Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Viva o Petro e o DAgosto

17 de Setembro, 2017
Pela animação que está a dar ao campeonato, sobretudo na alternância na classificação, hoje o Petro, amanhã o 1º de Agosto e vice-versa, a prova está, como se diz, no \"ponto rebuçado\" e, portanto, viva o Petro de Luanda, viva também o 1º de Agosto!
O 1º de Agosto só desce ao relvado hoje para defrontar o Progresso do Sambizanga, mas ontem foi o Petro que esteve em grande diante da Académica do Lobito.
Eu acho que, como no ano passado, o Petro de Luanda está a dar luta dura ao 1º de Agosto e isto, se dúvida houver, justifica-se com a vitória que os rapazes de Beto Bianchi conseguiram por claros 4-2, mesmo que se diga que foi sofrida.
Foi o suficiente para estar hoje, de novo, no primeiro posto da tabela classificativa e, mesmo que se diga seja apenas passageiro ou a prazo, pelo menos obriga o seu grande rival, 1º de Agosto, a pensar que os tricolores continuam nos seus \"calcanhares\", qual perseguição impiedosa!
Agora esta perseguição impiedosa é o que o 1º de Agosto terá de encetar hoje, tentando ganhar a um velho adversário de costume que se chama Progresso do Sambizanga. Quem ganha hoje?
Bom, na verdade, o Petro de Luanda, ao ter vencido já a primeira volta tinha demonstrou que este ano, embora não assuma directa e oficialmente como objectivo principal vencer o campeonato, vai, no entanto, revelando que não é por acaso que ostenta 15 títulos.
E por esta razão a sua \"causa\" vai ser verdadeiramente acérrima até ao fim, enfrentando e dando luta ao 1º de Agosto, esta equipa do Rio Seco que, à saída da primeira volta, não transbordou na liderança. Está visto que o campeonato vai ser definido apenas nas últimas primeiras jornadas desta segunda volta.
Veja-se que o Petro logrou até agora 25 vitórias, apenas dois empates e só seis derrotas, e está desde ontem com 56 pontos, mais dois que o seu arqui-rival 1º de Agosto, em segundo, e mais onze que o terceiro Kabuscorp do Palanca.
Com esta \"produção petrolífera\", ficou ontem um outro sinal que estimula e motiva o plantel a jogar para o título.
E mais ainda: o facto de a direcção do clube apostar na manutenção do técnico brasileiro Beto Bianchi até ao ano de 2020, ontem este, mesmo nas bancadas \"mostrou\" àqueles que o crucificam que nem pela sua maneira de estar e actuar no nosso \"association\" o título não está ameaçado.
Eu acho também que brasileiro Tiago Azulão, que está na liderança dos melhores marcadores com 14 está a superar bem a concorrência. Portanto, o 1º de Agosto terá de redobrar esforços para nos jogos e jornadas que sobram fazer mais do que os seus actuais 53 pontos, nesta etapa em que o seu principal dianteiro, Rambé, está apenas com 11 golos.
Não é provocação, mas considero que está muito claro: o campeão 1º de Agosto ainda ressente-se das ausências de Gelson e Ary Papel que foram dos abonos de família da formação rubro-negra em 2016.
É que este cabo-verdiano Rambé ao serviço do 1º de Agosto, com 11 tentos, ainda não está a bastar para as encomendas. Foi por isso que, com o mesmo na linha de ataque, o 1º de Agosto deixou escapar a oportunidade de terminar a primeira à frente , embora na altura tivesse contado com as sucessivas lesões que assolaram o plantel militar.
ANTÓNIO FÉLIX

Últimas Opinies

  • 23 de Março, 2019

    Agora que venha o CAN do Egipto!

    Que venha agora o CAN do Egipto! Sim, que  venha o Campeonato Africano das Nações porque a fase de qualificação ficou já para atrás. 

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Estou aqui para trabalhar. É uma realidade nova para mim. Nunca estive em África.

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Angola est no Egipto

    O país acordou, hoje, na ressaca da explosão festiva resultante da qualificação da selecção nacional de futebol, ao Campeonato Africano das Nações, a disputar-se em Junho e Julho, no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Amanh um "tudo ou nada

    Amanhã é uma espécie de Dia D, para nós, e tal fica a dever-se aos ‘’Palancas Negras’’

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

Ver todas »