Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Mais uma vez o basquetebol!

05 de Agosto, 2016
Depois do afastamento da Selecção Nacional de Sub-20 da corrida ao CAN, eis que o "cinco" nacional acaba de oferecer mais um título, conquistado no Ruanda.

Todas as nossas previsões negativas sobre o futuro da modalidade parecem contrárias à tendência que agora vamos assistindo. É natural que no fim de um ciclo, como o que se apresenta a nível masculino, possam existir receios, medos ou mesmo incerteza sobre o futuro.

Porém, uma conquista dessa natureza acaba por nos transmitir outra mensagem. Contrariar, se quisermos. Pois que, dessa equipa, quatro ou mesmo cinco atletas vão transitar sem qualquer favor para a equipa principal.

Esta é a nossa expectativa, e não se espera ao contrário. Porém, é necessário que mesmo numa situação crítica como a que o país atravessa no capítulo económico, possam existir esforços no sentido de dar rodagem competitiva à equipa que irá representar o país no Mundial da categoria, na companhia do Egipto e Mali. É necessário solidificar o espírito de equipa, proporcionar oportunidade para equipa defrontar formações mais fortes, como as da Europa do Leste, França, Itália e outras. Porque o futuro da Selecção Nacional principal depende desses jovens, campeões africanos, assim como a selecção de sub-16. É neles que deve repousar a nossa esperança.

Voltando ao futebol, é importante as direcções dos clubes assim como da Federação Angolana de Futebol possam deixar as equipas técnicas trabalhar, como acontece no basquetebol e andebol. Nessas modalidades, considero existir pouca interferência, logo há maior trabalho técnico do que no futebol, onde os presidentes chegam, inclusive, a sugerir quem joga quem sai.

Ninguém recusa a dimensão do futebol, porém, é altura dessa modalidade imitar as outras. Fazer pelo menos o mínimo que justifique a primazia que os clubes lhes oferecem. O basquetebol tal como andebol já conquistaram títulos em todas as categorias, selecções como clubes. O futebol tem como maior troféu o título africano de sub-20, conquistado em 2001. Como se justifica então tantos milhões nele gastos, últimos dos quais nove milhões para estar presente no CAN da África do Sul, em 2013?

Tantas reflexões são feitas, muitas recomendações mas a modalidade não é capaz de responder aos apelos. Onde reside o problema do futebol, que não se pode queixar das infra-estruturas, tão pouco de recompensa dos seus praticantes?

A minha opinião é virada para as direcções, melhor dito às decisões dos seus presidentes, que são quanto a mim os principais responsáveis pela pobreza que apresenta a galeria do futebol nacional. São eles que insistem com velhas práticas. São os tais que insistem que bastar ter chutado um dia a bola, é suficiente para ser presidente de um clube.

Sugiro que ao invés do seminário para discutir os problemas do futebol, podíamos restringir a abordagem para a gestão desportiva no futebol.

Clubismo à parte, já ultrapassei esta dimensão, o 1º de Agosto fez em cinco ou seis 30 anos da sua existência. Não me digam que tenha falta dinheiro.

Direi: e o Petro de Luanda? O que fez com o dinheiro que teve ao longo de muitos anos? Ou e o Interclube? Acho que se trata de uma questão de mentalidade. E mais do que isso, de compromisso com o futuro.

Últimas Opinies

  • 18 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Temos de nos preparar bem para o jogo que será decisivo e estou convicto que iremos fazer este trabalho em conjunto, não temos muito tempo, agurada-nos um trabalho sério contra uma selecção que perdeu todas as partidas.

    Ler mais »

  • 18 de Março, 2019

    L se foi o sonho...

    O Petro de Luanda, até ontem o único sobrevivente angolano nas Afrotaças, não conseguiu evitar a derrota frente ao Gor Mahia FC do Quénia, em Nairobi, num jogo em que estava “condenado” a não desperdiçar, na totalidade, os pontos em discussão.

    Ler mais »

  • 18 de Março, 2019

    Os estreantes e o ritual de integrao

    Igor Vetokele regressa aos Palancas Negras, depois de muito tempo.

    Ler mais »

  • 16 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Eu já vi três vezes o jogo, muito sinceramente deu para ver alguma coisa na atitude e reacção de certos jogadores.

    Ler mais »

  • 16 de Março, 2019

    Operao Botswana

    A Selecção Nacional de futebol em honras concentra-se amanhã, a noite, tendo em vista a derradeira jornada do Grupo I da campanha para o Campeonato Africanos das Nações deste ano, a decorrer entre 21 de Junho e 19 de Julho no Egipto.

    Ler mais »

Ver todas »