Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

A vez dos Sub-17

17 de Setembro, 2016
O futebol angolano vive, novamente, momentos de expectativa, com a Selecção de Sub-17 na conclusão do apuramento à fase final do CAN da categoria, que tem o Madagáscar como palco no próximo ano.

A expectativa do momento reside em saber se a selecção mais nova consegue fazer melhor que as selecções mais velhas, concretamente a de Honras, e a de sub-20, que nas provas em que estiveram inseridas não foram capazes de atingir os objectivos preconizados.

Os Palancas Negras decepcionaram e adiaram para nova oportunidade a reconciliação com adeptos, uma vez que a presença no CAN e na fase derradeira para o Mundial constituíram miragens, enquanto a equipa de sub-20 foi goleada em casa na última eliminatória de acesso ao desfile continental da categoria, na Zâmbia, numa altura em que o resultado que trouxe , abria boas perspectivas para ser uma das finalistas.

É assim pois, que a Selecção de sub-17 seja a única ainda em competição, numa eliminatória em que vencer é importante, mas que não pode ser tudo na vida dos nossos jogadores, ainda em fase de formação.

Em boa verdade, é preciso habituar os nossos jogadores desses escalões a terem espírito de vitória, mas a disputa de jogos internacionais, em maior número possível, é que permite aos jovens adquirirem alto nível competitivo.

Desde há muito, que o país não participa, em fases finais da categoria. O trabalho desenvolvido neste momento, nas várias escolas luandenses, com o surgimento de jovens atletas com talento, permite vislumbrar um futuro risonho, desde que as capacidades dos jogadores sejam aproveitadas, e os jogadores tenham oportunidades.

A AFA, e os clubes 1º de Agosto e Petro de Luanda têm estado na linha da frente , no que concerne à formação de jogadores, e a escolha do campo da Glória para albergar o jogo desta tarde, é sempre de saudar. O recinto já albergou jogos com a presença de emblemas de renome, como o Real Madrid e o Sporting de Portugal, ainda nos escalões de formação, pelo que os angolanos devem tirar partido do facto de jogarem num recinto que lhes é familiar.

O jogo com as Comores é o primeiro de dois, que as selecções vão disputar para decidirem qual delas marca presença no CAN. O facto dos nossos jovens puderem fazer história, com o regresso do país às grandes competições da CAF, pode ser um incentivo para os jogadores treinados pelo técnico Languinha.

Uma vitória esta tarde, pode ser a abertura do caminho para atingir a glória. Com crença e humildade, os “miúdos” chegam lá.

Últimas Opinies

  • 18 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Temos de nos preparar bem para o jogo que será decisivo e estou convicto que iremos fazer este trabalho em conjunto, não temos muito tempo, agurada-nos um trabalho sério contra uma selecção que perdeu todas as partidas.

    Ler mais »

  • 18 de Março, 2019

    L se foi o sonho...

    O Petro de Luanda, até ontem o único sobrevivente angolano nas Afrotaças, não conseguiu evitar a derrota frente ao Gor Mahia FC do Quénia, em Nairobi, num jogo em que estava “condenado” a não desperdiçar, na totalidade, os pontos em discussão.

    Ler mais »

  • 18 de Março, 2019

    Os estreantes e o ritual de integrao

    Igor Vetokele regressa aos Palancas Negras, depois de muito tempo.

    Ler mais »

  • 16 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Eu já vi três vezes o jogo, muito sinceramente deu para ver alguma coisa na atitude e reacção de certos jogadores.

    Ler mais »

  • 16 de Março, 2019

    Operao Botswana

    A Selecção Nacional de futebol em honras concentra-se amanhã, a noite, tendo em vista a derradeira jornada do Grupo I da campanha para o Campeonato Africanos das Nações deste ano, a decorrer entre 21 de Junho e 19 de Julho no Egipto.

    Ler mais »

Ver todas »