Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Agradvel Sub-20

24 de Março, 2016
A Selecção nacional de Sub-20 venceu ontem, em jogo de preparação, o Interclube por 3-2. O resultado espelha a eficiência do trabalho que está a ser desenvolvido no seio do grupo de modo a que este conquiste a forma e o nível competitivo compatíveis à competição em que vai estar inserida, à partida exigente, em face da sua especificidade.

Samy Matias e sua rapaziada deixaram a entender que não se têm poupado a esforços no trabalho que desenvolvem. Ficou claro que têm vindo a fazer tudo mais alguma coisa no sentido de atingirem o nível competitivo ideal, que não só lhes confira tranquilidade, mas como também permita encarar os adversários a defrontar com maior dose de confiança.

Na verdade, não deixa o resultado logrado de ser animador, sobretudo se formos a olhar para aquilo que é o nível do adversário que teve pela frente, o Interclube que afinal é uma das mais consagradas do nosso campeonato, pese embora estar a ter um começo de prova não tão auspicioso como era de esperar.

Temos certeza que a vitória não foi facilitada pela formação da Polícia, resultou mesmo da entrega do grupo e da sua apurada capacidade de luta. Os Palanquinhas mais não fizeram senão pôr a prova aquilo que têm vindo a absorver nas sessões de treinos, por isso têm apresentado melhorias significativas jogo após jogo.

Aliás, não é sem razão que o próprio seleccionador nacional manifestou-se satisfeito com a entrega do grupo. Pois, é sempre gratificante para qualquer profissional quando o esforço despendido no seu trabalho dá em resultados positivos. Isto anima a continuar e lutar por níveis mais altos de melhorias em todos os aspectos.

Em face do desempenho ontem evidenciado, podemos acalentar alguma esperança de a equipa vir passar pela similar do Tchade sem dificuldades de monta, muito embora saibamos que todos os jogos sejam sempre difíceis à despeito daquilo que configuram os objectivos das equipas intervenientes.

Esperamos que o grupo continue a trabalhar coma mesma determinação, e consiga atingir um nível competitivo aceitável, e que lhe permita não só transpor a primeira eliminatória, mas outrossim superar todos outros obstáculo que venha encontrar pelo caminho ao longo de todo o torneio de qualificação.

Desde já, se pode dizer que Samy Matias e sua equipa estão de parabéns, têm motivos de sobra para se regozijarem do trabalho que estão a efectuar. O resto, é não parar por aqui. Continuar ao mesmo ritmo, mesma entrega, mesma intensidade e no fim o resultado será aquilo que todos esperamos: boa exibição e bons resultados.

Últimas Opinies

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Petro escorregou Vasiljevic j era

    O grande Petro já  atemoriza os seus adeptos em poder continuar a fazer travessia no deserto neste seu “hibernar” sem título desde 2009: empatou mesmo depois de o presidente.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Penso, que não há  muitas alterações  em relação aos candidatos, o 1º de Agosto procura o Penta e o Petro luta para quebrar o jejum de 10 anos, sem conquistar o campeonato.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Girabola de todos

    Soltaram-se assobios, no último fim-de-semana. Voltou aos palcos nacionais, o futebol de primeira grandeza. Ou seja, o campeonato nacional da primeira divisão, o nosso Girabola.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O segundo pecado da FAF

    A direcção de Artur Almeida e Silva acaba de cometer o segundo pecado, na gestão dos destinos da Federação Angolana de Futebol(FAF). O primeiro, assenta na desorganização que já a caracteriza.

    Ler mais »

Ver todas »