Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Campeo de cacimbo

31 de Maio, 2015
O Recreativo do Libolo acaba de fazer jus ao estatuto de campeão nacional, em título.Terminada a primeira volta, a equipa de Calulo conseguiu pela segunda vez consecutiva, conquistar o campeonato de modo parcial, ou seja, é o campeão de cacimbo do Girabola.

Na liderança da prova desde a nona jornada, depois de ter assistido o Interclube liderar a prova durante esse período, o representante do Cuanza do Sul bateu na concorrência directa os demais candidatos ao título, nomeadamente, o Kabuscorp do Palanca, 1º de Agosto, Benfica de Luanda, Petro de Luanda e Interclube.

Do embate directo com os concorrentes, o campeão de cacimbo que lidera isolado o campeonato com 30 pontos não perdeu para qualquer dos opositores, o que ajudou muito na recolha de pontos, para nesta altura estar à frente do campeonato de modo isolado. Consistente e já adaptado ao técnico francês contratado na pré-época, o Libolo faz valer o estatuto de campeão e prepara-se para na segunda volta empreender a marcha rumo à revalidação do título, que a acontecer vai ser o quarto no seu curto historial. Embora seja cedo demais para qualquer conclusão nesse sentido, a verdade é que a tendência aponta para aí.

Na luta pelo título, estão mais três equipas com capacidade e força competitiva para não deixar o Recreativo do Libolo repetir a proeza, mais uma vez. Kabuscorp do Palanca, Benfica de Luanda e 1º de Agosto são os principais opositores, já que o Interclube e o Petro de Luanda parece que não têm estofo para aguentar a concorrência.

Com três títulos conquistados, 2011, 2012 e 2014, a equipa da vila de Calulo quer corrigir o mau começo de época, com a eliminação precoce nas eliminatórias de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões, que pretende regressar no próximo ano para mais uma tentativa à procura de fazer história em África.

A equipa do Cuanza Sul com a liderança assegurada ao cabo das primeiras 15 jornadas do Girabola procura passo a passo, fazer a caminha triunfal para no final concretizar um dos mais importantes objectivos desta temporada, gorada que foi a possibilidade de entrar para a fase de grupo da Champions. Ou seja, revalidar o título é agora a meta número um.

Os concorrentes directos nesta batalha vão preparar as estratégias para contrariar a pretensão dos libolenses. À partida, com a vantagem que levam sobre aqueles, estes dependem por enquanto de si para continuar a sonhar com o título maior do futebol nacional. A caminhada até aqui foi positiva, mas a pretensão não é ficar por aqui. Tal como as outras equipas, o campeão de cacimbo também vai procurar reforçar-se para afinar as estratégias e preparar o grupo para o “sprint” final na etapa mais decisiva do campeonato nacional. Por enquanto, merecidamente é o campeão da primeira volta.

Últimas Opinies

  • 23 de Março, 2019

    Agora que venha o CAN do Egipto!

    Que venha agora o CAN do Egipto! Sim, que  venha o Campeonato Africano das Nações porque a fase de qualificação ficou já para atrás. 

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Estou aqui para trabalhar. É uma realidade nova para mim. Nunca estive em África.

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Angola est no Egipto

    O país acordou, hoje, na ressaca da explosão festiva resultante da qualificação da selecção nacional de futebol, ao Campeonato Africano das Nações, a disputar-se em Junho e Julho, no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Amanh um "tudo ou nada

    Amanhã é uma espécie de Dia D, para nós, e tal fica a dever-se aos ‘’Palancas Negras’’

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

Ver todas »