Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Caminhos da Cosafa

21 de Junho, 2017
Os Palancas Negras juntam-se hoje às 18h00, para preparar o embarque para África do Sul, amanhã, onde participam a partir a partir de domingo na Taça Cosafa. Angola vai à competição com duplo propósito. Resgatar o título do torneio, e aproveitar rodar o conjunto para futuros compromissos.

Os jogos de apuramento ao CHAN\'2018 merecem mais atenção da equipa técnica. O seleccionador nacional espera medir a pulsação das Ilhas Maurícias, adversário de domingo, e por coincidência, inserido no grupo de Angola na corrida ao CHAN. Para ele, o jogo vem mesmo a calhar.

A equipa não teve tempo para trabalhar no país, mas não foge muito ao esqueleto que recentemente defrontou, em Ouagadougou, o Burkina Faso, à excepção dos estrangeiros, que não são chamados para este compromisso, espera não encontrar muitas dificuldades de comunicação no terreno.

É certo, que a ausência de duas ou três unidades, faz alguma diferença. Daí, a dúvida de alguns, se vamos ter uma equipa com futebol vistoso e criativo, como a que jogou no passado dia 10. Em Ouagadougou, apesar do resultado negativo, foi-nos dado ver uma equipa com alguma personalidade em campo.

Esperamos ter uma equipa, com a mesma atitude, com a mesma ousadia. Pensa bem, o seleccionador nacional em aproveitar este torneio como balão de ensaio para outros compromissos, sem que signifique que não interessa. Aliás, a última vez que o nosso país conquistou a Taça Cosafa, data de 2004, com Oliveira Gonçalves.

O espírito de formação de um grupo coeso, para futuros desafios, que não se perca. É sabido que a selecção não está a ser bem sucedida nos últimos tempos, sai quase de forma inglória nas competições em que participa. Há toda a necessidade, da parte de quem dirige o futebol, corrigir esse quadro. Os fracassos do passado devem ficar no passado, e devemos levantar a cabeça.

Aliás, como já o dissemos, na última prestação mostrou atitude, e outra capacidade de luta.. Vimos jogarem de cara levantada e determinados para a vitória. Portanto, o que dela se exige agora, é o acerto do passo, pela frente vamos ter compromissos competitivos mais exigentes.

Vamos aguardar por aquilo que a equipa nos pode proporcionar neste torneio regional, para cada um fazer um melhor enquadramento, do que afinal podemos esperar da nossa selecção nos próximos tempos, ante a necessidade de libertar-se da fase ruim para a mais auspiciosa.

Últimas Opinies

  • 07 de Abril, 2021

    Ida ao Mundial marcou o futebol

    Em 2018, a nossa selecção de futebol adaptado trouxe-nos o primeiro troféu de cariz Mundial, ao vencer o campeonato do Mundo.

    Ler mais »

  • 07 de Abril, 2021

    Ganhos que podem ir ao ralo

    A circulação de pessoas e bens, apesar das dificuldades das estradas, faz-se com segurança.

    Ler mais »

  • 05 de Abril, 2021

    Um toque ao desenvolvimento

    O país comemorou ontem mais um ano de paz. Foi a 4 de Abril de 2002 que a Nação angolana presenciou a cerimónia que marcou o fim de um período de guerra que deixou inúmeras cicatrizes.

    Ler mais »

  • 05 de Abril, 2021

    Os ganhos da nossa vaidade

    Ao assinalarmos 19 anos, desde que o país começou a desfrutar do alívio que só a paz proporciona, não há como não reconhecer os ganhos havidos no sector desportivo neste lapso de tempo.

    Ler mais »

  • 05 de Abril, 2021

    Um retrocesso em alguns casos

    O desporto foi o grande embaixador do país, algumas modalidades assumiram-se como verdadeiros porta-estandartes, dado os feitos protagonizados por algumas selecções nacionais.

    Ler mais »

Ver todas »