pequenos jogos de apoio. O programa deve incidir agora em relação às crianças de 8-10 anos de idade e deve ser largamente oferecido aos pais. Assim, os pais passam a ser instruídos por um Coordenador Chefe, experiente e credenciado com a visão de aconselhar os pais “Técnicos” sobre os conteúdos destas pequenas competições. O conteúdo do programa de Futebol “Vamos Jogar a qualquer hora” vai continuar focalizado em pequenos jogos - de -apoio como reflectido no modelo Nacional de Treinos.

Objectivos

A “Organização / Estrutura” deve maximizar as oportunidades para os clubes organizarem o programa de Futebol “ Vamos Jogar a qualquer hora”.
Através do Futebol “ Vamos Jogar a qualquer altura”, a “Organização / Estrutura” deve criar um ambiente agradável onde os pais e filhos/filhas possam participar com segurança, alegria e diversão. A “Organização / Estrutura” deve fornecer aos clubes que administrem o Futebol “Vamos Jogar a qualquer hora” equipamentos e outros meios de apoio a esse processo. A “Organização / Estrutura” deve facilitar ligações mais efectivas entre os clubes e escolas através do programa de Futebol “ Vamos Jogar a qualquer hora”.

Futebol Escolar

Um dos vectores principais para o desenvolvimento do futebol passa pelo desporto escolar. Através desta via, o PPDT pode encontrar um espaço amplo, no local sem compromissos imediatos, mas como parte integrante do PIDEFA. O PPDT pode ser realizado dentro do plano sem mover pessoas e meios no período inicial para garantir poupança de recursos. No MNT estão consagrados os métodos e meios para alcançar esse desiderato.
Como principal forma de atrair o maior número de participantes e melhorar a competição a “Organização / Estrutura” através do PIDEFA deve prestar auxílio, acompanhamento e dar formação aos professores de Educação Física pertencentes aos quadros dessas instituições. Estamos certos que assim os aspectos básicos que procuramos encontrar serão conseguidos e consolidados até porque sob proposta da “Organização / Estrutura” as selecções sub-16 e sub-15 devem ser constituídas pelas selecções escolares.
Enfatizamos que todo esse processo é parte do PIDEFA.

Objectivos

A “Organização / Estrutura” deve criar condições de apoio ao futebol escolar, idênticas as que vão ser prestadas à formação de árbitros, treinadores, gestores e clubes. A “Organização / Estrutura” e as Associações devem trabalhar com os programas de futebol escolar para aplicação integral do MNT. A “Organização / Estrutura”, através das Associações, deve ajudar a criar ligações mais efectivas entre o futebol escolar, clubes, escolas de futebol e academias.

(*) TREINADOR DE FUTEBOL
Zeca Amaral

Últimas Opinies

  • 20 de Julho, 2019

    Acesso ao Qatar

    Apesar da qualificação inédita numa fase final de um Mundial de Futebol, algo que ocorreu curiosamente em 2006, edição organizada pela Alemanha, a Selecção Nacional.

    Ler mais »

  • 20 de Julho, 2019

    O honroso sexto lugar do nosso hquei em patins

    A recente participação de Angola no Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins, que decorreu em Barcelona, Espanha, e que o nosso país se classificou em sexto lugar.

    Ler mais »

  • 18 de Julho, 2019

    Cartas dos Leitores

    No nosso período pré competitivo, nesta segunda quinzena de Julho, já queria ir para uma paragem, onde tivesse campos e equipas para realizarmos jogos.

    Ler mais »

  • 18 de Julho, 2019

    Final interessante

    Um mês depois de fortes emoções vividas nos estádios e em outros espaços fora e longe dos centros de disputa,  vamos ter,  finalmente,  amanhã dia 19, o cair do pano da XXXII edição do Campeonato Africano das Nações de futebol, organizado pelo Egipto.

    Ler mais »

  • 18 de Julho, 2019

    A dvida de Akw

    O dia 8 de Outubro de 2005, ficará para sempre gravado na história do desporto angolano e do futebol em particular.

    Ler mais »

Ver todas »