Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Cartas do leitor

31 de Agosto, 2014
O Benfica do Lubango não conseguiu vir jogar a Cabinda uma só vez, mas o Sporting de Cabinda sai constantemente e tem sido difícil gerir o clube com o orçamento apertado que tem”.
Sami Muai, vice-presidente do Sporting de Cabinda

A selecção ainda não está completa, faltam os jogadores que vêm da Europa, mas já treinámos e estamos a fazer uma boa preparação. Fizemos um treino de recuperação e vamos esperar pelos demais jogadores".
Adão, médio dos Palancas Negras

O orçamento que o Sporting de Cabinda precisava para esta época é de 2,7 milhões de dólares. Este é um orçamento mínimo para um clube cobrir as suas despesas no Girabola, mas infelizmente não conseguimos”.
Luís Coelho, presidente do Sporting de Cabinda

Eu responsabilizo a equipa. Eles dizem que deixam os pilotos correr, mas não deixam, porque na Hungria foi dito ao Rosberg que podia ultrapassar o Hamilton e ao Hamilton foi dito para o deixar ultrapassar e ele não deixou".
Eddie Jordan, fundador da Jordan Grand Prix


A PERGUNTA DO DIA
Qual deve ser o papel da comunicação social no que tange ao contributo prestado pelo Presidente da República ao desporto nacional?


A comunicação social, em particular a desportiva, tem o dever de imortalizar os grandes feitos que o Presidente da República tem dado ao desporto. Aliás, lembro-me que uma vez José Eduardo dos Santos disse: "sou um desportista emprestado à política". Agelize Mate, músico

Os registos de tudo o que se tem feito para o engrandecimento do desporto é sem sombra de dúvidas visível aos olhos de toda a gente. Neste capítulo, a media estatal e privada precisa de dar sempre relevância à incansável obra do Presidente da República que é reconhecidamente o maior impulsionador do desporto nacional. Tuzayana, músico

Graças à forte aposta do Chefe do Executivo, o desporto nacional tem dado cartas no contexto internacional. Esses feitos devem sempre ser relatados e narrados pela comunicação social, tendo em conta, sempre, a figura do seu principal impulsionador que é o Presidente da República. David Cristino, estudante


AVALIAÇÃO JD

PAULO MACEDO
Seleccionador de basquetebol=Positivo

Angola começou com vitória sobre a Coreia do Sul a sua campanha no Mundial de basquetebol sénior masculino que o Reino da Espanha alberga. Uma vitória que dá alento aos angolanos para as próximas empreitadas, dado que estão num grupo forte, mas com possibilidades de passar à fase seguinte.


MBYAVANGA CAPELLA
Treinador da União=Negativo

A União do Uíge sofre no Girabola. A equipa desperdiça pontos em casa e ocupa a última posição do Girabola. Capella ainda não deu mostras de ser o salvador da equipa e o regresso da equipa ao segundo escalão é um cenário que se abre cada vez mais a cada jornada que passa, quando já se fala em sabotagem na equipa por aquelas paragens.

Últimas Opinies

  • 19 de Agosto, 2019

    Como causar impacto atravs do marketing?

    De facto, para que se crie um impacto forte e eficaz através do marketing desportivo, é indispensável que os clubes e federações deem atenção ao formato comunicativo a ser utilizado.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Petro escorregou Vasiljevic j era

    O grande Petro já  atemoriza os seus adeptos em poder continuar a fazer travessia no deserto neste seu “hibernar” sem título desde 2009: empatou mesmo depois de o presidente.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Cartas dos Leitores

    Penso, que não há  muitas alterações  em relação aos candidatos, o 1º de Agosto procura o Penta e o Petro luta para quebrar o jejum de 10 anos, sem conquistar o campeonato.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    Girabola de todos

    Soltaram-se assobios, no último fim-de-semana. Voltou aos palcos nacionais, o futebol de primeira grandeza. Ou seja, o campeonato nacional da primeira divisão, o nosso Girabola.

    Ler mais »

  • 19 de Agosto, 2019

    O segundo pecado da FAF

    A direcção de Artur Almeida e Silva acaba de cometer o segundo pecado, na gestão dos destinos da Federação Angolana de Futebol(FAF). O primeiro, assenta na desorganização que já a caracteriza.

    Ler mais »

Ver todas »