Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Militares a trs pontos do hendaca-campeonato

26 de Outubro, 2017
Quando no dia 6 de Maio do corrente ano o Petro de Luanda humilhou o Sagrada Esperança ao derrota-los por cinco bolas a uma no Estádio nacional 11 de Novembro, não lhes pela cabeça que tinham assinado um certificado de impedimento da conquista do seu 16º titulo.
É verdade que os Petrolíferos ( e quase todos os clubes grandes) têm dificuldades de passarem no Estádio Sagrada Esperança. Mas em minha opinião a goleada imposta pelos tricolores na primeira volta aos diamantíferos ficou-lhes “encravada” na garganta, como soe-se dizer e por isso contribuiu imenso para a sua derrota no passado Domingo.
Entretanto, embora a derrota dos petrolíferos a prior deixa os militares a três pontos da conquista do hendeca-campeonato, a questão do título ainda não está resolvida.
Porque não? Porque O 1º de Agosto, terá de vencer o Asa no próximo Domingo, no Estádio dos Coqueiros. Se assim acontecer ai sim. No entanto, uma derrota dos militares e vitória do Petro, diante da Santa Rita, deixa tudo em aberto.
Não nos devemos esquecer que para permanecer na primeira Divisão o Asa, tem de vencer os últimos dois jogos para totalizar 32 pontos e esperar que o Académica do Lobito com 27 pontos ou Progresso da Lunda com 26 não cheguem os 32 pontos.
Isto por si só implica dizer que teremos um grande dérbi entre as duas equipas mais antigas do Girabola que nos farão lembrar os dos anos oitenta quando no lado militar despontavam nomes como o de Ângelo, Amândio, Ndongala, Zomy, Tando, Alves e outros e pelos aviadores, Rosinha, Chinguito, Luntandila, Geovety e companhia.
De qualquer das formas o Sagrada Esperança, deu a sua ajuda aos militares que de resto terão de saber agradecer por vencer o desafio de domingo diante do Asa e comemorar de forma antecipada o seu décimo primeiro título nacional.
Terão os militares atitude para levar de vencida aos aviadores? A julgar pelo que vimos nos três jogos diante do Interclube, sendo dois para a taça de Angola e um para o Girabola e o ultimo contra o Progresso da Lunda Sul, podemos acreditar que os militares animicamente estão muito melhor.
É interessante frisar o facto de que nos últimos tempos não tem sido fácil a equipa militar vencer de virada como dizem os Brasileiros. Normalmente quando o 1º de Agosto estivesse a perder no mínimo conseguia empatar.
Mas atenção! Ao Asa só um resultado interessa diante do 1º de Agosto: a vitória. Porque uma derrota significa descida de Divisão para os aviadores, onde se calhar já lá deviriam estar a mais tempo atendendo as vicissitudes que têm estado viver nos últimos anos de Girabola.
O Petro de Luanda, ainda não atirou a toalha ao tapete embora na última jornada tenha uma deslocação difícil a Benguela para defrontar o super galvanizado 1º de Maio, que com Agostinho Tramagal, no comando tem estado a fazer um bom campeonato.
Por isso, eu acredito que os pupilos de Beto Bianchi, lutarão até ao fim dos noventa minutos da 29ª Jornada porque um deslize dos militares no domingo e atendendo ao facto de na ultima jornada terem pela frente o Kabuscorp, que não perde com o 1º de Agosto há mais de cinco(?) épocas pode manter acesa a esperança dos tricolores de conquistarem o titulo.
Teremos campeão no próximo domingo? Vamos esperar pacientemente para ver o que a 29ª jornada nos trará.
AUGUSTO FERNANDES

Últimas Opinies

  • 19 de Março, 2020

    Escaldante Girabola

    O campeonato nacional de futebol da primeira divisão vai dobrando os últimos contornos. A presente edição, amputada face a desqualificação do 1º de Maio de Benguela, abeira-se do seu fim . Entretanto, do ponto de vista classificativo as coisas estão longe de se definirem. No topo, o 1º de Agosto e o Petro travam uma luta sem quartel pelo título.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Cartas dos leitores

    Estamos melhor do que nunca. A pressão é para as pessoas que não têm arroz e feijão para comer. Estamos sem pressão, temos todos bons salários e boas condições de trabalho. Estamos numa situação de privilégio e até ao último jogo tivemos apenas duas derrotas.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Jogos Olmpicos2020

    A suspensão de diferentes competições desportivas a nível mundial em função do coronavírus, já declarada pela OMS-Organização Mundial da Saúde como Pandemia, remete-nos, mais uma vez, a reflectir sobre a realização dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Pelo menos até aqui, o COI-Comité Olímpico Internacional mantém de pé a ideia de realizar o evento nos prazos previstos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    FAF aquece com eleies

    Cá entre nós, o fim do ciclo olímpico, tal com é consabido, obriga, por imperativos legais, por parte das Associações Desportivas, de um modo geral e global, a realização de pleitos eleitorais para a renovação de mandatos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    Cartas dos Leitores

    Acho que o Estado deve velar por essas infra-estruturas.

    Ler mais »

Ver todas »