Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio
por Paulo Caculo | Moscovo

Um estdio parte chamado Fan Zone

12 de Julho, 2018
A febre dos “Fan Zone” tomou conta do Mundial da Rússia numa dimensão espantosa. É verdade. O fenómeno está a ser um autêntico sucesso no país do Campeonato do Mundo. O local atrai milhares de adeptos de todo o mundo e arrisca-se a ficar registado na história deste Mundial como a prova clara dos níveis de organização que tem dominado a competição.
É uma espécie de estádios à parte e a céu a aberto, que se enche de adeptos e proporciona momentos de êxtase, semelhantes aos vividos no interior dos grandes estádios, com a multidão a vibrar a cada jogada, drible e golo como se próximo dos jogadores e do relvado estivessem.
Tem sido uma experiência única para quem, como é o meu caso, vive a cobertura deste Mundial da Rússia próximo dos adeptos, mas sobretudo para quem assumiu o compromisso sério de apoiar a sua selecção do coração, o seu país, a sua nação.
As telas gigantescas proporcionam aos adeptos a oportunidade de viverem um autêntico espectáculo fora das quatro linhas e longe das infra-estruturas da competição. E têm, ainda, a vantagem de, paralelamente aos jogos, poderem assistir a momentos de música ao vivo e deliciarem da boa cerveja e comerem do bom queijo ou chouriço russo!
Só em Moscovo, consta que foram implantamos 40 “Fan Zone”, espalhados entre Shoping’s e praças públicas. É a solução encontrada pela organização do Mundial para proporcionar aos adeptos sem bilhetes para estarem nos estádios, uma ocasião para não perderem os jogos do campeonato.
Será assim até aos próximos restantes três dias de competição. Com à final às portas, esperam-se por dias de muita emoção, espectáculo e diversão nas onze cidades da Rússia, ainda que distantes dos relvados, os adeptos possam viver a partir dos locais em que se encontrarem, todas as jogadas e os golos em imagens gigantes projectadas pelas gigantescas telas nos famosos “Fan Zone”. Bem haja!

Últimas Opinies

  • 07 de Abril, 2021

    Ida ao Mundial marcou o futebol

    Em 2018, a nossa selecção de futebol adaptado trouxe-nos o primeiro troféu de cariz Mundial, ao vencer o campeonato do Mundo.

    Ler mais »

  • 07 de Abril, 2021

    Ganhos que podem ir ao ralo

    A circulação de pessoas e bens, apesar das dificuldades das estradas, faz-se com segurança.

    Ler mais »

  • 05 de Abril, 2021

    Um toque ao desenvolvimento

    O país comemorou ontem mais um ano de paz. Foi a 4 de Abril de 2002 que a Nação angolana presenciou a cerimónia que marcou o fim de um período de guerra que deixou inúmeras cicatrizes.

    Ler mais »

  • 05 de Abril, 2021

    Os ganhos da nossa vaidade

    Ao assinalarmos 19 anos, desde que o país começou a desfrutar do alívio que só a paz proporciona, não há como não reconhecer os ganhos havidos no sector desportivo neste lapso de tempo.

    Ler mais »

  • 05 de Abril, 2021

    Um retrocesso em alguns casos

    O desporto foi o grande embaixador do país, algumas modalidades assumiram-se como verdadeiros porta-estandartes, dado os feitos protagonizados por algumas selecções nacionais.

    Ler mais »

Ver todas »