Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

A presso do campeo

06 de Outubro, 2014
Com 12 pontos por disputar, a situação no topo começa a dar sinais de que podemos ter campeonato até ao fim. Os dois empates do líder, Recreativo do Libolo, nas últimas jornadas possibilitaram ao campeão ficar mais próximo deste e acreditar que o título ainda pode ser revalidado.

Agora, são apenas quatro pontos (59-55) a separar as duas equipas, quando antes da pausa verificada no campeonato, em função dos compromissos dos Palancas Negras para os jogos com o Gabão e o Burkina Faso, a diferença era de oito pontos favoráveis à equipa do Cuanza Sul.

Tal como fizemos alusão no início da semana, após à disputa da 25ª jornada, o título do Girabola ficou reduzido praticamente a estas duas equipas, Recreativo do Libolo e Kabuscorp do Palanca. Tudo está em aberto, embora os pupilos de Miller Gomes continuem a depender apenas de si, para a equipa chegar ao terceiro título.

O campeão em título, depois de ver reduzida a diferença pontual para quatro pontos, ganhou motivação para encarar os próximos quatro jogos com mais objectividade, à espera que o seu grande opositor continue a perder pontos e ver a situação cada vez mais complicada.

Está tudo em aberto e espera-se, por isso, até o desfecho do campeonato, por fortes emoções daqui para a frente. Apenas o Benfica de Luanda pode em termos matemáticos entrar ainda nesta disputa, mas é pouco crível que consiga suplantar qualquer um destes dois potenciais candidatos, pela diferença pontual que os separa, nomeadamente seis em relação aos palanquinos e dez em relação aos libolenses.

A derrota por 1-0 do último sábado, com o Kabuscorp do Palanca, acabou por ser fatal para as águias da capital, que viram a pretensão de fazerem parte da concorrência, um pouco mais difícil. Não tendo declarado candidato à partida, o Benfica de Luanda entrou descontraidamente na disputa, relegou neste particular equipas como o 1º de Agosto, Petro de Luanda, FC Bravos do Maquis, Sagrada Esperança e Interclube, que faziam parte do lote de potenciais candidatos.

A equipa do Cuanza Sul comanda o Girabola com quatro pontos de vantagem sobre o segundo classificado, Kabuscorp do Palanca, necessita ainda oito pontos para deixar de fazer contas. Para o efeito, nas quatro partidas que lhe restam, precisa de vencer no mínimo duas e empatar as restantes, para perfazer um total de 67 pontos, os únicos que podem ser alcançados pelo campeão nacional.
Nas próximas jornadas, o Libolo tem um calendário apertado. Defronta o 1º de Maio (27ª jornada), em Benguela, o ASA (28ª, em Luanda), o União do Uíge (29ª, em casa) e o Benfica de Luanda (30ª, em Luanda).

Por seu turno, o Kabuscorp do Palanca também não tem tarefa fácil nas próximas rondas. Joga com o Interclube (27ª), Benfica do Lubango (28ª, no Lubango), Petro de Luanda (29ª) e Progresso (30ª).

Últimas Opinies

  • 23 de Março, 2019

    Agora que venha o CAN do Egipto!

    Que venha agora o CAN do Egipto! Sim, que  venha o Campeonato Africano das Nações porque a fase de qualificação ficou já para atrás. 

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Estou aqui para trabalhar. É uma realidade nova para mim. Nunca estive em África.

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Angola est no Egipto

    O país acordou, hoje, na ressaca da explosão festiva resultante da qualificação da selecção nacional de futebol, ao Campeonato Africano das Nações, a disputar-se em Junho e Julho, no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Amanh um "tudo ou nada

    Amanhã é uma espécie de Dia D, para nós, e tal fica a dever-se aos ‘’Palancas Negras’’

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

Ver todas »