Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Capital do ciclismo

07 de Outubro, 2015
A I edição da Volta a Angola em bicicleta, tem início hoje na cidade do Cuito, ponto de partida da prova que vai percorrer o país num total de 1177 quilómetros, passa por oito províncias, tem o término em Luanda, no próximo dia 18 do corrente. Numa altura em que os angolanos se preparam para comemorar os 40 anos de independência, a competição vai mostrar os ganhos ou benefícios da paz.

Anunciada há três anos, a Volta a Angola é finalmente uma realidade a partir desta manhã, quando na cidade do Cuito, no Bié, se der o tiro de largada do pelotão que compete neste certame internacional, que veio para ficar de acordo com os dirigentes da Federação Angolana de Ciclismo (FACI).Para a edição inaugural, cinco países responderam positivamente ao convite da FACI, para competirem ao lado dos ciclistas nacionais. Assim, atletas de Cabo Verde, França, Portugal, Moçambique e RDC, vão pedalar ao lado dos angolanos das equipas, do Benfica de Luanda, Santos FC, Selecção Nacional de Esperança, Hotel Luso de Benguela e Nacebo/Cuca do Huambo.

Espera-se por uma competição renhida, em que os ciclistas angolanos devem dar o melhor de si para disputarem os lugares da frente com os estrangeiros, que são favoritos. Em cada uma das etapas, as referências do ciclismo angolano devem estar em despique pela camisola amarela, que simboliza a liderança.
A primeira etapa a ser disputada, compreende um percurso de 160 quilómetros, entre as cidades do Cuito, na província do Bié, e do Huambo, na cidade com o mesmo nome. Além do despique, os competidores vão ter a oportunidade de conhecer um pouco das potencialidades turísticas do país, em cada etapa dos 1177 quilómetros de extensão do percurso.

Os apreciadores do ciclismo e não só, estão expectantes com o arranque do certame e garantem total apoio aos ciclistas nacionais e estrangeiros, durante a passagem pelas várias cidades do país. Os populares, prometem concentrarem-se ao longo de algumas artérias, para saudarem e incentivarem todos os corredores desta I edição da Volta a Angola.Em termos de condições técnicas e logísticas, a organização trabalhou em colaboração com os governos provinciais e ao que se sabe, não se registam quaisquer preocupações de monta, está tudo operacional, para que a prova decorra dentro da maior normalidade.

Com a presença no país do presidente da Confederação Africana de Ciclismo, que ontem foi recebido em audiência pelo ministro da Juventude e Desportos, Gonçalves Muandumba, Angola tem a oportunidade de mais uma vez mostrar a sua capacidade de organização, em eventos desportivos. Com o arranque hoje da prova, Angola transforma-se até o dia 18 do corrente mês, na capital do ciclismo africano.

Últimas Opinies

  • 23 de Março, 2019

    Agora que venha o CAN do Egipto!

    Que venha agora o CAN do Egipto! Sim, que  venha o Campeonato Africano das Nações porque a fase de qualificação ficou já para atrás. 

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Cartas dos Leitores

    Estou aqui para trabalhar. É uma realidade nova para mim. Nunca estive em África.

    Ler mais »

  • 23 de Março, 2019

    Angola est no Egipto

    O país acordou, hoje, na ressaca da explosão festiva resultante da qualificação da selecção nacional de futebol, ao Campeonato Africano das Nações, a disputar-se em Junho e Julho, no Egipto.

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Amanh um "tudo ou nada

    Amanhã é uma espécie de Dia D, para nós, e tal fica a dever-se aos ‘’Palancas Negras’’

    Ler mais »

  • 21 de Março, 2019

    Um regresso depois de quase dez anos

    Volvidos quase dez anos, volto a assumir uma missão como enviado especial do Jornal dos Desportos, título para o qual escrevo desde o ano de 1997, e que nesse momento assumo o cargo de editor, depois de já ter sido sub-editor e correspondente provincial.

    Ler mais »

Ver todas »