Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

A nossa esperana

07 de Maio, 2016
O Sagrada Esperança da Lunda Norte decide hoje a permanência nas competições africanas, quando defrontar em Dar - es -Salaam o representante da Tanzânia, na Taça da Confederação, jogo referente à primeira -mão.

Com um percurso notável na competição em que mesmo em situações adversas deu à volta ao texto e garantiu a continuidade na prova, como foi a desvantagem diante do conjunto sul-africano que no Dundo fez um resultado que abriu amplas possibilidades de afastar o nosso representante, foi surpreendido pelo brilho diamantífero que com uma vitória soberba abriu o caminho para chegar hoje, à última eliminatória da segunda competição mais importante ao nível de clubes da Confederação Africana de Futebol.

O encontro desta tarde na capital tanzaniana não decide nada, mas o resultado pode ser decisivo para as contas de qualquer uma das equipas. O Young Africains é um conjunto que por força dos regulamentos da CAF disputa a última eliminatória após ter sido afastado da Liga dos Campeões, como aconteceu com outras equipas grandes do continente.

Por isso, a condição competitiva não pode ser descurada, dado que leva grandes andança pelo futebol africano, com participação quase regular nas duas competições do órgão que tutela o futebol em África.

Porém, a equipa angolana sabe das responsabilidades que tem sobre os ombros, mesmo a jogar num campo em que certamente vai lutar contra a hostilidade do público e outras situações que normalmente envolvem jogos desta natureza, em terreno alheio.

O Sagrada Esperança não é caloiro nas competições continentais de clubes. A experiência que carrega dá ao conjunto maturidade necessária para não se abalar pelo ambiente que a capital Dar - es - Salaam vive ao longo do dia de hoje, principalmente, nos momentos que vão envolver o jogo.

Esta tarde, o objectivo é conseguir o melhor resultado no reduto do adversário, se possível com muitos golos, para que no jogo no seu reduto possa jogar mais à vontade, sem pressão de correr contra um resultado adverso.

O país espera do representante uma atitude positiva e que encha de orgulho, a igual do que aconteceu em situações anteriores, quando mesmo fora de casa os jogadores da equipa diamantífera encheram o peito de determinação e regressaram ao país com resultados que facilitaram a tarefa no jogo da segunda-mão.

A primeira cartada de uma eliminatória que se espera disputada, é jogada hoje com o Sagrada Esperança como digno representante de Angola a ser a equipa querida, de que se espera alegria no jogo, ambição para a vitória e desportivismo dentro das quatro linhas, tal como de resto tem sido o apanágio dos nossos representantes, nas grandes competições desportivas.

Últimas Opinies

  • 20 de Julho, 2019

    Acesso ao Qatar

    Apesar da qualificação inédita numa fase final de um Mundial de Futebol, algo que ocorreu curiosamente em 2006, edição organizada pela Alemanha, a Selecção Nacional.

    Ler mais »

  • 20 de Julho, 2019

    O honroso sexto lugar do nosso hquei em patins

    A recente participação de Angola no Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins, que decorreu em Barcelona, Espanha, e que o nosso país se classificou em sexto lugar.

    Ler mais »

  • 18 de Julho, 2019

    Cartas dos Leitores

    No nosso período pré competitivo, nesta segunda quinzena de Julho, já queria ir para uma paragem, onde tivesse campos e equipas para realizarmos jogos.

    Ler mais »

  • 18 de Julho, 2019

    Final interessante

    Um mês depois de fortes emoções vividas nos estádios e em outros espaços fora e longe dos centros de disputa,  vamos ter,  finalmente,  amanhã dia 19, o cair do pano da XXXII edição do Campeonato Africano das Nações de futebol, organizado pelo Egipto.

    Ler mais »

  • 18 de Julho, 2019

    A dvida de Akw

    O dia 8 de Outubro de 2005, ficará para sempre gravado na história do desporto angolano e do futebol em particular.

    Ler mais »

Ver todas »