Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Sorteio do campeonato e a \"corrida eleitoral\"

30 de Novembro, 2016
Com o Girabola no defeso, não restam dúvidas que as acções de preparação da Assembleia Geral da Federação Angolana de Futebol e concomitantemente o pleito que vai determinar a eleição do futuro presidente de direcção do órgão reitor do futebol angolano, atraem as atenções dos aficionados do desporto - rei.

A população votante, composta pelas Associações Provinciais de Futebol, tem mais uma vez a oportunidade de decidir que futuro reserva o futebol angolano, por via das propostas de Artur Almeida, José Luís Prata e Osvaldo Saturnino de Oliveira, por esta ordem de correspondência das listas dos concorrentes, no caso A,B e C.

Pede-se a adopção do princípio da equidade quando se for exercer o direito ao voto, pois em jogo podem estar os próximos quatro anos da modalidade, que movimentam a população com as suas muitas nuances extra- campo, e que fazem uma verdadeira manifestação social.

Somos de opinião, que os nomes devem ser os últimos elementos à considerar na escolha dos próximos inquilinos do edifício maior do futebol angolano, coloca-se a sílaba tónica nos projectos apresentados, com o entendimento de que vença o melhor e que esse seja o futebol angolano.
Noves fora isso, no segmento que no fundo é o fio-de-prumo desta abordagem, está o facto de realizar-se hoje o sorteio do próximo Girabola, facto a que atribuímos considerável valor, dentro da nossa visão que melhor se compreende no decorrer deste texto.

Nisto, somos de opinião que a oportunidade deve ser aproveitada para uma reflexão que se impõe, em torno de muitas questões, que de surdina “deambulam” pelos corredores do futebol local, sem o mínimo de resposta da parte de quem de direito, mais parece que se vocifera para surdos.
Em substância, o momento devia ser aproveitado como boa oportunidade para a Federação solicitar e porquê não exigir (?) dos clubes, a apresentação de prova de capacidade financeira para suportar os encargos decorrentes da prova, em todas as suas vertentes.

Isso, na esteira da intenção de acautelar, quiçá, estancar a romaria de anúncios de desistência ao longo da prova, alegando-se os motivos financeiros como já é norma costumeira dos últimos tempos, com todos os estragos decorrentes, e que em muitas ocasiões ferem a verdade que se pretende para o futebol.

Outra questão que também pode ser equacionada, e novamente a ver com dinheiros, prende-se com os valores correspondentes ao pagamento da arbitragem, devem colocar na balança informações, porque muitos clubes podem estar na condição de “kilapeiros”, em relação à última época.
Claro está que alguns dirão, tais assuntos devem ser tratados em sede da Assembleia da Federação Angolana de Futebol, que por sinal está às portas, pelo que diremos sim, em concordância parcial, mas que nada obsta que a proposta seja levada em consideração, ainda que tidos por “ingentes intrusos”.

E, mais, porque não voltarmos à carga, o que abordamos na tertúlia passada em relação à possibilidade de ensaiar-se um novo modelo de disputa do Girabola, na positiva intenção de salvaguardar as equipas dos encargos decorrentes do molde tradicional, que já provou ser um verdadeiro arrombo aos cofres dos clubes, e no fundo, do Estado?

Em suma, estas e outras questões podem ser ponderadas, tudo em prol da melhoria do futebol angolano, que como uma vez já disse, não goza de saúde que se recomende a alguém, pelo que o exercício deve ser em busca constante de melhorias que redundem na existência de um campeonato com um nível aceitável de organização em todos os sentidos.
Carlos Calongo

Últimas Opinies

  • 17 de Agosto, 2019

    Girabola Zap periclitante

    A festa do futebol está de regresso. Com o retorno do Campeonato Nacional da I Divisão, vulgo Girabola Zap 2019/2020, a alegria do povo volta à ribalta e com ela a euforia, a competitividade.

    Ler mais »

  • 17 de Agosto, 2019

    De volta a febre pelo futebol!...

    Para a alegria dos seus aficionados, está de regresso a maior festa futebol nacional, o Girabola Zap. Uma prova que inflama paixões e leva alegria para os vários estádios espalhados pelo país.

    Ler mais »

  • 17 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Estamos mais preocupados com a integração dos novos atletas  e perceber qual o momento desportivo e a partir daqui,  entrar numa outra fase de desenvolvimento e novamente.

    Ler mais »

  • 17 de Agosto, 2019

    Baptismo do Wiliete

    Depois da abertura ontem da 42ª edição do Campeonato Nacional de Futebol da I Divisão, vulgo Girabola Zap, com o jogo Clube Desportivo da Huíla (CDH) - FC Bravos do Maquis.

    Ler mais »

  • 15 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Se até agora estivéssemos com as estratégias todas consolidadas, com os atletas em boa forma física e excelente dinâmica, podia também nalguns casos.

    Ler mais »

Ver todas »