Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Oito "invasores" detidos pela Polcia

17 de Setembro, 2018
Um jovem foi evacuado para uma das unidades hospitalares e, pelo menos, oito adeptos detidos pela Polícia Nacional, são os casos reportados pela Polícia Nacional no final do jogo entre o 1º de Agosto e o TP Mazembe, da RDC, referente à primeira mão dos quartos-de-final da Liga dos Clubes Campeões Africanos de futebol, disputado sábado, no Estádio 11 de Novembro, em Luanda.
Caracterizado por uma enchente de quase lotação da infra-estrutura, o estádio comporta 50 mil espectadores sentados e, segundo o corpo de bombeiros destacados no local, um cidadão, supostamente em estado de embriagues, caiu no primeiro anel das bancadas. Embora transportado para o hospital, o estado do acidentado não era de gravidade, garantiram as mesmas fontes à Angop, no local.
Quanto aos detidos, deveu-se as entradas ao recinto de jogo (relvado), antes do início do desafio, em que alguns sacudiam as redes das balizas, obrigando a pronta intervenção do pessoal de segurança e efectivos da Polícia Nacional, para os retirarem e conduzirem aos respectivos sectores na parte exterior do estádio.
Sobre os insurrectos, o “ponta pé de saída” foi dado por aficionados dos caseiros, seguindo-se ao dos visitantes, que certamente foram incapazes de conter as emoções do futebol, talvez pelo carisma das equipas envolvidas no embate, no caso o 1º de Agosto e o TP Mazembe.
Após os incidentes, os artistas da bola entram em campo, para o gáudio e aplausos por parte da assistência. Assim, trajados predominantemente com as cores vermelho e preto (1º de Agosto), branco e preto (Mazembe), apenas os cânticos e apupos se fazia ouvir. Mesmo em minoria, situados num dos lados das bancadas, os adeptos congoleses não se coibiam de puxar pela sua equipa, que era contrariada fortemente pelo dos seus opositores. Assim era a festa do desporto rei, em que os “súbditos” incentivavam os seus heróis.

Últimas Opinies

  • 19 de Março, 2020

    Escaldante Girabola

    O campeonato nacional de futebol da primeira divisão vai dobrando os últimos contornos. A presente edição, amputada face a desqualificação do 1º de Maio de Benguela, abeira-se do seu fim . Entretanto, do ponto de vista classificativo as coisas estão longe de se definirem. No topo, o 1º de Agosto e o Petro travam uma luta sem quartel pelo título.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Cartas dos leitores

    Estamos melhor do que nunca. A pressão é para as pessoas que não têm arroz e feijão para comer. Estamos sem pressão, temos todos bons salários e boas condições de trabalho. Estamos numa situação de privilégio e até ao último jogo tivemos apenas duas derrotas.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Jogos Olmpicos2020

    A suspensão de diferentes competições desportivas a nível mundial em função do coronavírus, já declarada pela OMS-Organização Mundial da Saúde como Pandemia, remete-nos, mais uma vez, a reflectir sobre a realização dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Pelo menos até aqui, o COI-Comité Olímpico Internacional mantém de pé a ideia de realizar o evento nos prazos previstos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    FAF aquece com eleies

    Cá entre nós, o fim do ciclo olímpico, tal com é consabido, obriga, por imperativos legais, por parte das Associações Desportivas, de um modo geral e global, a realização de pleitos eleitorais para a renovação de mandatos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    Cartas dos Leitores

    Acho que o Estado deve velar por essas infra-estruturas.

    Ler mais »

Ver todas »