Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

O nosso muito obrigado

22 de Maio, 2017
O Movimento Nacional Espontâneo, movimento de massas que habituou-nos a grandes realizações dentro e fora do país, continua a somar pontos pela positiva em prol daquilo que é o seu objecto social.

Desta feita associou-se a uma, empresa que tem como principal gestor o jovem empresário Mário Correia-Bala e juntos tiveram um bonito gesto que vem preencher uma lacuna que há muito se tornou notória e que a sociedade em geral apenas cobra(va) por detrás da cortina e em dó menor. Pois referimo-nos à bem merecida homenagem que aquelas duas entidades colectivas fizeram aos antigos futebolistas da nossa praça.

Juntaram ex-praticantes de várias gerações trazidos de várias províncias dessa nossa bela e vasta Angola, precisamente a partir do local de residência de cada um dos homenageados. Concentraram numa unidade hoteleira os que residem fora da província de Luanda depois de recolhê-los a partir do Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, logo após a chegada de cada uma das respectivas delegações.

É caso para dizer \"bravo\", bom trabalho.
A homenagem teve lugar no histórico Estádio Mário Santiago a 1 de Maio, data em que se comemora o dia internacional do trabalhador em todo o mundo, em alusão à reivindicação feita por trabalhadores norte americanos no longínquo ano de 1886.

Foram homenageados cerca de cem ex-futebolistas aos quais se juntaram alguns ex-dirigentes da FAF, alguns árbitros e alguns treinadores da modalidade, muitos dos quais já reformados.

Membros do Governo e ex-dirigentes desportivos procederam à entrega de Diplomas de Mérito e de medalhas. Houve troca de sorrisos, abraços, recordação de muitos dos bons momentos vividos em conjunto, enfim muita alegria e lágrimas à mistura por tanta saudade porque muitos dos homenageados não se viam há quinze (15) ou mesmo vinte (20) anos, logo o facto de terem sido convidados e estado juntos naquele recinto desportivo, transportou-os no tempo e porque os homens do futebol também são humanos e como tal dotados de sentimentos, estes falaram mais alto que tudo e toca daí e de forma inesperada a caírem algumas lágrimas que falam mais alto do que milhares de palavras.

Temos consciência que em actos do género um ou outro ex-praticante pode ter ficado de fora por limitações próprias da capacidade humana, do recinto, dos meios disponíveis, etc. Entretanto, os organizadores de tão nobre acto, asseguraram-nos que o mesmo tem continuação e paulatinamente continuarão a convidar ex-dirigentes federativos, ex-treinadores, ex-árbitros e ex-atletas e dessa forma dar continuidade ao mesmo, de modos a dar igual tratamento a todos os ex-praticantes e não só.

Dizíamos num dos parágrafos anteriores que houve entrega de Diplomas de Mérito e medalhas. Pois, não se trata de uma simples medalha. Trata-se da medalha para as mais altas condecorações e com o nome do desportista emprestado à política que com espírito de missão e alta sapiência dirige esta nação, o que muito nos orgulha.

Os homenageados pertencem a gerações que desde muito cedo perceberam e sentiram a necessidade de dar tudo de si sem nada exigir em troca, mas se porventura lhes fosse oferecido algo seria bem-vindo. A provar o que aqui se diz, estão as várias décadas que jogaram por amor à camisola nas agremiações desportivas que defendiam e sempre agradeciam os gestos de carinho de que eram e são alvos.

Por isso, mesmo e em nome de todos os homenageados, aqui vai o nosso mais profundo sentimento de gratidão ao Movimento Nacional Espontâneo, à empresa cujo principal gestor é o jovem Mário Correia «Bala», pela honra que concede aos homenageados, pela distinção e à sociedade em geral pelo carinho. Por tudo isso o nosso muitíssimo obrigado.
Chico Afonso * Ex-futebolista.

Últimas Opinies

  • 19 de Março, 2020

    Escaldante Girabola

    O campeonato nacional de futebol da primeira divisão vai dobrando os últimos contornos. A presente edição, amputada face a desqualificação do 1º de Maio de Benguela, abeira-se do seu fim . Entretanto, do ponto de vista classificativo as coisas estão longe de se definirem. No topo, o 1º de Agosto e o Petro travam uma luta sem quartel pelo título.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Cartas dos leitores

    Estamos melhor do que nunca. A pressão é para as pessoas que não têm arroz e feijão para comer. Estamos sem pressão, temos todos bons salários e boas condições de trabalho. Estamos numa situação de privilégio e até ao último jogo tivemos apenas duas derrotas.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Jogos Olmpicos2020

    A suspensão de diferentes competições desportivas a nível mundial em função do coronavírus, já declarada pela OMS-Organização Mundial da Saúde como Pandemia, remete-nos, mais uma vez, a reflectir sobre a realização dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Pelo menos até aqui, o COI-Comité Olímpico Internacional mantém de pé a ideia de realizar o evento nos prazos previstos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    FAF aquece com eleies

    Cá entre nós, o fim do ciclo olímpico, tal com é consabido, obriga, por imperativos legais, por parte das Associações Desportivas, de um modo geral e global, a realização de pleitos eleitorais para a renovação de mandatos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    Cartas dos Leitores

    Acho que o Estado deve velar por essas infra-estruturas.

    Ler mais »

Ver todas »