Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Somos capazes e podemos

01 de Fevereiro, 2020
De longe, o melhor prémio que a vida oferece, é a chance de trabalhar duro no trabalho que vale a pena”. Theodore RooseveltÉ difícil escrever uma mensagem de aniversário, para o Jornal dos Desportos, que ontem se assinalou, pois, que eu considero o melhor aprendizado da minha vida. Os melhores momentos da minha existência foram vividos com muito fervor e profissionalismo.
Noites mal dormidas, mas valeram a pena e toda a vez que leio textos no JD, emociono-me, movo-me e sinto vontade de o mudar. Ao celebrarmos mais um aniversário, eu desejo que hoje possamos realizar os nossos sonhos e escrever cada vez mais e melhor. Com rigor e isenção, pesquisa e investigação, entrega e profissionalismo podemos fazer mais e melhor.
Aos seus fundadores, uma palavra de apreço,por terem abraçado tão nobre causa. O parto foi difícil e tivemos de brigar com o Ramiro Aleixo, que também pretendia, nessa mesma data, lançar um jornal desportivo, a contar com os préstimos dos profissionais do Jornal de Angola. Eu, Aleluia, o Man Poli, o Fontinhas e o Gil Tomás, ainda fomos a várias reuniões, mas acabamos por abandonar o barco.
Um dia, nos Trapalhões, a ideia foi posta na mesa, na altura estavam os falecidos Manuel Dionísio e Orlando Bento; eu, o Fontinhas e o Luís Henriques. Todos concordaram e lançamos mãos ao projecto. O Luisão fez uns rabiscos durante o almoço e decidi levar à consideração do director Victor Silva, o nosso actual PCA.
Fiz o projecto com o Fontes Pereira e com a ajuda do OG, JA e MD. Num curto espaço de tempo estava pronto e tivemos anuência para lançá-lo no dia 31 de Janeiro. Foram dias difíceis, mas conseguimos chegar, naquela altura, a uma tiragem de 65 mil (65.000) exemplares. Uma equipa pequena mas trabalhadora, que aos poucos cresceu com a chegada de novos profissionais.
Fontes Pereira, Policarpo da Rosa, Matias Adriano, António Félix, João Francisco, Josefa Tomás, Pedro Augusto, António Júnior, Mário Eugénio, Melo Clemente, Moniz Manuel, Gil Tomás, Pires Ferreira, Álvaro Alexandre, Elizabeth Espírito Santo, Conceição Silva e tantos outros, que a história jamais apagará. Juntos podemos. Bem haja JD! António Ferreira

Últimas Opinies

  • 07 de Abril, 2021

    Ida ao Mundial marcou o futebol

    Em 2018, a nossa selecção de futebol adaptado trouxe-nos o primeiro troféu de cariz Mundial, ao vencer o campeonato do Mundo.

    Ler mais »

  • 07 de Abril, 2021

    Ganhos que podem ir ao ralo

    A circulação de pessoas e bens, apesar das dificuldades das estradas, faz-se com segurança.

    Ler mais »

  • 05 de Abril, 2021

    Um toque ao desenvolvimento

    O país comemorou ontem mais um ano de paz. Foi a 4 de Abril de 2002 que a Nação angolana presenciou a cerimónia que marcou o fim de um período de guerra que deixou inúmeras cicatrizes.

    Ler mais »

  • 05 de Abril, 2021

    Os ganhos da nossa vaidade

    Ao assinalarmos 19 anos, desde que o país começou a desfrutar do alívio que só a paz proporciona, não há como não reconhecer os ganhos havidos no sector desportivo neste lapso de tempo.

    Ler mais »

  • 05 de Abril, 2021

    Um retrocesso em alguns casos

    O desporto foi o grande embaixador do país, algumas modalidades assumiram-se como verdadeiros porta-estandartes, dado os feitos protagonizados por algumas selecções nacionais.

    Ler mais »

Ver todas »