Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Jornada suculenta

09 de Maio, 2015
A jornada 12 do Girabola está apetecível. Tem um cartaz de jogos suculentos, que vão de certeza trazer algumas mudanças na tabela classificativa. A jornada, que inicia hoje com duas partidas, tem a partiularidade de colocar em confronto o 1º de Agosto e o ASA, o que é considerado como o dérbi mais antigo do futebol nacional.

Militares e aviadores integram o grupo de equipas que disputaram, pela primeira vez, a principal prova do calendário futebolístico do país em 1979, e de lá para cá, já se defrontaram 72 vezes. Em termos de resultados, os militares levam vantagem, mas nada nos pode dizer que amanhã, no 73º confronto entre ambas, os aviadores não possam travar a marcha vitoriosa do adversário.

A jornada tem mais atractivos. Um deles realiza-se hoje, no estádio dos Coqueiros, onde o Kabuscorp (20 pontos) recebe o Interclube (18 pontos), que na jornada passada perdeu a invencibilidade na prova, baquearam no 22 de Junho com o 1º de Agosto. Digerida a primeira derrota na prova, o conjunto do Rocha Pinto pretende dar a volta por cima e regressar às vitórias, logo mais. Uma tarefa, que não se afigura nada fácil, pois vai ter pela frente um opositor que também aposta seriamente na conquista dos três pontos.

A vitória é o único resultado que interessa, quer ao Interclube como ao Kabuscorp, para se manterem na ponta do campeonato. Por saber que os dois primeiros classificados se vão encontrar em Calulo, é lógico que os polícias e os palanquinos pretendam aproveitar o percalço de um deles para ascender um degrau.

O grande jogo da jornada, senão o mais sumarento, vai disputar-se amanhã no “Inferno” de Calulo em que vão ser protagonistas o Recreativo do Libolo, líder da prova com 22 pontos e o Benfica de Luanda, segundo na tabela, com 20 pontos. É uma partida de “alto risco” em função dos objectivos que cada uma das equipas traçou para o embate.

A jogar em casa e diante dos seus adeptos, a equipa de Calulo surge como a grande favorita à conquista dos três pontos. A motivação reinante no plantel e o conhecimento das virtudes e defeitos do adversário podem ser determinantes para que a equipa campeã em título, consiga traduzir na prática os seus objectivos.

Do outro lado, vamos ter uma equipa, que desde a última temporada, está a dar mostras de alguma estabilidade e a dizer que está na prova para competir de igual para igual, com qualquer adversário. Que não está submissa a quem quer que seja. Alia-se a isso, o facto de ter no comando um técnico que conhece perfeitamente o interior da equipa da Vila de Calulo, Zeca Amaral, o responsável pela conquista dos dois primeiros títulos do Recreativo do Libolo. Os dados estão lançados. Vamos esperar que os jogos suculentos e os demais desta jornada, correspondam às expectativas e que os árbitros escalados tenham um trabalho isento.

Últimas Opinies

  • 15 de Julho, 2019

    O real papel do gestor desportivo

    As funções de um gestor desportivo não são mais do que as funções de um gestor de empresas, adaptadas e ajustadas às particularidades de um clube ou federação desportiva.

    Ler mais »

  • 15 de Julho, 2019

    Quem explica o desporto angolano?

    O nosso desporto merece um estudo profundo, para se encontrar explicações que justifiquem os resultados que vai tendo.

    Ler mais »

  • 15 de Julho, 2019

    Cartas dos Leitores

    No nosso grupo (A),  somos a única selecção (Angola) que tem a sua primeira participação  a este nível. Canadá vai para a sua sétima, Nova Zelândia.

    Ler mais »

  • 15 de Julho, 2019

    Objectivo falhado

    Angola não conseguiu alcançar o objectivo preconizado no Mundial de Hóquei em Patins, que se disputou em Barcelona, Espanha, acabando por se quedar na sexta posição.

    Ler mais »

  • 13 de Julho, 2019

    Cartas dos Leitores

    Vamos entrar para o campeonato em cada jogo para ganhar, nós queremos começar bem, com o pé direito. Como sabem, já temos o calendário.

    Ler mais »

Ver todas »