Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Kizomba em Moscovo

07 de Julho, 2018
A Kizomba pode ter chegado à Rússia como chegou aos restantes pontos do mundo. Ou seja, influenciado pela presença da comunidade angolana residente. É exactamente o que está a acontecer em Moscovo.
A música instalou-se por estas paragens e faz moradia. Mas, para quem pensava que o gosto pelo estilo da nossa música ficar-se-iria apenas pela dança, eis que ontem fomos surpreendidos por uma jovem russa, que prepara o lançamento de um disco e, imaginem , com quatro kizombas! É verdade.
Quem olha para a jovem russa, muito dificilmente a acredita que é capaz de cantar uma kizomba, ao bom estilo angolano. Foi a impressão com que fiquei quando a conheci. Mas, o facto é que quando a ouvi cantar acabei boquiaberto. É um espectáculo agradável, aos ouvidos de quem conhece a música angolana e gosta de apreciar.
De formas a provar o seu talento, Aldhar Kroskem fez questão de gravar duas músicas promocionais que, diga-se, arriscam a fazer enorme sucesso em Angola.
A qualidade das mesmas não deixa dúvidas e promete fazer dançar muita boa gente em Angola, sobretudo os bons dançantes. Os temas musicais já são um sucesso no seio da comunidade angolana residente em Moscovo, sobretudo os estudantes.
Também ela uma estudante do curso de engenharia electrónica, ganhou o gosto pela Kizomba, por influência dos colegas angolanos. Por força da amizade, já aprendeu a falar um pouco do nosso português.
As músicas de Aldhar animam as discotecas em Moscovo e faz dançar russos, alemãs, etc... Mas conta com a participação de algumas vozes angolanas, que lhe ajudam a dar o toque perfeito. Mas a jovem, não é uma ilustre desconhecida em Angola.
Conta que já esteve em Luanda, nos idos anos 90, carregado pelo pai, que havia montado um negócio em território angolano. A jovem promete levar a nossa Kizomba a outras paragens da Rússia. Garante estar apaixonada pelo estilo. Caso para dizer, que a nossa Kizomba tem força!
Paulo Caculo|Moscovo

Últimas Opinies

  • 09 de Dezembro, 2019

    Ruben chegou, viu e permaneceu

    O técnico argentino Rúben Garcia é o técncio estrangeiro que mais tempo esteve no  Girabola.. Desembarcou em 1982 para estar ao serviço do  1º de Maio de Benguela, para, depois,  orientar a  Académica do Lobito, FC.

    Ler mais »

  • 09 de Dezembro, 2019

    Do amor ideologia, devoo ao dinheiro

    Ler mais »

  • 09 de Dezembro, 2019

    Prova influenciou a media desportiva

    O “Girabola”, pode-se agora afirmar, influenciou sobremaneira a formação da Redacção Desportiva da RNA. Aquele mencionado quinteto de radialistas havia-se tornado insuficiente para a demanda, sobretudo a partida dos dois últimos.

    Ler mais »

  • 09 de Dezembro, 2019

    Notas da Histria do nosso futebol

    A história oficial do futebol angolano teria de  começar pelas décadas de 1920-30-40, porém, vamos aqui cingir-nos ao tempo de Angola já independente. E não se iria festejar a independência sem se jogar à bola; seria incaracterístico de um povo amante do futebol.

    Ler mais »

  • 09 de Dezembro, 2019

    Arbitragem de poca em poca

    A história do Campeonato Angolano de Futebol, Girabola, como também é conhecido, é repleta de factos curiosos em termos de arbitragem. O campeonato é considerado por muitos especialistas do futebol, como um dos mais disputado do nosso Continente, o que é diferente de ser o melhor.

    Ler mais »

Ver todas »