Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Basquetebol a valer

05 de Fevereiro, 2016
O Interclube recebe hoje no pavilhão 28 de Fevereiro o Recreativo do Libolo para a nona jornada do BIC-Basket. Os polícias prometem fazer valer a condição de anfitriões na busca de uma posição privilegiada na classificação. Trata-se de um jogo que terá de ser encarado com maior responsabilidade pelas duas equipas intervenientes.

Ambas perfilam a linha de candidatas ao título, e, em regra, se apresentam sempre na prova com objectivos claramente definidos. Por esta razão tudo prometem fazer para não verem as suas ambições goradas, apesar de o campeonato ter ainda muita estrada pela frente. Mas pensamos que é já aqui nesta fase onde as equipas começam a se medir as forças.

Esperamos bem que o jogo venha a corresponder à expectativa. Aliás, este aspecto nem deve ser posto em causa, pois estas formações quando se defrontam têm sempre a particularidade de agradar àqueles que acompanham os seus jogos, embora em termos de correlação de forças exista sempre algum pendor mais para a turma do Cuanza-Sul.

O Interclube que se apresenta na condição de anfitrião, é um forte adversário. Mas estamos certos que o espírito de optimismo que reina no seio das duas equipas, resultante da sua excelente campanha, estando ambas com 13 pontos na classificação, vai jogar papel determinante. Portanto todas cautelas serão poucas quer para uma quer para outra equipa.

Sabemos que pelo seu historial não são daquelas que se assustam perante um adversário. Por isso, pensamos que quer os jogadores e equipa técnica do Interclube e do Recreativo do Libolo esbanjam muita confiança, e vão, em face disso, buscar argumentos suficientes para fazerem um bom espectáculo e mais do que isso, um resultado dentro das suas previsões e objectivos.

A conquista do título, que pertence a outra equipa petrolífera, é uma meta no plano quer dos comandados de Alberto Babo quer de Álvaro Magalhães, que se viram destronados na edição passada: Para tanto, espera-se que venham conjugar esforços redobrados para que a prestação e o resultado no jogo de logo mais correspondam às ambições sustentadas e ajudem a alimentar a esperança dos adversários para voos mais altos na sequência da prova.

De resto, para este jogo não há muitas recomendações. As equipas precisam apenas apostar mais naquilo que são capazes e acima de tudo procurar cada uma tirar melhor proveito do seu potencial. Está dito, o 28 de Fevereiro vai aquecer a valer.

Últimas Opinies

  • 15 de Julho, 2019

    O real papel do gestor desportivo

    As funções de um gestor desportivo não são mais do que as funções de um gestor de empresas, adaptadas e ajustadas às particularidades de um clube ou federação desportiva.

    Ler mais »

  • 15 de Julho, 2019

    Quem explica o desporto angolano?

    O nosso desporto merece um estudo profundo, para se encontrar explicações que justifiquem os resultados que vai tendo.

    Ler mais »

  • 15 de Julho, 2019

    Cartas dos Leitores

    No nosso grupo (A),  somos a única selecção (Angola) que tem a sua primeira participação  a este nível. Canadá vai para a sua sétima, Nova Zelândia.

    Ler mais »

  • 15 de Julho, 2019

    Objectivo falhado

    Angola não conseguiu alcançar o objectivo preconizado no Mundial de Hóquei em Patins, que se disputou em Barcelona, Espanha, acabando por se quedar na sexta posição.

    Ler mais »

  • 13 de Julho, 2019

    Cartas dos Leitores

    Vamos entrar para o campeonato em cada jogo para ganhar, nós queremos começar bem, com o pé direito. Como sabem, já temos o calendário.

    Ler mais »

Ver todas »