Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Aposta na formao

05 de Abril, 2017
Formação deve ser a palavra de ordem, nos próximos tempos, em Angola. O protocolo assinado ontem, entre a Escola Norberto de Castro, que passa a chamar-se de agora em diante, Escola Academia Sporting - Norberto de Castro, é um passo nesta caminhada, que se impõe no futebol nacional.

O País, o futebol em particular, perdeu uma grande oportunidade para investir seriamente na formação, que teria resultado em enormes ganhos, para os clubes e a Selecção Nacional.

Sobre isso, pouca dúvida existe, pois, não há outra fórmula de ter jogadores de qualidade, competitivos, e uma selecção à altura dos compromissos continentais. Não faz sentido, que em tempos mais complicados para o país, houvesse mais e melhor formação, e hoje, que as condições são melhores ,exista pouca formação.

Não faz sentido, que o país com condições rudimentares, campos pelados, três a quatro bolas para uma equipa de 20, ausência de balneários e de refeição, se formassem jogadores que vimos brilhar nos nossos campos e além fronteiras, e hoje, com quase tudo próximo dos mais desenvolvidos países, estejamos “arrasca” para ter um jogador de referência na Europa.

Ninguém nos convence, que já não haja mais, Mantorras, Gilbertos, Mendonças, apenas esses, cuja memória ainda é fresca. O 1º de Agosto, AFA, e o Petro de Luanda, compreenderam isso, era bom que fosse um entendimento geral, que incluísse muitos outros clubes, pois da quantidade se extrai a qualidade.

É preciso que os homens do futebol coloquem em cima da mesa, com toda urgência que se impõe, esse debate e a devida implementação. Os sinais há muito ignorados começam a ser evidentes, à medida que avançamos no tempo.

As equipas que insistem em gastar mais em contratações ,do que na formação, arriscam a acordar um dia sem um tostão para competir. As coisas estão cada vez menos favoráveis para o desporto, e o futebol em particular, pelos seus volumosos orçamentos, do qual resulta nada, como lucro.

Um exemplo do quão benéfico é formar, se é que alguém duvida ainda da virtude da formação, está aí com o 1º de Agosto, que conquistou o seu décimo título com enorme contributo dos jogadores da sua “cantera”, e pode ter lucros, casos Gelson e Ary Papel consigam se adaptar ao futebol luso.

Últimas Opinies

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Petro escorregou Vasiljevic j era

    O grande Petro já  atemoriza os seus adeptos em poder continuar a fazer travessia no deserto neste seu “hibernar” sem título desde 2009: empatou mesmo depois de o presidente.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Penso, que não há  muitas alterações  em relação aos candidatos, o 1º de Agosto procura o Penta e o Petro luta para quebrar o jejum de 10 anos, sem conquistar o campeonato.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Girabola de todos

    Soltaram-se assobios, no último fim-de-semana. Voltou aos palcos nacionais, o futebol de primeira grandeza. Ou seja, o campeonato nacional da primeira divisão, o nosso Girabola.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O segundo pecado da FAF

    A direcção de Artur Almeida e Silva acaba de cometer o segundo pecado, na gestão dos destinos da Federação Angolana de Futebol(FAF). O primeiro, assenta na desorganização que já a caracteriza.

    Ler mais »

Ver todas »