Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

As fases seguintes

11 de Abril, 2016
Embora a próxima fase não seja ainda a decisiva para o título do BIC Basket, as equipas candidatas nem por isso se mostram relaxadas. Depois da fase regular, a cada jornada da fase de grupos exibem-se com o mesmo esmero competitivo.

A ideia agora é chegarem à fase de qualificação, onde aí sim as coisas mudam de figura, pois apenas as quatro primeiras do grupo principal terão a chance de chegar ao título ainda em posse do Petro de Luanda.

Para esta batalha estão seis equipas, embora na prática apenas três estão em condições de travarem uma disputa acérrima pelo anel da prova. Interclube, ASA e Marinha apesar de alguma luta têm poucas chances de mudarem o curso da história neste BIC Basket.

Com o tempo a levar-nos para a fase de qualificação, o cenário vai se compondo em termos dos potenciais candidatos. Para já, três equipas estão confirmadas para o despique final. São, nomeadamente, o campeão nacional, Petro de Luanda, o campeão destronado, Recreativo do Libolo, e o ex-campeão dos campeões, 1º de Agosto.

Os petrolíferos da capital depois de surpreenderem tudo e todos na última edição, mantêm a pretensão de revalidarem o título, embora competitivamente vão apresentando alguns altos e baixos em comparação aos libolenses e militares.

Qualificado para as meias-finais da Taça de Angola, o Petro de Luanda não deixa de equacionar a possibilidade de fazer a dobradinha nesta época, ou seja, vencendo a segunda maior competição de basquetebol do país e também o campeonato do qual é o detentor do título.

Mas também os outros dois potenciais candidatos almejam o mesmo objectivo, pois também estão na penúltima etapa da Taça de Angola, embora apenas uma delas terá a chance de fazer a dobradinha, já que jogam entre si e uma obrigatoriamente terá de ficar pelo caminho.

Se para a Taça de Angola é um dado adquirido que só uma chega à final, para o campeonato é tudo ainda uma incógnita quanto as duas equipas que vão discutir o título quando se atingir a fase do playoff. Os três candidatos têm chances de lá chegar, pois já deram mostras disso.

Espera-se, por isso, por uma disputa renhida pelo título, com o trio constituído pelo Petro de Luanda, Recreativo do Libolo e 1º de Agosto a colocarem-se como os mais sérios candidatos. Ou seja, para o próximo campeão do BIC Basket teremos os mesmos candidatos, o trio que a época passada lutou para o efeito.

Qualquer uma delas tem no título a concretização deste desiderato, pois só deste modo no final poderão dizer que o objectivo foi alcançado. A grande responsabilidade está, pois, nas mãos de Lazare Adingono, no Petro de Luanda, Norberto Alves, no Recreativo do Libolo e Ricard Casas, no 1º de Agosto.
A ver vamos o que nos reservam as próximas jornadas do BIC Basket, que pode eventualmente registar algumas surpresas.

Últimas Opinies

  • 23 de Março, 2019

    Agora que venha o CAN do Egipto!

    Que venha agora o CAN do Egipto! Sim, que  venha o Campeonato Africano das Nações porque a fase de qualificação ficou já para atrás. 

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Estou aqui para trabalhar. É uma realidade nova para mim. Nunca estive em África.

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Angola est no Egipto

    O país acordou, hoje, na ressaca da explosão festiva resultante da qualificação da selecção nacional de futebol, ao Campeonato Africano das Nações, a disputar-se em Junho e Julho, no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Amanh um "tudo ou nada

    Amanhã é uma espécie de Dia D, para nós, e tal fica a dever-se aos ‘’Palancas Negras’’

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

Ver todas »