Jornal dos Desportos

Director: Matias Adriano
Director Adjunto: Policarpo da Rosa

Opinio

Clssico em Calulo

23 de Abril, 2017
A equipa de Calulo foi a que dominou o futebol nacional na última década, em que conquistou três títulos. Uma época doirada, pois, tendo conseguido suplantar adversários como o Petro de Luanda, o grande \"papão\" no país, com mais títulos conquistados, e o conjunto militar com o qual disputa esta tarde o jogo mais importante da ronda onze do campeonato.

O Libolo está embalado. A equipa chegou à fase de grupos da competição africana, abrindo esperanças para o futebol angolano ter mais representantes na Afrotaças, e na competição doméstica a goleada à moda antiga que infligiu ao \"caloiro\" JGM do Huambo quarta-feira última deu, certamente, mais motivação ao conjunto para chegar a este clássico com perspectivas de subir mais um degrau na tabela de classificação, embora esta equipa militar seja superior em todos os aspectos ao frágil conjunto do Huambo.

Outra questão que motiva neste momento os libolenses é o facto de terem mais três jogos em atraso. E caso consiga vencê-los, o Libolo vai aparecer como líder isolado do campeonato. Já o 1º de Agosto joga o clássico na qualidade de campeão em título, uma formação que conseguiu o décimo troféu no final do Girabola passado, com ataque de luxo onde pontificavam Gelson que foi tão somente o melhor marcador da prova e Ary Papel, dois jogadores transferidos para o Sporting de Portugal, onde aguardam a sua vez para começarem a dar cartas no futebol português.

É certo que a saída destes dois jogadores abalou de certa forma o ataque militar, mas também é certo que a equipa já deu mostras de ter voltado aos índices anteriores, com um sector atacante mais actuante e a marcar mais golos.

O 1º de Agosto vai a Calulo à procura da liderança que o Kabuscorp recuperou na abertura da jornada na passada sexta-feira, e só uma vitória no terreno do rival lhe poderá proporcionar isso.

De resto, e porque se trata de um jogo de risco, embora não decida nada, espera-se por uma postura urbana de todos os intervenientes no espectáculo, e que o público faça a sua parte, aceitando com fair-play qualquer resultado que venha acontecer no final do jogo.

Últimas Opinies

  • 19 de Março, 2020

    Escaldante Girabola

    O campeonato nacional de futebol da primeira divisão vai dobrando os últimos contornos. A presente edição, amputada face a desqualificação do 1º de Maio de Benguela, abeira-se do seu fim . Entretanto, do ponto de vista classificativo as coisas estão longe de se definirem. No topo, o 1º de Agosto e o Petro travam uma luta sem quartel pelo título.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Cartas dos leitores

    Estamos melhor do que nunca. A pressão é para as pessoas que não têm arroz e feijão para comer. Estamos sem pressão, temos todos bons salários e boas condições de trabalho. Estamos numa situação de privilégio e até ao último jogo tivemos apenas duas derrotas.

    Ler mais »

  • 17 de Março, 2020

    Jogos Olmpicos2020

    A suspensão de diferentes competições desportivas a nível mundial em função do coronavírus, já declarada pela OMS-Organização Mundial da Saúde como Pandemia, remete-nos, mais uma vez, a reflectir sobre a realização dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Pelo menos até aqui, o COI-Comité Olímpico Internacional mantém de pé a ideia de realizar o evento nos prazos previstos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    FAF aquece com eleies

    Cá entre nós, o fim do ciclo olímpico, tal com é consabido, obriga, por imperativos legais, por parte das Associações Desportivas, de um modo geral e global, a realização de pleitos eleitorais para a renovação de mandatos.

    Ler mais »

  • 14 de Março, 2020

    Cartas dos Leitores

    Acho que o Estado deve velar por essas infra-estruturas.

    Ler mais »

Ver todas »