Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Ascenso ao Girabola

29 de Setembro, 2017
Os amantes do desporto na província do Cuando Cubango exultam de alegria depois de a equipa da Casa Militar ter garantido a ascensão à próxima edição do campeonato nacional de futebol da primeira divisão, naquilo que configura a sua estreia na mais alta roda do futebol nacional.
A satisfação expressa tem toda a razão de ser. Pois, o Girabola tem não só a particularidade de recrear os amigos do futebol, como também a possibilidade de proporcionar desenvolvimento onde se faz presente. Pois, embora para algumas pessoas passe despercebido, com o Girabola há outras perspectivas.
Em 2018, fim-de-semana sim, fim-de-semana não, e em alguns casos em semanas seguidas a província terá outro ambiente, outra vida, outra azáfama, porque o futebol tem esta particularidade. As poucas unidades hoteleiras em Menongue, a exemplo do que ocorria quando o 4 de Abril esteve na prova, terão mais solicitações, quer seja das equipas competitivas, quer seja daqueles que, vivendo o futebol no íntimo, se desloquem das localidades próximas para assistir aos jogos ao vivo.
O mesmo se pode dizer dos serviços de restauração, que irão conhecer maior procura nos dias dos jogos, em que gente chegada dos outros municípios da província procurará, certamente, fazer as suas refeições já na cidade e depois evoluir para o estádio Mártires da Canhala. São muitas as vantagens a tirar da presença do Girabola na província.
Espera-se porém, que a equipa tenha subido para fazer um campeonato tranquilo, longe de resvalar na onda de outras que volta e meia reclamam falta de condição financeira para a continuidade. Por outro, estando ainda a presente edição em curso, pensamos que tem a direcção do clube e outros colaboradores na província, tempo para traçar estratégias eficazes que façam com que quando chegar a competição se tenha a casa suficientemente arrumada.
A organização, a experiência já nos deu a ver, é o segredo do sucesso. Quando há organização mesmo equipas pequenas conseguem se impor com firmeza aos seus adversários e a outros desafios. Encontramos no presente Girabola um exemplo claro disso no Santa Rita de Cássia. Chegada do nada, a equipa às ordens de Hélder Teixeira tem sido uma sensação agradável.
Estamos assim certos que a direcção do clube do Cuando Cubango sabe o que é preciso fazer de modo que a subida da equipa de futebol ao escalão superior do futebol nacional, longe de ser um passeio turístico, seja para mostrar qualidade futebolística exibida na segunda divisão. Bem haja Casa Militar...

Últimas Opinies

  • 19 de Março, 2020

    Escaldante Girabola

    O campeonato nacional de futebol da primeira divisão vai dobrando os últimos contornos. A presente edição, amputada face a desqualificação do 1º de Maio de Benguela, abeira-se do seu fim . Entretanto, do ponto de vista classificativo as coisas estão longe de se definirem. No topo, o 1º de Agosto e o Petro travam uma luta sem quartel pelo título.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Cartas dos leitores

    Estamos melhor do que nunca. A pressão é para as pessoas que não têm arroz e feijão para comer. Estamos sem pressão, temos todos bons salários e boas condições de trabalho. Estamos numa situação de privilégio e até ao último jogo tivemos apenas duas derrotas.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Jogos Olmpicos2020

    A suspensão de diferentes competições desportivas a nível mundial em função do coronavírus, já declarada pela OMS-Organização Mundial da Saúde como Pandemia, remete-nos, mais uma vez, a reflectir sobre a realização dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Pelo menos até aqui, o COI-Comité Olímpico Internacional mantém de pé a ideia de realizar o evento nos prazos previstos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    FAF aquece com eleies

    Cá entre nós, o fim do ciclo olímpico, tal com é consabido, obriga, por imperativos legais, por parte das Associações Desportivas, de um modo geral e global, a realização de pleitos eleitorais para a renovação de mandatos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    Cartas dos Leitores

    Acho que o Estado deve velar por essas infra-estruturas.

    Ler mais »

Ver todas »