Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Petro-DAgosto na paz e cabeada d castigo

04 de Abril, 2017
Sobre grande jogo Petro-1º de Agosto não digo muito. Só desejo não ver o que se assistiu a 10 de Outubro de 2013. Naquele dia um adepto do Petro de Luanda morreu em consequência de agressões por parte de elementos da claque do 1º de Agosto, dia em que as equipas rivais se defrontaram para a 25ª jornada do Girabola.

O adepto do Petro de Luanda foi repetidamente agredido e atirado para fora das bancadas pela claque rival do 1º de Agosto. Não suportou a gravidade dos ferimentos e acabou por morrer no mesmo dia. A direcção do 1º de Agosto, na altura, veio a público condenar as acções da sua claque. Domingo que ganhe a melhor equipa e vamos todos em paz às nossas casas.

Mudando de assunto, na verdade já correram muitos rios de tinta sobre aquela má atitude do árbitro Joshua Bondo que acabou por atingir Masuekama Natael com uma cabeçada - porque houve gente que viu com olhos de ver e depois a imagem em vídeo reforçou, de modo que não resta dúvida: no lance o juiz atingiu intencionalmente com a cabeça o defesa angolano que depois caiu para o chão.

Por isso não são apenas os jogadores ou os treinadores que devem ser castigados. Também os árbitros costumam sê-lo. E se merecem-no, os castigos portanto, qual é razão por que a nossa FAF de facto não escreveu para a Comissão de Disciplina da FIFA?

A FIFA não brinca quando se trata de atitudes que mancham as suas leis, os seus regulamentos. Ainda há dias o craque argentino Leonel Messi, no jogo entre as selecções da Argentina e Bolívia, para as eliminatórias ao \"Mundial\" da Rússia disparatou com um \"La concha de tu madre\" (vagina da tua mãe) o árbitro Emerson Augusto de Carvalho e o organismo reitor do futebol mundial puniu o jogador sem actuar em vários jogos.

Por motivo diverso a FIFA também recentemente não teve contemplação em punir o árbitro do Ghana, Joseph Odartei Lamptey, considerado culpado de influenciar um resultado no jogo entre a África do Sul e o Senegal, igualmente para a corrida ao Mundial de 2018.
Só aconteceu a punição porquê?

Porque a Federação de Futebol do Senegal pediu à Confederação Africana de Futebol (CAF) e à FIFA para investigar o árbitro pela escandalosas actuação daquele \"senhor do apito\".

Posto isto é claro como a água que a cabeçada contra o jogador angolano, mesmo que seja em jogo da DATA FIFA é sem dúvida uma infracção. Não tem como a FAF remeter-se...a um silêncio tumular .

O certo é que as instituições futebolísticas da nossa terra - clubes, associações, federação - poucas vezes accionam a FIFA. Muitas vezes ameaçam recorrer a esta entidade, mas não passa disto mesmo.

Eu, internamente por exemplo, ainda tenho em mente o director-geral do 1º de Agosto, Fernando Barbosa \"Barbosinha\", a prometer solicitar à FAF que notifique a FIFA da má arbitragem de António Caxala certa vez num jogo com o Kabuscorp do Palanca.

A direcção rubro-negra até entregou à federação a \"carta-protesto\" contra o árbitro e pediu ao órgão reitor do futebol nacional, por ser filial da FIFA, para fazer chegar as suas inquietações ao organismo mundial. Até agora nada!

Mas veja-se que, uma vez intimado pela FIFA, por não ter honrado uma dívida com o avançado brasileiro Rivaldo, já vi o Kabuscorp a evitar ser penalizado.Porque conhecendo o seu direito, o jogador \"queixou-se\" e o clube de Bento Kangamba desembolsou 23 mil euros para paga-lo pela prestação de serviço na época 2012 em que marcou 11 golos em 21 jogos.

Portanto já vai longa a lista de situações negativas, contra jogadores, selecções e clubes angolanos, aqui e no exterior, que deviam ( e devem ) impulsionar os fazedores do nosso futebol a reclamarem junto da CAF, junto da FIFA para punição e castigo que merecem jogadores, clubes, dirigentes ou árbitros... da estirpe deste tal de Joshua Bondo que acabou por atingir Masuekama Natael com uma cabeça. António Féliz

Últimas Opinies

  • 22 de Julho, 2019

    Akw lesou a Ptria por representar o Pas?

    Com a vossa permissão, amigos leitores, deixam-me exteriorizar , o que sempre defendi do ex-craque da nossa terra chamado Akwá, menino de Benguela

    Ler mais »

  • 22 de Julho, 2019

    Com o balo vazio no se busca patrocnio

    Certa directora de marketing, com muita experiência nesta área e que trabalha no mercado nacional há mais de 10 anos, confidenciou-me, dias atrás.

    Ler mais »

  • 22 de Julho, 2019

    Segunda derrota nacional

    O PAÍS  futebolístico continua a curar as mágoas de ter visto partir o então seleccionador nacional dos Palancas Negras, Hervé Renard.

    Ler mais »

  • 20 de Julho, 2019

    Cartas dos Leitores

    “Nunca cheguei a reunir com este senhor (Akwá) para tratar este assunto. Apenas nas veste de Deputado e com o seu guarda-costa, apareceu no meu gabinete.

    Ler mais »

  • 20 de Julho, 2019

    Acesso ao Qatar

    Apesar da qualificação inédita numa fase final de um Mundial de Futebol, algo que ocorreu curiosamente em 2006, edição organizada pela Alemanha, a Selecção Nacional.

    Ler mais »

Ver todas »